Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18443
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Trajetórias escolares: relações entre sujeitos sociais e o projeto Acelerar para Vencer – PAV
metadata.dc.creator: Miranda, Hugo Mendes
metadata.dc.contributor.advisor1: Barbosa, Marta Emísia Jacinto
metadata.dc.contributor.referee1: Vasconcelos, Regina Ilka Vieira
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Ana Carolina de Araújo e
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho teve início a partir de indagações que surgiram durante as atividades desenvolvidas na Escola Estadual Professor Leônidas de Castro Serra, através do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID – Subprojeto História (Santa Mônica) - Observatório da Escola: História e Escola Pública da Universidade Federal de Uberlândia - UFU, fomentado pela CAPES, entre o segundo semestre de 2011 e o segundo do ano de 2012. A Escola Estadual Professor Leônidas de Castro Serra, construída no ano de 1981, atende alunos do Ensino Fundamental e é situada no Bairro Luizote de Freitas, setor Oeste da cidade de Uberlândia - MG que, segundo o Censo 2010, tem população estimada em 19.168 habitantes. A formação do Bairro Luizote de Freitas se deu no início da década de 1970, por migrantes de localidades diferentes do país, o que diversifica as origens sociais daqueles que ali habitam. São culturas que se relacionam e dão espaço a diferentes hábitos, práticas e valores. Busca-se aqui perceber as diversas relações ocorridas nesses ambientes a partir da experiência em uma sala de aula composta por alunos inseridos no Projeto Acelerar para Vencer (PAV) – introduzido no planejamento da escola no ano de 2009 - que, de acordo com a Secretaria Estadual de Educação (SEE) do Estado de Minas Gerais, se justifica pelo fato de que são elevadas as taxas de reprovação e abandono existentes nas regiões de foco do mesmo. Conforme o Governo do Estado de Minas Gerais, a necessidade de implementar medidas visando a regularização do fluxo escolar levou à elaboração e implantação de plano de aceleração da aprendizagem e de melhoria do desempenho dos alunos dos ensinos fundamental, com desenvolvimento de metodologia e recursos didáticos adequados a esse tipo de intervenção, o que não condiz com a realidade das escolas públicas do Estado. Acredita-se na produção do conhecimento histórico a partir das diversas experiências dos diferentes sujeitos que ali atuam e estão envolvidos, fatores que podem favorecer a ocorrência da distorção idade-série, como a desistência, entrada tardia na escola, problemas familiares, pessoais e sociais e também as disparidades educacionais, uma vez que surgem propostas políticas e ações para amenizar o problema da defasagem idade/ano escolares que, na prática, se tornam muito mais complexas. Pensando na relação escola/aluno e na proposta do PAV, pode-se dizer que os alunos estão na mesma escola, mas a escola não é a mesma para eles.
Keywords: Escola
Sujeitos Sociais
Projeto Acelerar para Vencer - PAV
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: MIRANDA, Hugo Mendes. Trajetórias escolares: relações entre sujeitos sociais e o projeto Acelerar para Vencer - PAV. 2013. 94 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18443
Issue Date: 2013
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TrajetóriasEscolaresRelações.pdfTCC18.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.