Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15909
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Aspectos ecológicos e sociais da doença de Chagas no município de Uberlândia, Minas Gerais - Brasil
metadata.dc.creator: Mendes, Paulo Cezar
metadata.dc.contributor.advisor1: Lima, Samuel do Carmo
metadata.dc.contributor.referee1: Guimarães, Raul Borges
metadata.dc.contributor.referee2: Ramires, Julio Cesar de Lima
metadata.dc.contributor.referee3: Resende, Elmiro Santos
metadata.dc.contributor.referee4: Pickenhein, Jorge Amâncio
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho objetivou entender o papel da dinâmica do espaço rural na destruição, criação e recriação de nichos ecológicos que propiciam o desenvolvimento da fauna triatomínea e a endemia da doença Chagas, no município de Uberlândia-MG, bem como discutir uma possível urbanização da doença, a partir da presença do agente etiológico e seu vetor na cidade. Para tanto, foram realizados levantamentos de dados relacionados às notificações de triatomíneos, por localidade, na fase de vigilância do PCDCh de captura e pesquisa no espaço urbano e rural no período de 2004 a 2007; exame da situação epidemiológica do município; trabalhos de campo para identificação dos ambientes de possíveis ocorrências de Triatomíneos e análise do uso do solo e cobertura vegetal. A análise dos dados possibilitou verificar que nas áreas de relevo mais acidentado do município, correspondente ao vale do rio Araguari, a topografia foi um fator limitante ao uso mais intensivo do solo, o que possibilitou a permanência de remanescentes significativos de vegetação natural e, conseqüentemente, nichos ecológicos favoráveis à sobrevivência e reprodução do triatomíneo. Isto pode ser verificado pelo elevado número de capturas ao longo de todo o vale. Nas outras regiões do município, de topografia mais suave, formada em grande parte por grandes propriedades voltadas para a pecuária e a produção de grãos, o desmatamento foi intenso, destruindo os possíveis nichos ecológicos dos triatomíneos. Por esta razão, as captura de triatomíneos foram bem reduzidas. A constatação da existência de corredores ecológicos propícios à ocorrência da fauna triatomínea, ao longo dos grandes rios sugerem eixos de dispersão do vetor e do agente etiológico da doença, que integrariam essa região aos circuitos de outras áreas endêmicas do país. No espaço urbano, a análise dos dados sugeriu que, além do transporte passivo dos triatomíneos, resultante do intercâmbio de pessoas e produtos entre o campo e a cidade, há nichos ecológicos de triatomíneos, nas áreas de vegetação nativa preservada, nos parques ecológicos e nas matas ciliares dos córregos.
Abstract: The objective of its piece of work is to understand the dynamic of rural space in distribution, creation and recreation of ecological spaces that provide the growing of the triatominea fauna and the endemic disease of Chagas, in Uberlândia borough MG, as well, discuss a possible urbanization of that disease, beginning by the presence of the etiological agent and its spreading in the city. In fact, studies were realized and related data about the triatomines, by locality, in the phase of vigilance of PCDCh of capture and research in the urban and rural spaces between 2004 and 2007; epidemiological situation of the borough; visits in the field to identify the environments of possible appearance of triatomines, and analyses of soil use and vegetal covering. The analyses of data made possible to verify that the more accident surfaces of the borough, corresponds to the Araguari valley, the topography was a limiting factor to more intensive use of the soil, that made possible the permanence of reminiscent of natural vegetation and consequently, favorable ecological niches to survival and reproduction of the triatomines. This can be verified by the high number of captures in all the valley. In other parts of the county, the smooth topography, formed in larger part of properties geared of the livestock and grain production, the deforestation was intensive, destroying the possible ecological niches of triatomines. For that reason, the captures of triatomines were very reduced. The finding the existence of the favorable ecological corridors to the occurrence of the triatominea fauna along the major rivers, suggests dispersal axes of the vector and of the etiological agent of the disease, that should integrate this region to the circuit of the other endemics areas of the borough. In urban spaces, the analyses of data suggests that, beyond the passive transport of triatomines , resulted by the people exchanges and the products between the field and the city, there are ecological niches of triatomines, in the areas of native vegetation preserved, in the ecological parks and forests gallery of the streams.
Keywords: Doença de Chagas
Triatomíneos
Espaço urbano
Espaço rural
Chagas disease
Triatomineos
Urban spaces
Rural spaces
Chaga, Doença de
Chagas, Doença de - Epidemiologia
Geografia médica
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: MENDES, Paulo Cezar. Aspectos ecológicos e sociais da doença de Chagas no município de Uberlândia, Minas Gerais - Brasil. 2008. 271 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15909
Issue Date: 10-Apr-2008
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AspectosEcologicosSociais.pdf17.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.