Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18323
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Nos rastros do sujeito: espacialidades, subjetivação e dessubjetivação em Memórias do cárcere
metadata.dc.creator: Borges, Lilliân Alves
metadata.dc.contributor.advisor1: Gama-Khalil, Marisa Martins
metadata.dc.contributor.referee1: Fernandes Júnior, Antônio
metadata.dc.contributor.referee2: Campos, Camila da Silva Alavarce
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho objetiva averiguar como os espaços prisionais da obra Memórias do Cárcere de Graciliano Ramos são compreendidos pelo narrador-protagonista enquanto topofóbicos e de que modo estes atuam na constituição de sua subjetividade. Para isso, faremos a mesma trajetória prisional que o protagonista realiza ao longo da narrativa, trajetória essa que perpassa os quatro espaços carcerários: porão do navio Manaus, Pavilhão dos Primários, Colônia Correcional de Dois Rios e a Sala da Capela. Cada um desses espaços contribui para o entendimento de como a relação estabelecida entre os espaços carcerários e o narrador-protagonista é geradora de sentimentos disfóricos, além de impulsionar os processos de dessubjetivação e animalização do próprio protagonista da narrativa. Entendemos que o modo como narrador-protagonista experiencia o espaço prisional é distinto dos outros personagens da obra; logo, suas emoções também são diferentes, fato esse que contribui para a produção de efeitos de sentido na tessitura narrativa. Para analisar os espaços da obra e suas relações com a topofobia, fundamentamo-nos nos estudos de Gaston Bachelard, Yi-Fu Tuan, Michel Foucault, Ozíris Borges Filho e Gama-Khalil. Em relação à ancoragem teórica acerca dos processos de subjetivação e de dessubjetivação partimos dos estudos de Michel Foucault, Giorgio Agamben e Nilton Milanez. Nossa proposta é analisar esses dois processos simultaneamente, uma vez que a deflagração de um deles impulsiona a deflagração do outro; e, por fim, para analisar a questão da projeção da figura do autor Graciliano Ramos por meio das posições-sujeito que o narrador-protagonista ocupa na narrativa, nos embasamos nas teorias propostas por Michel Foucault, Roland Barthes, Jeanne Marie Gagnebin e Gama-Khalil.
Abstract: This study examines how the narrator, which is also protagonist, understands the prision spaces as topophobic and how this spaces influence his subjectivity in the Graciliano Ramos' book Memórias do Cárcere. We go through the same prision trajectory of the protagonist in the narrative that includes four prision spaces: porão do navio Manaus, Pavilhão dos Primários, Colônia Correcional de Dois Rios and Sala da Capela. The four spaces contribute to realize how the relation between them and the protagonist/narrator generates dysphoric feelings, besides, they promotes his processes of (un)subjectivation and animalization. We understand that how the protagonist/narrator experiences prison space is distinct from the other characters; therefore, his emotions are also different, and this produces narrative effects. We based the analysis of spaces and their relations with topophobia on the studies of Gaston Bachelard, Yi-Fu Tuan, Michel Foucault, Ozíris Borges Filho and Gama-Khalil. The studies of Michel Foucault, Giorgio Agamben and Nilton Milanez base the theoretical anchorage about the processes of subjectivation and (un)subjectivation. This work, also, analyzes the sujectivation and (un)subjectivation processes simultaneously, since the deflagration of one of them results on the deflagration of the other; and the theories of Michel Foucault, Roland Barthes, Jeanne Marie Gagnebin and Gama-Khalil base the analysis of author's figure (Graciliano Ramos) projection through the subject positions that the protagonist/narrator has in the narrative.
Keywords: Literatura
Literatura brasileira - História e crítica
Subjetividade na literatura
Ramos, Graciliano, 1892-1953
Memórias do Cárcere - Crítica e interpretação
Espaço
Topofobia
Subjetivação
Dessubjetivação
Space
Topophobia
Subjectivation
(Un)subjectivation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Letras
Citation: BORGES, Lilliân Alves. Nos rastros do sujeito: espacialidades, subjetivação e dessubjetivação em Memórias do cárcere. 2017. 161 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18323
Issue Date: 27-Jan-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Literários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RastrosSujeitoEspacialidades.pdfDissertação1.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.