Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/39313
Document type: Tese
Access type: Acesso Embargado
Embargo Date: 2025-18-10
Title: Associação dos ácidos graxos saturados no plasma com índice de massa muscular esquelética apendicular e força em norte-americanos (NHANES 2011- 2012)
Alternate title (s): Saturated fatty acids and muscle
Author: Santos, Heitor Oliveira
First Advisor: Oliveira, Erick Prado de
First member of the Committee: Gomes, Gederson Kardec
Second member of the Committee: Rinaldi, Ana Elisa Madalena
Third member of the Committee: Rodrigo, Cauduro Oliveira Macedo
Fourth member of the Committee: Maia, Yara Cristina de Paiva
Summary: Introdução: O potencial pró-inflamatório dos ácidos graxos saturados (AGS) pode prejudicar o músculo esquelético e, portanto, seus parâmetros relacionados. Algumas pesquisas investigaram a associação entre AGS dietéticos e parâmetros musculares, mas pouco se sabe sobre os níveis plasmáticos de AGS neste cenário. Objetivos: Verificar a associação entre os níveis plasmáticos de AGS e parâmetros musculares (massa magra e força muscular) em adultos e idosos. Métodos: Uma pesquisa transversal foi realizada utilizando dados do National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES) 2011-2012, dos quais, 937 indivíduos com idade entre 20 e 59 anos e 1591 com idade entre 20 e 80 anos foram incluídos para analisar a massa magra e força muscular, respectivamente. Cromatografia gasosa-espectrometria de massa foi utilizada para detectar os AGS totais no plasma e seus subtipos. A massa magra foi avaliada através do índice de massa magra apendicular (IMMA) por meio da divisão da massa magra apendicular pela estatura ao quadrado. A força muscular foi avaliada através do somatório da força de preensão manual. A análise de regressão linear foi realizada para avaliar as associações sob controle de potenciais fatores de confusão. Resultados: Os AGS totais plasmáticos e seus subtipos (ácido cáprico, ácido láurico, ácido mirístico, ácido palmítico, ácido esteárico, ácido margárico, ácido pentadecanóico, ácido araquídico, ácido tricosanóico, ácido lignocérico e ácido docosanóico) não se associaram com o IMMA (ajustes de ingestão de energia e proteínas, tabagismo, renda familiar, diabetes, hipertensão, álcool, estado civil, escolaridade, artrite, massa gorda, atividade física, idade, sexo e etnia). Igualmente, os AGS totais plasmáticos e seus subtipos não foram associados com a força de preensão manual (ajustes de ingestão de energia e proteínas, tabagismo, renda familiar, diabetes, hipertensão arterial, álcool, estado civil, escolaridade, artrite, atividade física, idade, sexo, raça e índice de massa corporal), entretanto, quando os indivíduos foram divididos de acordo com a idade, foram observadas associações negativas com o ácido cáprico (β = -0,2978; IC95% = -0,5855, -0,0100; p = 0,043) e ácido esteárico (β = -0,0058; IC95% = -0,0100, -0,0003; p = 0,038) apenas para aqueles com idade <60 anos. Conclusão: No geral, os AGS plasmáticos totais e seus subtipos não estão associados com o IMMA e força muscular em norte-americanos. Observou-se, apenas, associação inversa para força muscular com ácido esteárico e ácido cáprico para aqueles com idade <60 anos.
Abstract: Background: The pro-inflammatory potential of saturated fatty acids (SFAs) can hinder skeletal muscle and hence its related parameters. Some research has investigated the association between dietary SFAs and muscle parameters, but little is known about the plasma SFA levels in this regard. Aims: Thus, we aimed to verify the association between plasma SFA levels and muscle parameters (muscle mass and strength) in adults. Methods: A cross-sectional research was performed using the National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES) 2011-2012, whereby 937 subjects aged 20-59 and 1591 aged 20-80 years were included for AMMI and muscle strength, respectively. Gas chromatography-mass spectrometry was used to detect plasma total SFAs and their subtypes. Muscle strength was assessed through the sum of handgrip strength. AMMI was calculated by dividing appendicular lean mass by height squared. Linear regression analysis was performed to evaluate the association between SFAs and AMMI adjusting for potential confounders. Results: No association (p-value > 0.05) was observed between plasma total SFAs and their subtypes (capric acid, lauric acid, myristic acid, palmitic acid, stearic acid, margaric acid, pentadecanoic acid, arachidic acid, tricosanoic acid, lignoceric acid, and docosanoic acid) with AMMI (adjustments for energy and protein intakes, smoking, family income, diabetes, hypertension, alcohol, marital status, education level, arthritis, fat mass, physical activity, age, sex, and race). Plasma total SFAs and their individual types were not associated with handgrip strength (adjustments for energy intake, protein intake, smoking, family income, diabetes, arterial hypertension, alcohol, marital status, education level, arthritis, physical activity, age, sex, race, and body mass index), however, when subjects were divided according to age, negative associations were observed for capric acid (β-value = -0.2978; 95%CI = -0.5855, -0.0100; p = 0.043) and stearic acid (β-value = -0.0058; 95%CI = -0.0100, -0.0003; p = 0.038) levels only for those aged <60 years. Conclusion: Overall, plasma total SFAs and their types are not associated with AMMI and muscle strength in Americans. We only observed an inverse association for muscle strength with stearic acid and capric acid for those aged <60 years.
Keywords: Lipídios
Lipids
Massa muscular
Muscle mas
Força muscular
Muscle strength
Ácidos graxos saturados
Saturated fatty acids
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Subject: Ciências médicas
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Quote: SANTOS, Heitor Oliveira. Associação dos ácidos graxos saturados no plasma com índice de massa muscular esquelética apendicular e força em norte-americanos (NHANES 2011- 2012). 2023. 87 f. Dissertação (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2023. DOI http://doi.org/10.14393/ufu.te.2023.557.
Document identifier: http://doi.org/10.14393/ufu.te.2023.557
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/39313
Date of defense: 16-Oct-2023
Appears in Collections:TESE - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AssociaçãoÁcidosGraxos.pdf
  Until 2026-06-10
Tese1.84 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons