Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18930
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: O BNDES e a sustentação do setor sucroenergético no Brasil: implicações territoriais no contexto neoliberal e de financeirização
metadata.dc.creator: Silva, Laís Ribeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Pereira, Mirlei Fachini Vicente
metadata.dc.contributor.referee1: Almeida, Marina de Castro
metadata.dc.contributor.referee2: Amaral, Marisa Silva
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho propõe-se analisar forma como ocorre, no período após o ano 2000, a dinâmica das ações do Estado brasileiro para a viabilização e sustentação do setor sucroenergético através dos financiamentos públicos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), bem como as implicações territoriais resultantes desse processo. Desse modo, para uma compreensão que considere a totalidade do espaço, julgamos necessário um exercício de periodização, que considerou a técnica (sistemas de objetos) e a política (sistemas de ações) na constituição da dinâmica do território e da sociedade. Quatro períodos de análise elucidaram como o Estado sempre se destacou como figura central para o setor, desde o período Colonial até os dias atuais, mesmo que sua forma de atuação tenha se alterado no decorrer do tempo. No período atual, a hegemonia do pensamento neoliberal e a centralidade das finanças configuraram cenários no setor sucroenergético decisivos para inserção cada vez maior de agentes estrangeiros, processo este amplamente amparado pelo Estado. Pós crise financeira de 2008, o setor ganhou novas características no país, resultado da inserção de agentes e capitais estrangeiros que encontram amplo financiamento do BNDES, o que implicou em um ajuste espaço-temporal e na ampliação da produção no país. As consequências desse processo foram o reforço da situação de dependência do país e a reafirmação de sua inserção subordinada na divisão internacional do trabalho, com a priorização da remuneração dos agentes financeiros e consequente superexploração do trabalho e dos recursos do território.
Abstract: This paper proposes to analyze how occurs, in the period after the year 2000, the dynamic of the Brazilian State actions for the viability and support of the sugar-energy sector through the public funding by the BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), as well as the territorial implications resulting from this process. Therefore, for an understanding that considers the space totality, we believe that’s necessary an exercise of periodization that deems the technique (objects systems) and the politics (actions systems) in the constitution of a territorial and social dynamics. Four periods of analysis elucidated how the State has always stood out as a central figure for the sector, since the colonial period until the present days, even if his way of acting has changed over time. In the current period, the hegemony of the neoliberal thinking and the centrality of the finances shapes scenarios in the sugarcane sector that are crucial to a greater presence of foreign agents, process widely supported by the State. After the financial crisis of 2008, the sector gained new characteristics in the country, resulted of the insertion of foreign agents and capitals that finds ample financing from BNDES, what implied in spatio-temporal fixes and the expansion of the production in the country. The consequences of this process are the strengthening of the Brazilian situation of dependence and the reaffirmation of his subordinate insertion into the international division of labor, with the prioritization of the remuneration of financial agents and a consequent exploitation of labor and territorial resources.
Keywords: Geografia
Banco Nacional do Desenvolvimento Economico (Brasil) - Financiamentos
Cana-de-açúcar - Aspectos econômicos
Agricultura e Estado
Setor Sucroenergético
Território brasileiro
Neoliberalismo
Financeirização
Sugarcane sector
State
Brazilian territory
Neoliberalism
Financialization
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: SILVA, Laís Ribeiro. O BNDES e a sustentação do setor sucroenergético no Brasil: implicações territoriais no contexto neoliberal e de financeirização. 2017. 152 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18930
Issue Date: 11-Apr-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BNDESSustentacaoSetor.pdfDissertação19.86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.