Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13513
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Juventudes: pobreza e desocupação na região metropolitana do Recife
metadata.dc.creator: Silva, Loyd Dias da
metadata.dc.contributor.advisor1: Ribeiro, Rosana Aparecida
metadata.dc.contributor.referee1: Neder, Henrique Dantas
metadata.dc.contributor.referee2: Michel, Renault
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho se propôs a fazer um diagnóstico da situação do jovem no mercado de trabalho da Região Metropolitana do Recife (RMR), bem como estimar os determinantes da desocupação dos jovens pobres e não pobres no seu âmbito durante os anos de 1995, 2001 e 2007. Constatou-se neste estudo que os jovens pobres são substancialmente mais atingidos pelo desemprego que os não pobres, indiferente à faixa etária considerada e ao sexo. Outro aspecto importante revelado neste trabalho é que embora seja esperado que a taxa de desocupação vá declinando mediante o avançar da idade do jovem, no caso dos pobres essa queda não é tão significativa. Além disso, nas faixas etárias mais elevadas se encontra o maior hiato entre taxas de desocupação pobres versus não pobres, comprovando que o desemprego dos pobres vai condicionar sua vida adulta, quando a razão entre as taxas de desocupação pobres/não pobres será ainda maior. Da segmentação por sexo, depreende-se que as maiores taxas de desocupação são as enfrentadas pelas mulheres, sendo ainda maiores para as pobres. Quanto à escolaridade, também influencia distintamente pobres e não pobres, sendo que em idênticos níveis de instrução, os primeiros enfrentam maiores dificuldades para conseguir emprego comparativamente aos segundos. Nas faixas etárias mais elevadas é onde se encontram os maiores diferenciais entre as taxas de desocupação pobres/não pobres. Para a estimação da probabilidade de desemprego juvenil entre pobres e não pobres utilizaram-se os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) como fonte de dados para a modelagem probit. Os resultados alcançados revelam que as variáveis que influenciam a probabilidade da desocupação juvenil, ao nível de 1% de significância, no caso dos jovens pobres são: renda familiar per capita, experiência e a condição do jovem na família. Para os jovens não pobres, suas probabilidades de desemprego são afetadas pela experiência e condição do jovem na família.
Abstract: This study proposes to make a diagnosis of the situation of poor and non-poor youth in the labor market in the metropolitan region of Recife, and to evaluate the determinants of the unemployment of the poor and non-poor youth there during the years 1995, 2001 and 2007. This study verified that poor youth are substantially more affected by unemployment than non-poor, irregardless of age or sex. Another important aspect highlighted by this study is that although it is expected that the unemployment rate would go down in relation to the advancing age of the young, for the poor this improvement is not as significant. Moreover, in higher age groups, it is the biggest gap between the unemployment rates of the poor versus non-poor, showing that the unemployment of the poor will influence his adult life, when the gap in the unemployment rate between poor and non-poor will be greater. Classifying by gender, it appears that the highest rates of unemployment are experienced by women and are even higher for poor women. As for even education, this also distinctly influences poor and non-poor, and in the same levels of education, the poor face greater difficulties in obtaining employment, compared to non-poor and in the older age groups is where the biggest differences between the unemployment rates of poor and non-poor are seen. To estimate the probability of youth unemployment among the poor and non-poor, the micro-data of the National Household Sample Survey (NHSS) was used as a data source for the probit model. The results obtained show that the variables that influence the probability of youth unemployment, at the 1% significance level, in the case of poor young people are: per capita family income, experience, and role/social status of the young in the family. For non-poor young, their probabilities of unemployment are affected by the experience and role of the young in the family.
Keywords: Juventude
Pobreza
Trabalho
Desocupação
Youth
Poverty
Labor
Unemployment
Mercado de trabalho Recife (PE)
Juventude Emprego
Desemprego
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: SILVA, Loyd Dias da. Juventudes: pobreza e desocupação na região metropolitana do Recife. 2009. 96 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13513
Issue Date: 30-Oct-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Loyd.pdf595.32 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.