Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/30954
ORCID:  http://orcid.org/0000-0002-3319-752X
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Embargado
Title: Efeitos do exercício resistido nos aspectos emocionais dos indivíduos com osteoartrite de joelho
Alternate title (s): Effects of strength exercise on the emotional aspects of individuals with knee osteoarthritis
Author: Martins, Ana Carollina Fernandes
First Advisor: Dionisio, Valdeci Carlos
First coorientator: Soares, Fabiana da Silva
First member of the Committee: Moreira, Vanessa Martins Pereira Silva
Second member of the Committee: Jorge, Jéssica Garcia
Summary: Introdução: indivíduos com osteoartrite de joelho (OAJ) apresentam fraqueza muscular principalmente no quadríceps e, ao fortalecê-lo, é possível reduzir a dor. No entanto, pouco se sabe sobre os efeitos do exercício resistido nos aspectos emocionais. O objetivo deste estudo foi analisar quais os efeitos do exercício resistido nos aspectos emocionais dos indivíduos com OAJ. Métodos: dezenove indivíduos diagnosticados com OAJ e idade entre 50 e 80 anos, foram submetidos a um protocolo de treinamento de fortalecimento muscular durante oito semanas, com frequência de três vezes por semana. A avaliação dos aspectos físicos e emocionais foi realizada antes de iniciar o treinamento e repetida até cinco dias após o término das oito semanas de intervenção, ambas pelo mesmo fisioterapeuta, cego e devidamente treinado. Resultados: não houve diferença nos resultados da escala PANAS, assim como em nenhum dos subitens da Escala de Pensamentos Catastróficos (EPC). No entanto, o Questionário de Depressão de Beck (QDB) apresentou melhora, mostrando a redução do nível de depressão. Conclusão: o fortalecimento muscular promove a diminuição dos níveis de depressão, porém não tem o mesmo efeito em relação aos pensamentos catastróficos e nem ao afeto negativo.
Abstract: Background: people with knee osteoarthritis (KOA) presents muscle weakness mainly in the quadriceps and, by strengthening it, it is possible to reduce the pain. However, little is known about the effects of strength exercise on emotional aspects. Methods: nineteen people diagnosed with KOA and age of 50 and 80 years, were subject of an 8-week muscle strengthening training protocol, three times a week. The evaluation of the physical and emotional aspects was carried out before starting the training and repeated up to five days after the end of the eight weeks of intervention, both by the same physiotherapist, blind, and properly trained. Results: it was noted that there was no difference in the Positive and Negative Affect Schedule (PANAS), as well as in any of the Pain Catastrophizing Scale (PCS) sub-items. Only the Beck Depression Inventory (BDI) has improved, showing the reduction in the level of depression. Conclusion: the strength exercises promote a decrease in depression levels, but it does not have the same effect related to catastrophic thoughts or negative affect.
Keywords: exercício resistido
strength exercise
emocional
emotional
depressão
depression
osteoatrite de joelho
knee osteoarthritis
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: MARTINS, Ana Carollina Fernandes. Efeitos do exercício resistido nos aspectos emocionais dos indivíduos com osteoartrite de joelho. 2020. 23 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2020.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/30954
Date of defense: 24-Nov-2020
Appears in Collections:TCC - Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EfeitosExercícioResistido.pdf
  Until 2022-11-24
TCC717.31 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons