Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16241
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: As comunidades remanescentes quilombolas no Roteiro da Missão Cruls : o (re)conhecer do território
Author: Ramalho, Alessandra de Albuquerque
First Advisor: Souza, Rita de Cassia Martins de
First member of the Committee: Gaudio, Rogata Soares Del
Second member of the Committee: Pereira, Mirlei Fachini Vicente
Summary: Com esta dissertação de mestrado, buscou-se entender qual o possível destino das Comunidades Remanescentes Quilombolas que residiam na área pesquisada intitulada por Roteiro da Missão Cruls. Tal região foi tema de pesquisa para que a nova capital fosse construída no local, liderada pelo professor Luis Cruls e demais pesquisadores. Dessa forma, pretende-se entender como se procedeu a essa escolha de local, entender as possíveis realocações das comunidades e então estabelecer um mapeamento do local e as CRQs que restaram espalhadas pela região. Para que alcançássemos essa meta, iniciamos o processo por compreender a origem da escravidão, perpassando por momentos atípicos na África até sua chegada ao Brasil, além dos movimentos de rebeldia e o aparecimento dos quilombos nas principais regiões do país. Buscou-se também, reconhecer quais eram as condições do negro na sociedade brasileira entre o final do Século XIX e o início do XX; como se deu o deslocamento dos mesmos para as cidades e a nova hierarquia social; qual era a concepção do branco (classes dominantes) sobre os negros no Brasil; o cientificismo e o branqueamento da população brasileira; dando importante contribuição para o reconhecimento da identidade nacional e a unidade do território brasileiro. Usa-se, para tanto, um breve estudo sobre A Constituição Federal de 1988, que foi o ponto de partida para a criação dos Territórios Remanescentes Quilombolas TRQs serem reconhecidos como tal em nosso país. Perpassa-se pelas emendas, artigos e regulamentações complementares, buscando entender o significado do termo povos tradicionais nas legislações iniciais, para uma definição concisa do conceito Território Remanescente Quilombola; as dificuldades da demarcação das terras; as dificuldades da inserção das comunidades na sociedade brasileira. São analisadas as contribuições que o Programa Brasil Quilombola deu para uma melhor visibilidade das propostas de 1988 e para que as políticas públicas pudessem trazer um maior benefício à efetivação das titulações às CRQs, dando-lhe título definitivo de suas terras. Apresenta-se, dentro deste contexto, o Roteiro da Missão Cruls, área de pesquisa, analisando a importância das Comunidades Quilombolas na área, por acreditar que tal contexto geográfico contribuiu de forma significativa como de zona de fuga e refúgio, de onde surgiram as principais formações de territórios quilombolas desta região. Reconhece-se então o Roteiro da Missão Cruls como uma fronteira zona marginal para onde se deslocavam os escravos fugidos, o que reforçava a união de um espaço onde nascia uma terceira cultura, ora africana, ora indígena, ora europeia, mas acima de tudo, brasileira. Entende-se dentro desses aspectos a grande contribuição que as CRQs trouxeram para a ocupação da zona central e os possíveis desafios da identidade negra , gerados pela urbanização e inserção dos agora afro-brasileiros, com os quais puderam desenvolver melhores avanços dentro das ditas comunidades. Confirma-se que o processo de modernização e sua chegada sobre as CRQs no Roteiro da Missão Cruls levou a grandes perdas de cultura e tradição destas, que, muitas vezes, foram exterminadas como um todo, gerando o arrasamento dos sistemas produtivos tradicionais.A impossibilidade de existência de modos tradicionais de cultivo diante da modernização levou ao desencadeamento agressivo desse problema. Através domapeamento das CRQs no Roteiro da Missão Cruls pretende-se apresentar: os Territórios Remanescentes Quilombolas já demarcados; os titulados; e, os que estão em fase de titulação na área.
Abstract: With this dissertation, it\'s sought to understand what the possible destination of the Quilombolas\' Communities Remaining residing in the area searched entitled map of Cruls Mission. That region was the main topic for the new capital was built on the site, led by Professor Luis Cruls and other researchers. Thus, we intend to understand how to proceed this place of choice, understand the possible reallocations of communities and then establish a local mapping and CRQs that remained scattered throughout the region. For us to reach this goal, we started the process by understanding the origin of slavery, passing by atypical moments in Africa until his arrival in Brazil, besides the movement of \"rebellion\" and the appearance of quilombos in the main regions of the country. It sought to recognize what were the black people conditions in Brazilian society between the late nineteenth century and early twentieth; how was the displacement thereof to the cities and the \"new\" social hierarchy; what was the conception of \"white\" (the ruling classes) about black people in Brazil; scientism and the \"whitening\" of the population; giving important contribution to the recognition of national identity and unity of Brazil. It used to, then, a brief study on the Federal Constitution of 1988, which was the starting point for the creation of the Quilombolas\' Territories Remaining - TRQs could be recognized as such in our country. It permeates by amendments, articles and supplementary regulations, seeking to understand the meaning of the term \"traditional peoples\" in the initial legislation, for a concise definition of the concept Quilombola Territory Remaining; the difficulties of demarcation of the lands; the difficulties of integrating communities in Brazilian society. The contributions that Brazil Quilombola Program gave for better visibility to the proposes from 1988 and that public policy could bring greater benefit to effect the title to CRQs, giving it definitive title to their lands are analyzed. It presents, in this context, the map of Cruls Mission, area of research, analyzing the importance of Quilombolas\'s Communities in the area, believing that such geographical context contributed significantly, as escape and refuge zone, from which emerged the main formations of quilombolas\'s territories of that region. Then it recognizes the Cruls Mission as map as a \"frontier\" - marginal zone - where moved the runaway slaves, which strengthened the union of a space where was born a third culture, part of African, part of indigenous, part of European, but above all else, Brazilian. It understands within these aspects of the great contribution that CRQs brought to the occupation of the central zone and the possible challenges of \"black identity\", generated by urbanization and integration of now afro-brazilians, with whom they could develop better advances within the communities that were studied. It is confirmed that the process of modernization and its arrival on CRQs in the Missão Cruls Script led to great loss of their culture and tradition, which often were exterminated as a whole, generating the razing of traditional production systems. The impossibility of existence of traditional ways of farming in the face of modernization led to aggressive trigger this problem. By mapping the CRQs in the Missão Cruls Script is intended to provide: the Quilombolas\'s Territories Remaining already demarcated; the entitlinged; and those which are in the area in the entitling phase.
Keywords: Formação territorial brasileira
Roteiro da missão Cruls
Comunidades remanescentes quilombolas
Territórios remanescentes quilombolas
Brazilian territorial formation
Missão cruz script
Territorialidade humana
Quilombos - Brasil
Brasil - Civilização
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Quote: RAMALHO, Alessandra de Albuquerque. As comunidades remanescentes quilombolas no Roteiro da Missão Cruls : o (re)conhecer do território. 2015. 209 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16241
Date of defense: 16-Oct-2015
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ComunidadesRemanescentesQuilombolas.pdf6.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.