Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/11867
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: O paraíso revisitado de Paulo Henriques Britto e outros Paraísos
metadata.dc.creator: Landim, Henrique Soares
metadata.dc.contributor.advisor1: Gama-khalil, Marisa Martins
metadata.dc.contributor.referee1: Borges Filho, Ozíris
metadata.dc.contributor.referee2: Camargo, Fábio Figueiredo
metadata.dc.description.resumo: O propósito desta dissertação é realizar um estudo sobre a obra Paraísos artificiais, de Paulo Henriques Britto, sobretudo no que se refere à construção dos espaços nos contos, que podem ser divididos em duas partes: na primeira, os ambientes são bastante fechados, quase não há movimentação das personagens. Ela é composta de cinco narrativas: Os paraísos artificiais , Uma doença , Uma visita , Um criminoso e O companheiro de quarto . Esses contos são, segundo Paulo Henriques Britto, construídos sob a ótica de Samuel Beckett, em virtude do imobilismo, da solidão e da incomunicabilidade das personagens que ali aparecem. Na segunda parte do livro, temos a movimentação das personagens em lugares relativamente amplos, há o envolvimento delas com o mundo externo, em quase todas as narrativas os protagonistas realizam algum tipo de viagem, condição não observada nos cinco primeiros contos do livro. As narrativas que integram a segunda parte são: Coisa de família , O 921 , O primo e Os sonetos negros . Sob essa ótica da compreensão do elemento espacial, realizamos um estudo acerca da noção de paraíso associada ao Brasil. Nessa parte da dissertação, vimos a necessidade de realizar um percurso histórico/literário sobre alguns textos representativos dessa noção até chegar à produção de Britto, que, de certa maneira, relativiza/recria esse ideário. Além da caracterização do espaço do livro Paraísos artificiais, realizaremos um estudo acerca do perfil das personagens presentes nos contos, sujeitos que parecem ter perdido a sua unidade. Para isso, lançamos mão de alguns pressupostos teóricos sobre a pós-modernidade, por exemplo, Linda Hutcheon, Zygmunt Bauman, Marshall Berman, Stuart Hall, Frederic Jameson, Marisa Martins Gama Khalil, Jean-François Lyotard e Jair Ferreira dos Santos. Faremos algumas reflexões acerca da noção de espaço pautadas em Foucault, Gaston Bachelard, Deleuze e Guattari, Berrettini, Schorske, Renato Cordeiro Gomes, entre outros estudiosos.
Abstract: This dissertation aims at carrying out a study about Paraísos artificiais, written by Paulo Henriques Britto, mainly considering the construction of spaces in the short-story, which can be divided into two parts: in the first one, the environment is widely enclosed, the characters can barely move, and it is composed by 5 narratives: Os paraísos artificiais , Uma doença , Uma visita , Um criminoso and O companheiro de quarto . These shortstories are, according to Paulo Henriques Britto, constructed under Samuel Beckett s viewpoint, due to the immobilism, isolation and incommunicability of the characters portrayed in it. In the second part of the book, we have the characters moving in relatively large places, their involvement with the external world, in almost all narratives the protagonist realizes a different type of travel, what is not observed in the five first short-stories. The narratives which compose the second part of the book are Coisa de família , O 921 , O primo , and Os sonetos negros . Under this viewpoint of comprehension of the spatial element, we carried out a study about the notion of paradise associated to Brazil. At this part of the dissertation, we considered relevant to carry out a historical/literary study about some texts which represent this notion dating back to Britto production, which, somehow, relativizes and recreates this ideology. Besides characterizing the space of the book Paraísos artificiais we will also take into consideration the profiles of the characters present in the short-story, subjects who seem to have lost their identity. In order to do that, we make use of some theoretical presuppositions about postmodernity, such as Linda Hutcheon, Zygmunt Bauman, Marshall Berman, Stuart Hall, Frederic Jameson, Marisa Martins Gama Khalil, Jean-François Lyotard and Jair Ferreira dos Santos. We will make some considerations about Foucault notion of space as well as Gaston Bachelard, Deleuze and Guattari, Berrettini, Schorske, Renato Cordeiro Gomes, among others.
Keywords: Literatura contemporânea
Paraísos artificiais
Paulo Henriques Britto
Espaço
Sujeito
Contemporary literature
Space
Subject
Britto, Paulo Henriques - Paraísos artificiais - Crítica e interpretação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Letras
Citation: LANDIM, Henrique Soares. O paraíso revisitado de Paulo Henriques Britto e outros Paraísos . 2013. 364 f. Dissertação (Mestrado em Linguística, Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/11867
Issue Date: 28-Feb-2013
Appears in Collections:PGLETRAS - Mestrado em Teoria Literária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ParaisoRevisitadoPaulo.pdf1.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.