Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18962
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Variações anatômicas, estruturais e plasticidade fenotípica em duas regiões foliares ao longo da roseta de Aechmea distichantha Lem. (Bromeliaceae)
metadata.dc.creator: Hermes, Manoela Bordignon
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Denis Coelho de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Castro, Neuza Maria de
metadata.dc.contributor.referee1: Sajo, Maria das Graças
metadata.dc.contributor.referee2: Moreira, Ana Silvia Franco Pinheiro
metadata.dc.description.resumo: Espécies de bromélia tanque-dependente geralmente apresentam sistema radicular reduzido e assim, além da atividade fotossintética, as folhas absorvem água e nutrientes que se acumulam no tanque. Espera-se que variações estruturais nos tecidos foliares, em decorrência de diferentes posições na roseta, estejam relacionadas à capacidade de absorver e armazenar água, e auxiliem na caracterização fisiológica de Aechmea distichantha Lem., espécie de estudo deste trabalho. Análises anatômicas foram realizadas em amostras do ápice e da base de folhas ocupando diferentes posições ao longo da roseta de A. distichantha. A análise de plasticidade fenotípica para avaliar a amplitude das variações estruturais foi feita usando dados de histometria. A estrutura da parede celular foi avaliada através de testes de imunocitoquímica usando anticorpos monoclonais. A partir das análises realizadas foi possível constatar que as folhas de A. distichantha apresentam variações estruturais da parede celular e plasticidade fenotípica de acordo com a região foliar analisada e com a posição da folha na roseta, sendo o parênquima aquífero o tecido mais plástico. A região basal das folhas, principalmente das internas, apresenta maior quantidade de parênquima aquífero e pectina com alta metil-esterificação da parede que facilita a absorção de água nos estágios iniciais de desenvolvimento. A região apical das folhas externas na roseta é mais especializada para a atividade fotossintética, e apresenta menor quantidade de parênquima aquífero e paredes celulares mais rígidas. Assim, a partir deste trabalho, nota-se que A. distichantha apresenta gradiente estrutural e funcional tanto nas diferentes regiões da folha, como em folhas ocupando diferentes posições na roseta.
Abstract: Species of tank-dependent bromeliad usually have a reduced root system and thus, in addition to the photosynthetic activity, the leaves absorb water and nutrients that accumulate in the tank. It is expected that structural variations in the foliar tissues, due to different positions in the rosette, are related to the capacity to absorb and store water, and help in the physiological characterization of Aechmea distichantha Lem. Anatomical analyzes were performed on apex and leaf base samples occupying different positions along the rosette of A. distichantha. The analysis of phenotypic plasticity to evaluate the amplitude of the structural variations was done using histometry data. The cell wall structure was evaluated by immunocytochemistry assays using monoclonal antibodies. From the analyzes carried out, it was possible to verify that the leaves of A. distichantha present structural variations of the cell wall and phenotypic plasticity according to the analyzed leaf region and the position of the leaf in the rosette, the aquifer parenchyma being the most plastic tissue. The basal region of the leaves, mainly of the internal ones, presents / displays greater amount of parenchyma aquifer and pectin with high methyl esterification of the wall that facilitates the absorption of water in the initial stages of development. The apical region of the outer leaves in the rosette is more specialized for the photosynthetic activity, and presents less amount of aquifer parenchyma and more rigid cellular walls. Thus, from this work, it is noted that A. distichantha presents a structural and functional gradient both in the different regions of the leaf, and in leaves occupying different positions in the rosette.
Keywords: Biologia vegetal
Bromélia
Parede celular vegetal
Plasticidade fenotípica
Bromélia tanque-dependente
Parênquima aquífero
Tank-dependent bromeliad
Parenchyma aquifer
Cell wall
Phenotypic plasticity
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal
Citation: HERMES, Manoela Bordignon. Variações anatômicas, estruturais e plasticidade fenotípica em duas regiões foliares ao longo da roseta de Aechmea distichantha Lem. (Bromeliaceae). 2017. 63 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18962
Issue Date: 23-Feb-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Biologia Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VariacoesAnatomicasEstruturais.pdfDissertação8.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.