Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18188
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Impacto da retinopatia da prematuridade nas alterações oftalmológicas tardias em recém-nascidos pré-termos de muito baixo peso
metadata.dc.creator: Inêz, Natália Pereira
metadata.dc.contributor.advisor1: Abdallah, Vânia Olivetti Steffen
metadata.dc.contributor.referee1: Santiago, Luciano Borges
metadata.dc.contributor.referee2: Rocha, Flávio Jaime
metadata.dc.description.resumo: Introdução: Os distúrbios oftalmológicos representam um sério problema de saúde pública considerando que muitos dos agravos à saúde ocular poderiam ser prevenidos ou adequadamente tratados. O presente estudo tem como objetivo avaliar as alterações oftalmológicas em recém-nascidos pré-termo de muito baixo peso aos dois anos de idade cronológica e compará-las entre os grupos com e sem retinopatia da prematuridade. Métodos: Estudo transversal incluindo todas as crianças nascidas em um hospital universitário entre o período de novembro de 2009 a junho de 2011, com IG < 34 semanas e peso de nascimento < 1500g, avaliadas aos dois anos de idade. Foram excluídos gêmeos, óbitos neonatais e as crianças que não compareceram a consulta de seguimento. Foi realizada a análise descritiva e comparativa dos dois grupos pelo teste de Mann Whitney e x²; odds ratio das alterações oftalmológicas entre os dois grupos através do software SPSS 20.0 e Bioestat 5.2. Resultados: Foram avaliadas 82 crianças, das quais 29 (35,3%) apresentaram o diagnóstico de ROP. Dentre os fatores de risco estatisticamente significantes destaca-se a IG (p=0,005), PN(p=0,000), tempo de internação (p=0,000), uso e tipo de O2(p=0,016), hemotransfusões (p=0,000), SNAPPE(p=0,000), broncodisplasia (p=0,000), HPIV(p=0,003). A maioria das retinopatias foram classificadas no estadiamento II (51,7%). O diagnóstico de ROP durante a internação foi associado a 4,3 vezes maior probabilidade de desenvolver estrabismo aos dois anos de idade. Conclusão: A ROP aumenta o risco de alterações oftalmológicas nos prétermos de muito baixo peso, em especial o desenvolvimento de estrabismo.
Abstract: Purpose: To evaluate the ocular changes in preterm with very low birth weight, at two years of chronological age and compare them between the groups with and without retinopathy of prematurity (ROP). Methods: A cross-sectional study including all children born in a university hospital in the period from November 2009 to June 2011, with gestational age (GA) <34 weeks and birth weight <1500 g, evaluated to two years of age. Were excluded: twins, neonatal deaths and children who did not attend the follow-up consultations. Was performed a descriptive and comparative analysis for both groups by the Mann Whitney test and x²; odds ratio of ophthalmologic abnormalities between the two groups through SPSS 20.0 and Bioestat 5.2 software. Results: Were evaluated 82 children, of which 29 (35.3%) had a ROP diagnosis. Among the statistically significant risk factors following stand out the GA (p = 0.005), birth weight (p = 0.000), length of hospital stay (p = 0.000), use and type of oxygen administration (p = 0.016), blood transfusions (p = 0.000 ) Score for Neonatal Acute Physiology Perinatal Extension (SNAPPE) (p = 0.000), bronchodysplasia (p = 0.000), periintraventricular hemorrhage (p = 0.003). Most ROP (51.7%) were classified as stage II. The diagnosis of ROP was associated with 4.3 times more likely to develop strabismus at two years of age. Conclusions: The study demonstrated that ROP increases the risk of ocular changes in preterm very low birth weight, especially the development of strabismus.
Keywords: Ciências médicas
Estrabismo
Recém-nascidos - Peso baixo
Oftalmologia
Retinopatia da prematuridade
Erros de refração
Recém-nascido prematuro
Ophthalmopathy
Retinopathy of prematurity
Strabismus
Refractive errors
Premature Birth
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: INÊZ, Natália Pereira. Impacto da retinopatia da prematuridade nas alterações oftalmológicas tardias em recém-nascidos pré-termos de muito baixo peso. 2016. 45 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18188
Issue Date: 18-Jul-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImpactoRetinopatiaPrematuridade.pdfDissertação1.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.