Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/23539
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: Tradução universal, adaptação transcultural e validação da versão portuguesa da Escala Avaliação Funcional Pediátrica de Terapia de Doença Crônica: FADIGA (PEDSFACIT-F)
Alternate title (s): Cross-cultural Adaptation and Validation of the universal Portuguese-version of the Pediatric Functional Assessment of Chronic Illness Therapy Fatigue (peds-FACIT-F)
Author: Fernandes, Karla Pereira
First Advisor: Silva, Carlos Henrique Martins da
First member of the Committee: Gomes, Carina Mori Frade
Second member of the Committee: Moura, Magda Regina Silva
Third member of the Committee: Azeredo, Catarina Machado
Fourth member of the Committee: Gomes, Débora Cristiane
Summary: Introdução: Fadiga é um sintoma prevalente em crianças saudáveis e com doenças agudas e crônicas. É uma experiência subjetiva de cansaço e exaustão, que afeta a qualidade de vida nos aspectos físicos, mentais e emocionais. A avaliação de fadiga em crianças e adolescentes brasileiras e portuguesas necessita de instrumentos de auto relato próprios para idade, válidos, confiáveis e padronizados. Objetivo: Traduzir, adaptar transculturalmente e validar a versão portuguesa da escala “Avaliação Funcional Pediátrica de Terapia de Doença Crônica – Fadiga (pedsFACITF). Material e métodos: A tradução e adaptação cultural da escala pedsFACIT-F foi realizada conforme padronização internacional e aplicada em 323 crianças (idade entre 8 e 18 anos), 173 saudáveis e 150 crianças com doenças crônicas (câncer, artrite idiopática juvenil e diabetes). A confiabilidade foi avaliada pela consistência interna e reprodutibilidade teste-reteste. Os pressupostos do modelo da Teoria da Resposta ao Item (TRI) foram avaliados por meio da análise fatorial confirmatória (AFC) e análise fatorial exploratória (AFE). Os itens foram calibrados segundo modelo de resposta gradual (MRG) para estimar a dificuldade e discriminação dos itens. O funcionamento diferencial do item (DIF) foi examinado com respeito à idade, gênero e condição de saúde (saudáveis versus doenças crônicas). Resultados: A adaptação cultural não apresentou dificuldades substantivas. A confiabilidade da consistência interna (alfa-Cronbach = 0,84) e do teste-reteste (correlação intra-classe = 0,92) foram adequadas. Os 13 itens da escala apresentaram bons índices de ajuste (CFI = 0,92, TLI = 0,90, RMSEA = 0,097). As cargas fatoriais variaram de 0,44 a 0,80. Na análise fatorial exploratória, o primeiro fator extraído explicou 38% da variância total dos itens e o segundo fator 8,2% o que indica suficiente unidimensionalidade. As análises demostraram um bom ajuste do MRG e boa cobertura do construto fadiga (variação de dificuldade:-1,42 a 4,56). Não foi verificada presença de DIF significante para idade, gênero e condição de saúde. Conclusão: A versão portuguesa da escala pedsFACIT-F é uma medida confiável, precisa e válida, verificada após análises de propriedades psicométricas robustas. A estabilidade das propriedades de medida da escala permite sua disponibilização para avaliação de fadiga em estudos clínicos com crianças e adolescentes brasileiras e portuguesas.
Abstract: Introduciton: Fatigue is a prevalent symptom in healthy children with acute and chronic diseases. It is a subjective experience of tiredness and exhaustion, which affects the quality of life in the physical, mental and emotional aspects. The evaluation of fatigue in Brazilian and Portuguese children and adolescents requires ageappropriate self-reporting instruments that are valid, reliable and standardized. Objective: To translate, cross-culturally adapt and validate the Portuguese version of the Pediatric-Functional Assessment of Chronic Illness Therapy -Fatigue (pedsFACIT-F). Material and methods: Translation and Cross-cultural adaptation of the peds-FACIT-F was performed according to universal approach and standard international guidelines. The Portuguese version of the peds-FACIT-F was administered to 323 children and adolescents aged 8 -18, 173 healthy 150 with chronic diseases (cancer, juvenile idiopathic arthritis and diabetes). Reliability (internal consistency and test-retest reliability) was assessed. Item Response Theory (IRT) model assumptions were evaluated using Confirmatory Factor Analyses (CFA) and Exploratory Factor Analyses (EFA). Items were calibrated using a Graded Response Model (GRM) to estimate item difficulty and item discrimination. Differential Item and Functioning (DIF) was examined in respect to age, gender and clinical condition. Results: No major cultural adaptations were needed. Internal consistency (Cronbach’s alpha = 0.84) and test-retest reliability (intraclass correlation coefficient = 0,92) were good. CFA and EFA supported sufficient unidimensionality of the 13 peds-FACIT-F items (CFI = 0.92, TLI = 0.90, RMSEA = 0.097). The factor loads varied from 0.44 to 0.80.The data also fit the GRM and demonstrated good coverage across fatigue construct (threshold parameters range: -1,42 a 4,56) ranged from -1,42 to 4.56. No items demonstrated significant DIF for age, gender and clinical condition. Conclusion: The Portuguese version of the peds-FACIT-F provides a reliable, precise, and valid measure as assessed by robust psychometric properties. Stability of the measurement properties of the peds-FACIT-F allows its use to assess fatigue in clinical research in Brazilian and Portuguese children and adolescents.
Keywords: Fadiga
Fatigue
Crianças
Children
Tradução transcultural
Cross cultural translation
Validação
Validation
Calibração
Calibration
Teoria de resposta ao item
Item Response Theory
Ciências médicas
Medical sciences
Qualidade de vida
Quality of life
Crianças doenças
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::SAUDE MATERNO-INFANTIL
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Quote: FERNANDES, Karla Pereira. Tradução universal, adaptação transcultural e validação da versão brasileira da Escala Avaliação Funcional Pediátrica de Terapia de Doença Crônica: Fadiga (pedsFACIT-F) - Uberlândia. 2018. 65 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2018.488.
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2018.488
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/23539
Date of defense: 27-Aug-2018
Appears in Collections:TESE - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TraduçãoUniversalAdaptação.pdfTese2.91 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.