Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16136
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Os efeitos socioespaciais das usinas hidrelétricas Amador Aguiar I e II: o assentamento Vida Nova em Uberlândia-MG
metadata.dc.creator: Bernardelli, Camila
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Vicente de Paulo da
metadata.dc.contributor.referee1: Chelotti, Marcelo Cervo
metadata.dc.contributor.referee2: Léda, Renato Leone Miranda
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação faz parte do projeto de pesquisa intitulado O Rio Araguari Passo a Passo e os Efeitos Socioespaciais da Construção de Barragens , desenvolvido no Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (IG/UFU), sob financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). O objetivo da pesquisa é analisar os efeitos sociais e espaciais de Grandes Projetos de Investimentos na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, especificamente no Assentamento Vida Nova, localizado na área de influência dos empreendimentos energéticos de Amador Aguiar I e II, criado como medida compensatória pela construção dos empreendimentos. Buscou-se estruturar uma discussão teórica que compreenda a visão dos autores de diferentes áreas do conhecimento e elucidar os principais elementos conceituais como, por exemplo, o território, a identidade cultural e outros que possam colaborar com a discussão acerca da implantação de Usinas Hidrelétricas. A metodologia de trabalho pautou-se na pesquisa bibliográfica, com o intuito de identificar e estabelecer indicadores capazes de apontar conhecimento prévio sobre os efeitos diretamente interligados aos processos de deslocamento compulsório. Posteriormente, foram realizados trabalhos de campo com o objetivo de conhecer a realidade vivenciada pelos indivíduos que foram deslocados e, posteriormente, instalados no assentamento rural Vida Nova. A partir dos depoimentos coletados nos trabalhos de campo, elaboramos uma análise referente à reinserção e à adaptação dessas pessoas em seu novo território.
Abstract: This work is part of the research project entitled O Rio Araguari Passo a Passo e os Efeitos Socioespaciais da Construção de Barragens developed at Instituto de Geografia of Universidade Federal de Uberlândia (IG/UFU), funded by Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). The objective of this research is to analyze the social and spatial effects of the Grandes Projetos de Investimentos in Triângulo Mineiro and Alto Paranaíba, specifically in the Assentamento Vida Nova, located in the influence area of the energy enterprises of Amador Aguiar I and II, created as a compensatory measure to the construction of projects. It was tried to design a theoretical discussion to understand the authors point of view from different areas and clarify the main conceptual elements like, for example, the territory, the cultural identity and others that may contribute to the discussion about the implementation of hydropower plants. The methodology was based on the literature in order to identify and establish indicators that point to prior knowledge about the effects directly linked to the processes of compulsory relocation. Subsequently, field works were made to know the reality experienced by individuals who have been displaced and subsequently installed in Assentamento Vida Nova. According to the testimonies collected during the field works, an overview will be prepared about the rehabilitation and adaptation of these people in their new territory.
Keywords: Território
Usina hidrelétrica
Assentamento Vida Nova
Identidade
Territory
Hydropower plants
Identity
Usina Hidrelétrica de Amador Aguiar (I e II) - Aspectos sociais
Geografia regional Uberlândia (MG)
Assentamentos rurais - Uberlândia (MG)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: BERNARDELLI, Camila. Os efeitos socioespaciais das usinas hidrelétricas Amador Aguiar I e II: o assentamento Vida Nova em Uberlândia-MG. 2012. 101 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16136
Issue Date: 24-Mar-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf2.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.