Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/35934
ORCID:  http://orcid.org/0000-0003-2850-9063
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Embargado
Embargo Date: 2024-08-18
Title: Consumo elevado de carboidratos durante a gestação e lactação e as repercussões hepáticas e metabólicas para a prole de ratas Wistar
Author: Hipólito, Nathanny Graziela Ferreira
First Advisor: Balbi, Ana Paula Coelho
First member of the Committee: Spini, Vanessa Beatriz Monteiro Galassi
Second member of the Committee: Deconte, Simone Ramos
Summary: A alimentação saudável durante a gestação e lactação é crucial para o desenvolvimento da prole, uma vez que dietas alteradas podem modificar o ambiente intrauterino e gerar complicações na saúde da progênie na vida adulta. Dessa forma, o objetivo desse trabalho foi identificar os impactos hepáticos e metabólicos para a prole de ratas Wistar tratadas com frutose ou sacarose durante a gestação e lactação. Para isso, as fêmeas foram colocadas para cruzamento e, uma vez grávidas, as mães foram separadas e seus filhotes fêmeas de 90 dias divididos nos seguintes grupos: 1) Grupo Controle (C): filhotes (n=8) de mães que receberam água e ração comercial ad libitum; 2) Grupo Frutose (F): filhotes (n=8) de mães que receberam solução de frutose (20%) e ração comercial ad libitum; 3) Grupo Sacarose (S): filhotes (n=7) de mães que receberam solução de sacarose (20%) e ração comercial, ad libitum. A prole de 90 dias passou por avaliações metabólicas, estruturais e funcionais hepáticas. Foi observado que as mães dos grupos experimentais F e S ingeriram menos ração do que as mães do grupo C (p<0,01), contudo, apenas as mães do grupo S ingeriram maior quantidade de líquido (p<0,01 versus C; p<0,05 versus F); a glicemia e o ganho de peso corporal não foram diferentes entre os grupos (p<0,05). Quanto aos filhotes de 90 dias, a creatinina plasmática e a glicemia não foram diferentes entre os grupos (p<0,05), porém o colesterol total foi maior no grupo F, em comparação ao grupo. Já os triglicerídeos foram maiores nos 2 grupos experimentais (F e S), quando comparados aos controles, e diferentes entre si, com maiores taxas no grupo S (p<0,001 versus C; p<0,01 versus C; p<0,001 versus F). Quanto a atividade de enzimas hepáticas, a TGO foi maior no grupo S, em relação aos demais grupos, enquanto a TGP foi maior nos grupos experimentais (F e S), em comparação ao C (p<0,001 versus C; p<0,05 versus C; p<0,05 versus F). O peso corporal, peso relativo hepático e dados morfométricos não foram diferentes (p<0,05), mas a deposição de colágeno foi menor nos grupos experimentais em relação ao C (p<0,01 versus C; p<0,05 versus C). O consumo de dieta rica em carboidratos durante a gestação e lactação de ratas Wistar resultou em alterações metabólicas e hepáticas funcionais na prole de 90 dias. Além disso, a sacarose promoveu alterações diferentes nos parâmetros triglicerídeos plasmáticos e atividade da TGO.
Keywords: Dieta materna
Frutose
Sacarose
Prole
Fígado
Ratas Wistar
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: HIPÓLITO, Nathanny Graziela Ferreira. Consumo elevado de carboidratos durante gestação e lactação e as repercussões hepáticas e metabólicas para a prole de ratas Wistar. 2022. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2022.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/35934
Date of defense: 18-Aug-2022
Appears in Collections:TCC - Ciências Biomédicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ConsumoCarboidratosGestação.pdf
  Until 2024-08-18
TCC1.61 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.