Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24658
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: A construção da “marca” café do cerrado mineiro: inovações tecnológicas e estrutura de governança
Alternate title (s): The construction of the cerrado mineiro coffee brand: technological innovations and governance structure
Author: Rabelo, Welber de Oliveira
First Advisor: Ortega, Antônio César
First coorientator: Jesus, Clesio Marcelino de
First member of the Committee: Perosa, Bruno Benzaquen
Second member of the Committee: Oliveira, Daniel Coelho de
Summary: A produção cafeeira se apresenta como um dos principais ramos de atividade da agricultura brasileira, sendo o país o maior produtor mundial e tem o seu processo histórico marcado pela presença dessa cultura. Devido a tal importância, a cultura sempre obteve apoio estatal, entretanto este apoio sofreu alterações na década de 1990 com a extinção do Instituto Brasileiro do Café, que defendia os interesses nacionais e coordenava a cadeia da cafeicultura. Isso fez com que surgissem arranjos sócio-produtivos privados que, por meio de suas organizações de interesses dos cafeicultores, como é o caso da Federação dos Cafeicultores do Cerrado Mineiro. Pode-se concluir, assim, que a partir da ideia guia da produção cafeeira constitui o Território do Café do Cerrado. Outro resultado importante dessa organização autônoma foi a construção e conquista de uma certificação por meio da Denominação de Origem Café do Cerrado Mineiro, de propriedade daquela Federação. O objetivo dessa dissertação foi analisar como a região se insere no contexto produtivo da cafeicultura e de que forma a Federação atua no desenvolvimento territorial do Cerrado Mineiro. Para tal foram utilizados arcabouços teóricos que buscam explicar esse tipo de caso, além da utilização de dados primários e exercícios econométricos para verificar se a adoção de certificações e da denominação de origem contribuem para o aumento da produtividade dos cafeeiros. Como conclusão destacamos que na amostra obtida os cafeeiros certificados são mais produtivos, quando comparados com os demais que detêm as mesmas características observáveis e que a atuação das instituições foi benéfica ao desenvolvimento da cafeicultura no Cerrado Mineiro, ainda que em determinados aspectos tal processo seja excludente.
Abstract: Coffee production is one of the main branches of activity in Brazilian agriculture since the country is the world's largest coffee producer and this culture has been constantly present in Brazil's historical process. Because of such relevance, coffee growing has always had some kind of state support, which, however, changed in the 90's as the "Coffee Brazilian Institute" was extincted. The institute defended the national coffee production affairs. This event conducted to private socio-productive arrangements through organizations of coffee producers interests, such as the "Cerrado Coffee Growers Federation". Therefore, we can conclude that from the guide idea of coffee production it is constituted the “Cerrado Coffee Territory”. Another important result of this autonomous organization was the construction and acquisition of a certification through the ‘Cerrado Mineiro Denomination of Origin’, property of that Federation. This paper aims to analyze how the region is inserted in the context of coffee production and how the Federation acts in the territorial development of the "Cerrado". For this purpose, we disposed a theoretical framework looking for an explanation of this case, plus the utilization of primary data and econometrical exercises to verify if the use of certifications and of the denomination of origin contribute to increase the coffee-growing productivity. In conclusion, we emphasize that in the obtained sample the coffee producers with certification are more productive comparing to the others with the same observable features and that the participation of institutions through the process of certification and denomination of origin was beneficial to the development of coffee production in the ‘cerrado mineiro’, despite it was excluding in some aspects.
Keywords: Economia agrícola
Desenvolvimento territorial
Cafeicultura
Denominação de origem
Economia
Economia agrícola
Café - Aspectos econômicos
Café - Comercialização
Agricultural economics
Territorial development
Coffee growing
Denomination of origin
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIAS AGRARIA E DOS RECURSOS NATURAIS::ECONOMIA AGRARIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Economia
Quote: RABELO, Welber de Oliveira. A construção da “marca” Café do Cerrado Mineiro: inovações tecnológicas e estrutura de governança. 2019. 95 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.940
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.940
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24658
Date of defense: 25-Feb-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ConstruçãoMarcaCafé.pdfDissertação3.84 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.