Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/26109
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Aberto
Title: Espacialização de indicadores de qualidade de vida para Cidades Saudáveis: (im)possibilidades e perspectivas
Author: Viso, Guilherme Alves
First Advisor: Soares, Beatriz Ribeiro
First member of the Committee: Ferreira, William Rodrigues
Second member of the Committee: Souza, Josimar dos Reis de
Summary: Este trabalho tem como objetivo a construção de uma discussão sobre indicadores socioeconômicos de natureza quantitativa nas dimensões de meio ambiente, desenvolvimento social e educação, sendo indicadores produzidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa se atentou para uma interpretação espacial, com a geração de mapas que dão tratamento espacial de como cada indicador se comporta no espaço urbano. Também em conjunto com essa construção espacial, foi realizada uma discussão sobre a importância e as dificuldades de utilizar esses referidos dados, enfatizando o tempo de produção, a confiança do dado fornecido e a disponibilidade e maneira com que os pesquisadores, governantes e sociedade receberão esses dados dos institutos de pesquisa. A pesquisa utilizou como recorte espacial os municípios de Araguari/MG e Uberlândia/MG, municípios limítrofes entre si e localizados na mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. É utilizada para a análise e discussão dos indicadores os conceitos do Movimento de Cidades Saudáveis, que busca pela qualidade de vida e promoção da saúde. A pesquisa é importante na medida em que fornece um aparato de como utilizar instrumentos que auxiliam no processo de planejamento urbano, de políticas públicas e a construção de uma cidade mais igualitária para todos.
Abstract: This paper has the objective of construct a discussion about socioeconomic indicators of a quantitative nature in the environment, social development and education dimensions, produced by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). The research focus in a spatial interpretation of the data, generating maps of how the indicators behave in the urban space. In addition, together with the map construction, it was accomplished a discussion about the importance and the difficulties of using these indicators, giving emphasis on the time of production, the trustworthy of the data and the availability and manners of how the researchers, governors and society receive the indicators from institutes. The spatial area comprising the cities of Araguari/MG and Uberlândia/MG, located in the Triângulo Mineiro and Alto Paranaíba mesoregion and bordering municipalities. For the analysis, it is followed the discussion and the concepts of the Health Cities Movement, which seeks for Quality of Life and health promotion. The research is important in so far as enables the use of instruments that help urban planning, public policies development and building a more equal city for everyone.
Keywords: Cidades Saudáveis
Qualidade de Vida
Indicadores Socioeconômicos
Planejamento Urbano
Healthy Cities
Quality of Life
Socioeconomic Indicators
Urban Planning
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA::GEOGRAFIA HUMANA::GEOGRAFIA URBANA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: VISO, Guilherme Alves. Espacialização de indicadores de qualidade de vida para Cidades Saudáveis: (im)possibilidades e perspectivas. 2017. 45 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/26109
Date of defense: 21-Dec-2017
Appears in Collections:TCC - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EspacializacaoIndicadoresQualidade.pdf2.34 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.