Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/27250
ORCID:  http://orcid.org/0000-0003-2497-4515
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: "Que Paulo é esse?", "de onde saiu esse desejo?" - linguagem, experimentação e Acompanhamento Terapêutico
Alternate title (s): "Que Paulo é esse;", "de onde saiu esse desejo?" - Language, Experimentation and Therapeutic Accompaniment
Author: Silva, Dami da
First Advisor: Bertoldo, Ernesto Sérgio
First member of the Committee: Agustini, Carmen Lúcia Hernandes
Second member of the Committee: Guido, Humberto Aparecido de Oliveira
Third member of the Committee: Silveira, Ricardo Wagner Machado da
Fourth member of the Committee: Barcelos, Tânia Maia
Summary: Esta tese é uma cartografia que mostra a composição de um percurso que vai dos encontros na clínica do Acompanhamento Terapêutico com Paulo, passa pela filosofia de Deleuze e Guattari, seus interlocutores e intercessores e passa, também, pelos estudos linguísticos. O Acompanhamento Terapêutico (AT) é um modo de fazer clínica que utiliza ruas, passeios e lugares, além de atividades variadas, a fim de, junto ao acompanhado possibilitar criar novos modos de sentir, agir e pensar. Para compor a clínica do AT, articulamos o conceito de experimentação em Deleuze e Guattari de modo a abrir a clínica aos encontros e acontecimentos. As questões que nos afetam surgem a partir dos desentendidos, equívocos e não-sentidos dos encontros, de modo que o percurso que cartografamos é transversalizado por uma problemática que relaciona a linguagem mais precisamente em seu agenciamento coletivo de enunciação, o que a caracteriza como experimentação estética. A hipótese orientadora da tese é que Paulo, a partir da experimentação dos encontros no AT pode se descolar e deslocar-se dos modos repetitivos, habituados e cristalizados da linguagem e experimentar outros modos de expressão. Tal movimento reverbera, também, para os deslocamentos dos territórios conceituais e práticos da filosofia, da clínica e dos estudos linguísticos. Essa composição-deslocamento, em seu percurso intensivo, implica o conceito de enunciação como agenciamento coletivo em sua pragmática existencial que coloca em pauta o enunciado e o corpo, o expresso e o conteúdo em pressuposição e intervenção recíproca, em seu fluxo e multiplicidade, em sua imanência real e inconsciente. Nessa concepção, o conceito de agenciamento é a unidade complexa a partir da qual se poderá entender a enunciação, os regimes de corpos, os regimes de signos, assim como os processos de composição de territórios existenciais, os seus processos de des(re)territorialização, os seus processos de subjetivação e a individuação na clínica do AT.
Abstract: This thesis is a cartography that shows the composition of a path that starts from the meetings in the Therapeutic Accompaniment clinic with Paulo, goes through the philosophy of Deleuze and Guattari, their interlocutors and intercessors, and also through the linguistic studies. Therapeutic Accompaniment (TA) is a way of doing clinic using streets, sidewalks and places, as well as various activities, in order to, along with the companion, create new ways of feeling, acting and thinking. To compose the TA clinic, we articulated the concept of experimentation in Deleuze and Guattari in order to open the clinic to encounters and events. The issues that affect us arise from the misunderstandings, misconceptions and non-senses of the encounters, so that the path we map is transversed by a problematic that relates to language, more precisely in its collective agency of enunciation, which characterizes it as experimentation. aesthetics. The guiding hypothesis of the thesis is that Paulo, through the experimentation with encounters in the TA, can detach himself and move from the repetitive, usual and crystallized modes of language and experiment with other modes of expression. Such movement also reverberates to the displacements of the conceptual and practical territories of philosophy, clinic and linguistic studies. This composition-displacement, in its intensive course, implies the concept of enunciation as collective agency in its existential pragmatics which puts the enunciation and the body, the express and the content in presupposition and reciprocal intervention, in its flow and multiplicity, in its real and unconscious immanence. In this conception, the concept of agency is the complex unit from which one can understand the enunciation, the regimes of bodies, the regimes of signs, as well as the processes of composition of existential territories, their processes of dis(re)territorilization, their subjectivation processes and individuation in the TA clinic.
Keywords: Experimentação
Agenciamento
Enunciação
Linguagem
Acompanhamento Terapêutico
Experimentation
Agency
Therapeutic Accompaniment
Enunciation
Language
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Quote: SILVA, Dami da. "Que Paulo é esse?", "De onde saiu esse desejo?" - linguagem, experimentação e Acompanhamento Terapêutico. 2019. 413 f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2310
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2310
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/27250
Date of defense: 11-Jul-2019
Appears in Collections:TESE - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
QUE PAULO É ESSE.pdf2.36 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons