Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16113
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Nos confins dos chapadões sertanejos: pensamento geográfico em Mário Palmério
metadata.dc.creator: Vinaud, Naiara Cristina Azevedo
metadata.dc.contributor.advisor1: Souza, Rita de Cassia Martins de
metadata.dc.contributor.referee1: Gaudio, Rogata Soares Del
metadata.dc.contributor.referee2: Barbosa, Túlio
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho se propõe a analisar a leitura que Mário Palmério efetuou em seus livros Vila dos Confins, 1956, e Chapadão do Bugre, 1965, sobre a questão nacional a partir do sertão do Triângulo Mineiro. Na esteira dos estudos de Antonio Carlos Robert Moraes esta questão pode ser resumida no dilema da formação do Estado Nacional a partir do seu território, excluindo o povo deste processo. O sertão se constitui como lugar privilegiado para discutir a formação do Estado Nacional, tendo em vista que sempre foi representado como pólo oposto ao litoral, na construção da identidade nacional. As interpretações sobre o sertão ora como berço da nacionalidade autêntica, ora como fator de atraso mudam conforme os interesses das elites políticas. A aproximação da visão de mundo estruturante dos livros de Mário Palmério dá-se com base na investigação de sua biografia, relacionada aos fatos históricos que marcaram a Era Vargas, a administração para o progresso de Juscelino Kubitschek. Interliga-se vida e realizações do escritor com a implantação do capitalismo no Brasil, a partir da Proclamação da República, até o golpe militar de 1964, sob cujo impacto Palmério escreveu Chapadão do Bugre. Busca-se nas leituras do sertão presentes desde a carta de Pero Vaz de Caminha até Vidas Secas de Graciliano Ramos, passando pelos Sertões de Euclides da Cunha, a tradição na qual se insere a voz de Mario Palmério. Questiona-se o papel dos intelectuais e dos escritores na formação da mentalidade nacional, visto que muitas vezes, eles são cooptados pelas lideranças políticas a fim de legitimar suas propostas ideológicas. A análise dos discursos de Mário Palmério na Câmara dos Deputados contribui para a formação de sua visão-de-mundo sobre o Brasil durante o processo de transição do poder das esferas municipais para esferas mais amplas e com vistas a centralizá-lo na figura de um Estado responsável exclusivo pela definição dos rumos do país. Todas estas análises ensejam a base para a abordagem das obras literárias do autor. Nestas obras buscamos a atitude do autor diante da enorme contradição entre os discursos das elites agrárias e urbanas instaladas no poder com vistas ao lucro e as vantagens pessoais, e o extremo abandono das populações rurais, a que era atribuída a culpa pelo atraso e pelo estado de barbárie que impedia a plena realização do progresso. Encontramos, afinal, o ator comprometido com o desenvolvimento do país, e sua visão de que tal desenvolvimento exigia investimentos para a efetiva melhoria da qualidade de vida das populações.
Abstract: This paper proposal is to analyse the reading Mario Palmerio did in his books Vila dos Confins, 1956, and Chapadão do Bugre, 1965, on the national issue based on Triangulo Mineiro's hinterland. On Antonio Carlos Robert Moraes' studies tray, this issue can be outlined as the dilemma of the building of a National State only from its territory, excluding people out of the process. Hinterland constitutes itself as a privileged place to discuss the formation of National State, once it has been always figured as the opposing pole to littoral on the building of a national identity. Many interpretations on wilderness, sometimes as the authentic nationhood cradle, sometimes as element of delay, change according political elite interests. Mario Palmerio books' approximation of an structural world view is based on his biography investigation, related to historical facts that characterized the Vargas' Era and Juscelino Kubitschek's administration towards progress. It is stablished an interconnection between the author's life and achievements with the implantation of capitalism in Brazil, starting from the Proclamation of the Republic Day up until 1964's military coup, under which impact Palmerio wrote Chapadão do Bugre. It is researched in hinterland's readings, featured since Pero Vaz de Caminha's letter until Graciliano Ramos's Vidas Secas and Euclides da Cunha's Sertões, the tradition on which Mario Palmerio's voice fits. The role of intellectuals and writers in the formation of a national mind is questioned, considering many times they are coopted by political leaders only to legitimate their ideological proposal. The analysis of Mario Palmerio's speeches on the Chamber of Deputies contribute to the formation of Brazil's worldview during the process of power transition from municipal spheres to wider spheres, aiming to federate it on a Government encharged of the definition of nation's directions. These analysis altogether form the basis to understanding the author's literary work approach. It is seeked on them the author's attitude facing the enormous contradictions between the speeches of agrarian and urban elite groups in power, anger only to get profit and personal gains, and extreme abandonment of rural population, to whom it was regarded all the blame for the delay and barbarism conditions preventing the full realization of progress. We find, at the end, the author committed to the country's development and his approach that such a development called for investments focused on the effective improvement of the population's quality of life.
Keywords: Pensamento geográfico
Formação territorial brasileira
Modernização
Sertão
Mário Palmério
Geographical thought
Brazilian territorial formation
Modernization
Wilderness
Palmério, Mário, 1916- - Crítica e interpretação.
Geografia na literatura
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: VINAUD, Naiara Cristina Azevedo. Nos confins dos chapadões sertanejos: pensamento geográfico em Mário Palmério. 2011. 155 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16113
Issue Date: 23-Sep-2011
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf2.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.