Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/11853
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Memórias rabiscadas nas crônicas de Viventes das Alagoas de Graciliano Ramos
metadata.dc.creator: Silva, Regina Nascimento
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Regma Maria dos
metadata.dc.contributor.referee1: Araújo, Joana Luiza Muylaert de
metadata.dc.contributor.referee2: Nery, Vanda Cunha Albiery
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho, intitulado Memórias rabiscadas nas crônicas de Viventes das Alagoas, reflete a crônica como gênero do tempo e da memória -uma escrita do tempo. É nesta perspectiva que são analisadas crônicas escritas por Graciliano Ramos entre as décadas de 1920 e 1950 e que, em 1962, foram compiladase publicadas no livro póstumo Viventes das Alagoas. Parte-se do pressuposto que as crônicas reconstroem memórias. Desta feita, o que fica do vivido, da experiência é matéria para a crônica, que se constitui como testemunho de uma vida, documento de uma época ou um meio de se inscrever a história no texto. Assim, reflete-se como, nessas crônicas, memória individual e memória coletiva entrelaçam-se, atrelando-se à memória daquele período, no qual contradições e ambiguidades que definiam as posições intelectuais de então, tingidas pelos debates sobre modernização, política, cultura, nação, povo, dentre outras, encontram-se nelas colocadas. O texto está organizado em três capítulos. O primeiro mostra a biografia do autor e seu percurso como cronista, mostrando aextensão e a variedade dessa produção cronística, bem como as circunstâncias pessoais e históricas em que se deu o encontro de Graciliano com o jornal e, por conseguinte, com a crônica. O segundo focaliza a atuação do autor, por meio das crônicas, como intelectual colaborador na revista Cultura Política. O terceiro capítulo mostra a inserção do cronista nos debates sobre cultura e sociedade, por meio de memórias e reminiscências. Conclui-se que nas crônicas de Viventes das Alagoasestá colocada uma história social e cultural do sertão nordestino, impressa a partir da reconstituição de histórias e experiências de vida, inclusive de Graciliano, também ele um vivente desse espaço.
Abstract: This work, entitled Memórias rabiscadas nas crônicas de Viventes das Alagoas, reflects the chronicle as a time and memory gender -a writing of the time. Chronicles written by Graciliano Ramos in the decades of 1920 and 1950, which were compiled and published in the posthumous book Viventes das Alagoas, in 1962, are analyzed under this perspective. It starts with the assumption that chronicles reconstruct memory. So, life and experience are the materials of the chronicle, which is constituted itself as testimony of a life, document of a time or a means to register the history in the text. Thus, in these chronicles, it is analyzed how individual and collective memory are intertwined, tying themselves to the memory of that period, in which contradictions and ambiguities, used to define the intellectual positions of that time, colored by the debates about modernization, politics, culture, nation, people, among others, are put together in this gender. The text is organized in three chapters. The first presents the author s biography and his way as a chronicler, showing the extension and the variety of this chronicle production, as well as the historical and personal circumstances in which Graciliano finds the journal and, consequently, the chronicle. The second focuses the author s performance, by means of the chronicles, as an intellectual collaborator to the Cultura Políticamagazine. The third chapter presents the chronicler s insertion in the debates about culture and society, through memories and reminiscences. It s concluded that it is placed a cultural and social history of the northeastern sertãoin the Viventes das Alagoaschronicles, printed from the reconstitution of history and experiences of life, including Graciliano s, as a living person in this space.
Keywords: Literatura
História
Memória
Crônica
Graciliano Ramos
Literature
History
Memory
Chronicle
Literatura brasileira - História e crítica
Ramos, Graciliano, 1892-1953 - Crítica e interpretação
Ramos, Graciliano, 1892-1953 - Viventes das Alagoas - Crítica e interpretação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Linguística, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Letras
Citation: SILVA, Regina Nascimento. Memórias rabiscadas nas crônicas de Viventes das Alagoas de Graciliano Ramos. 2013. 141 f. Dissertação (Mestrado em Linguística, Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/11853
Issue Date: 30-Jul-2013
Appears in Collections:PGLETRAS - Mestrado em Teoria Literária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf1.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.