Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/29766
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFerreira, Viviane de Almeida-
dc.date.accessioned2020-08-28T17:25:49Z-
dc.date.available2020-08-28T17:25:49Z-
dc.date.issued2002-
dc.identifier.citationFERREIRA, Viviane de Almeida. A precarização do trabalho sob a ótica das relações de gênero: uma análise da situação da indústria brasileira na década de 90. 2002. 146 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2020. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2002.56pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/29766-
dc.description.abstractThe objective of this work is to study the precariousness of work in Brazil from the perspective of gender relations by evaluating the behavior of the female workforce in the manufacturing industry in the 1990s. The quality of employment was evaluated by comparing data related to jobs held by men and women. In the first chapter, a review is made of studies that deal with the universe of work in order to identify trends in precarious work, showing a brief picture of the late 19th and early 20th centuries. The analysis covers the forms of work organization, with reference to Taylorism and Fordism and, later, it focuses on the changes of the recent period, the so-called Toyotism. In the second chapter, a survey is made of the employment situation in the Brazilian manufacturing industry, in addition to a review of the process of productive restructuring in the 1980s and 1990s. In Chapter 3 there is a more detailed analysis of the precariousness of work in Brazil under the gender relations optics. The evaluation of the employment quality of the female workforce is done through the analysis of variables such as participation in the total of jobs, wages, education and turnover. Information obtained from RAIS data (Annual Social Information Report) and some complementary data from PNAD (National Household Survey) were used.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.subjectForça de trabalho femininapt_BR
dc.subjectDesempregopt_BR
dc.subjectEconomias capitalistaspt_BR
dc.titleA precarização do trabalho sob a ótica das relações de gênero: uma análise da situação da indústria brasileira na década de 90pt_BR
dc.title.alternativeThe precariousness of work from the perspective of gender relations: an analysis of the situation of Brazilian industry in the 90spt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Botelho, Marisa dos Reis Azevedo-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0919093679710607pt_BR
dc.contributor.referee1Guedes, Cézar Augusto Miranda-
dc.contributor.referee2Graciolli, Edilson José-
dc.contributor.referee3Almeida Filho, Niemeyer-
dc.creator.Lattesxpt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho é estudar a precarização do trabalho no Brasil sob a ótica das relações de gênero avaliando o comportamento da força de trabalho feminina na indústria de transformação na década de 90. Avaliou-se a qualidade do emprego através da comparação de dados relativos aos postos de trabalho ocupados por homens e mulheres. No primeiro capítulo, é feita uma resenha de estudos que tratam do universo do trabalho a fím de identificar as tendências de precarização do trabalho mostrando um quadro suscinto do final do século XIX e início do século XX. A análise abrange as formas de organização do trabalho, com referência ao taylorismo e o fordismo e, posteriormente, enfoca-se as mudanças do período recente, o chamado toyotismo. No segundo capítulo é feito um levantamento da situação dos empregos na indústria de transformação brasileira, além de uma resenha sobre o processo de reestruturação produtiva nas décadas de 80 e 90. No capítulo 3 há uma análise mais detalhada da precarização do trabalho no Brasil sob a ótica das relações de gênero. A avaliação da qualidade do emprego da força de trabalho feminina é feita através da análise de variáveis como participação no total dos postos de trabalho, salários, escolaridade e rotatividade. Utilizou-se as informações obtidas através dos dados do RAIS (Relatório Anual de Informações Sociais) e alguns dados complementares da PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra a Domicílio).pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Economiapt_BR
dc.sizeorduration146pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.identifier.doihttp://doi.org/10.14393/ufu.di.2002.56pt_BR
dc.orcid.putcode81761929-
dc.crossref.doibatchiddcdba2ad-6c25-4208-909e-9b3db15581db-
dc.subject.autorizadoTrabalhopt_BR
dc.subject.autorizadoMulheres - Empregopt_BR
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PrecarizacaoTrabalhoOtica.pdf8.64 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons