Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16123
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Caracterização socio-ambiental e epidemiológica das comunidades da área diretamente afetada pela usina hidrelétrica serra do Facão-GO
metadata.dc.creator: Sousa, Paulo Candido de
metadata.dc.contributor.advisor1: Lima, Samuel do Carmo
metadata.dc.contributor.referee1: Ramos, Paulo Cesar Mendes
metadata.dc.contributor.referee2: Carvalho, Marcia Siqueira de
metadata.dc.description.resumo: A construção de uma usina hidrelétrica provoca várias mudanças no meio ambiente, as quais podem contribuir para proliferação ou migração de animais nocivos ao homem no peridomicílio que podem interferir no processo de adoecimento das pessoas. A movimentação da fauna de vertebrados silvestres (potenciais hospedeiros intermediários) e invertebrados (vetores) migra a outros locais e pode trazer para mais próximo de aglomerados humanos atores que podem se complementar em ciclos epidemiológicos antes não evidenciados. Diante deste contexto, esta pesquisa teve como objetivo conhecer a realidade sócio-ambiental e epidemiológica das comunidades da área diretamente afetada pela Usina Hidrelétrica Serra do Facão, no Estado de Goiás, para subsidiar programas de vigilância sanitária e epidemiológica. A usina está localizada no Sudeste goiano e o reservatório inundou terras dos municípios goianos de Catalão (72,8%), Campo Alegre de Goiás (22,4%), Cristalina (0,6%), Davinópolis (0,4%) e Ipameri (0,1%) e, em Minas Gerais, no município de Paracatu (3,7%), os quais somam uma população total de 341.237 habitantes. Para traçar o perfil geoepidemiológico da população foi escolhido cinco comunidades Anta Gorda, Fazenda Paulista, Varão, Rancharia e Soledade na área diretamente afetada pela UHE Serra do Facão. Os dados sócio-econômicos e culturais das comunidades foram obtidos a partir da ficha A do SIAB, em seguida, visitou-se as propriedades das comunidades selecionadas e realizou-se o inquérito geoepidemiológico para coletar e identificar aspectos sobre as comunidades, que não foram encontrados nos órgãos públicos oficiais de saúde como insetos, doenças que afetam as famílias, remédios usados. Foi possível verificar que nos peridomicílios existem vários ambientes propicios como: chiqueiros, entulhos que apresentam condições favoráveis ao abrigo e alimentação de insetos e animais venenosos ou peçonhentos; A hipertensão arterial é a doença que mais afeta as populações dessas comunidades, dado que corrobora a utilização dos anti-hipertensivos, como o remédio de uso contínuo, assim como, as famílias têm sempre um remédio caseiro, geralmente feito de ervas medicinais plantadas nos quintais ou de plantas nativas do Cerrado.
Abstract: The construction of a hydroelectric plant causes many changes in the environment, which may contribute to proliferation or migration of animals harmful to man around the homes that can affect the process of adoencimento people. The changes in the fauna of wild vertebrates (potential intermediate hosts) and invertebrate (vector) migrates to other locations and may bring closer to human settlements that actors can complement epidemiological cycles previously not disclosed. Given this context, this research aimed at understanding the socio-epidemiological and environmental communities in the area directly affected by the Hydroelectric Facão Serra, State of Goiás, to programs of epidemiological vigilance. The plant is located in southeast Goiás and the reservoir flooded lands of the municipalities of Catalão Goiás (72.8%), Campo Alegre de Goiás (22.4%), Cristalina (0.6%), Davinópolis, (0.4 %) and Ipameri (0.1%) and Minas Gerais, in Paracatu (3.7%), which together represent a total population of 341,237 inhabitants. Geoepidemiologic to profile the population was selected five communities Anta Gorda, Fazenda Paulista, Varão, Rancharia and Soledade in the area directly affected by HP Serra Facão. The socio-economic and cultural communities were obtained from the form of the SIAB, in the second is visiting the properties of the selected communities and held up the investigation geoepidemiológico to collect and identify aspects of the communities, which were not found public agencies in health officials as insects, diseases that affect families, drugs used. It was possible to verify that households in peri-conducive environment as there are several sties, debris that present favorable conditions for shelter and food for insects and poisonous or venomous animals, hypertension is a disease that affects more people in these communities, which corroborates use of antihypertensive drugs such as medication use still used, the families always have a home remedy, usually made of herbs planted in gardens or native plants of the Savana.
Keywords: Usina hidroelétrica
Geografia médica/saude
Epidemiologia
Hydroelectric plant
Geography medical / health
Epidemiology
Geografia médica - Goiás (Estado)
Usinas hisroelétricas- Goiás (Estado)
Epidemiologia - Métodos estatísticos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: SOUSA, Paulo Candido de. Caracterização socio-ambiental e epidemiológica das comunidades da área diretamente afetada pela usina hidrelétrica serra do Facão-GO. 2011. 130 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16123
Issue Date: 8-Apr-2011
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf3.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.