Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19791
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: A política externa de Angola e as estratégias atuais
Author: Jovita, João Baptista de
First Advisor: Ramanzini, Isabela Gerbelli Garbin
First member of the Committee: Zanella, Cristine Koehler
Second member of the Committee: Cardozo, Sandra Aparecida
Summary: A presente dissertação objetiva estudar as estratégias atuais da política externa angolana, considerando os 41 anos desde sua independência. O estudo apresenta dois modelos para analisar duas formas de inserção internacional angolana. O primeiro modelo se aplica ao período de 1975 a 1991, o qual enfatiza a agenda de defesa, paz e segurança que levou Angola a buscar por uma inserção internacional mais isolada, tendo em vista as Guerras Fria e Civil. Já o segundo modelo se aplica ao período de 1992 a 2016, que analisa como Angola procurou se adequar ao novo contexto internacional no Pós-guerra Fria e Civil. O trabalho questiona como Angola formulou seus interesses estratégicos ao longo desses períodos e quais são seus reflexos para as estratégias atuais. A maioria dos estudos anteriores caracteriza Angola apenas como “receptor” de políticas externas das grandes potências. Esse trabalho não nega tal premissa histórica, mas argumenta que as relações construídas com as grandes potências configuraram fator fundamental para proposição das próprias dinâmicas regionais do país, transformando, ao longo do tempo, Angola em um ator proeminente das relações internacionais, tanto no plano regional, quanto global.
Abstract: This dissertation aims to study the current strategies of Angolan foreign policy, considering the 41 years since its independence. The study presents two models to analyze two forms of Angolan international insertion. The first model applies to the period from 1975 to 1991, which emphasizes the agenda of defense, peace and security that implied Angola to seek for a isolated international insertion, face of the Cold and Civil Wars. Already the second model applies to the period from 1992 to 2016, which analyzes how Angola sought to adapt to the new international context in the post-Cold and Civil Wars. The research questions how Angola formulated its strategic interests throughout these periods and what are its reflexes for current strategies. Most of the earlier studies characterize Angola only as the "recipient" of the major powers' foreign policies. This study complies with this historical premise, but argues that the relations built with the great powers have formed a fundamental factor in proposing the country's own regional dynamics, transforming, over time, Angola in as a prominent actor in international relations, both at the regional and global levels.
Keywords: Relações internacionais
Política internacional - Séc. XXI
Angola - Relações exteriores
Angola - Política e governo
Política externa
Angola
Parceiros estratégicos
Agenda regional
Foreign Policy
Strategic partnerships
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Relações Internacionais
Quote: JOVITA, João Baptista de. A política externa de Angola e as estratégias atuais. 2017. 115 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19791
Date of defense: 7-Aug-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Relações Internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PoliticaExternaAngola.pdfDissertação3.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.