Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28876
ORCID:  http://orcid.org/0000-0002-7947-7949
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Condições de saúde, segurança e risco de adoecimento entre trabalhadores terceirizados
Alternate title (s): Health and safety conditions and the risk of diseases among outsourced workers.
Author: Martins, Leonardo Faria
First Advisor: Silva, Luiz Almeida
Summary: Objetivo: Identificar a estrutura de saúde e segurança ocupacional e a percepção dos riscos de adoecimento físico decorrente do trabalho entre trabalhadores terceirizados. Método: estudo descritivo, correlacional, de abordagem quantitativa com coleta de dados realizada em duas etapas, entre maio e junho de 2019 por intermédio de instrumentos aplicados a uma empresa de terceirização de serviços e a base populacional de seus trabalhadores que consentiram em participar da pesquisa. Os trabalhadores responderam a três questionários visando obter dados sociodemográficos, condições de saúde, segurança e do risco de adoecimento decorrente das atividades laborais. Após os critérios de seleção, compuseram a população 187 trabalhadores. Resultados: Os trabalhadores, em sua maioria, são do sexo feminino (92%), casadas/união consensual (58,3%), com baixa escolaridade (50,3%), auxiliar geral (90,9%), com tempo médio de 3,1 (DP = 2,7) anos de trabalho na empresa, média de idade de 40,9 anos (DP = 10,1); renda salarial mensal líquida de R$ 1.058,40 reais (DP = R$ 148,60). O Inventário de Trabalho e Riscos de Adoecimento (ITRA) obteve as seguintes médias para os fatores a seguir: organização do trabalho, 2,9 (DP = 0,6) (crítico); condições de trabalho, 2,4 (DP = 0,7) (crítico); custo físico, 3,9 (DP = 0,6) (grave); danos físicos, 2,1 (DP = 1,3) (crítico). Verificou-se correlação positiva entre todos os fatores pesquisados, sendo: (rs = 0,324; p < 0,001) para os fatores organização do trabalho e condições de trabalho, (rs = 0,205; p = 0,005) para os fatores organização do trabalho e dano físico; (rs = 0,198; p = 0,006) para os fatores organização do trabalho e custo físico; (rs = 0,148; p = 0,044) para os fatores condições de trabalho e custo físico; (rs = 0,349; p < 0,001) para os fatores condições de trabalho e dano físico e (rs = 0,322; p < 0,001) para os fatores dano físico e custo físico. Na análise de regressão múltipla, verificou-se associações positivas entre a variável tempo de trabalho e o fator dano físico (β = 0,096; p-valor = 0,008) e entre a categoria auxiliar geral e escores de custo físico (β = 0,670; p-valor = 0,003). Conclusão: a identificação da estrutura de saúde e segurança do trabalho da empresa de terceirização acusou a presença de falhas na aplicação das normas legais de SST e baixa efetividade das ações de prevenção de acidentes. Os trabalhadores participantes apresentaram boa percepção associada aos fatores do ITRA e das condições ambientais ocupacionais a que estão submetidos em suas atividades laborais, resultando em diagnósticos com a presença de riscos de adoecimentos e acidentes decorrente do trabalho.
Abstract: Objective: To identify the occupational health and safety structure and the risk perception of physical diseases among outsourced workers due to work activities. Method: Descriptive, correlational and quantitative study with data collection conducted in two phases between May and June 2019 through instruments applied to an outsourcing company and its workers who agreed to take part in the research. The workers answered three questionnaires in order to obtain sociodemographic data on health and safety conditions and the risk of diseases due to work activities. After the selection of criteria, 187 workers composed the population. Results: Most workers are female (92%), married or in a consensual marriage (58,3%), with low education (50,3%), working as general assistants (90,9%), with an average of 3,1 years (SD = 2,7) of working time at the company, with an average age of 40,9 (SD = 10,1) and an average monthly net income of 1,058.40 BRL (SD = 148,60 BRL). The Inventory of Work and Risks of Diseases provided the following averages for the following factors: work organization: 2,9 (SD = 0,6) (critical); working conditions: 2.4 (SD = 0,7) (critical); physical cost with workers: 3,9 (SD = 0,6) (serious), and physical injuries in workers: 2,1 (SD = 1,3) (critical). A positive correlation was observed between all the investigated factors: (rs = 0,324; p < 0,001) related to work organization and working conditions factors; (rs = 0,205; p = 0,005) related to work organization and physical injuries in workers factors; (rs = 0,198; p = 0,006) related to work organization and physical cost with workers factors; (rs = 0,148; p = 0,044) related to working conditions and physical cost with workers factors; (rs = 0,349; p < 0,001) related to working conditions and physical injuries in workers factors; and (rs = 0,322; p < 0,001) related to physical injuries in workers and physical cost with workers factors. In the multiple regression analysis, a positive correlation was observed between the working time variable and the physical injuries in workers factor (ß = 0,096; p-value = 0,008) as well as between the general assistant role and the physical cost with workers scores (ß = 0,670; p-value = 0,003). Conclusion: The identification of the health and safety structure of the outsourcing company found out the presence of flaws in the application of legal standards regarding health and safety at work as well as the low effectiveness of accident prevention measures. The participating workers showed a very good insight of the Inventory of Work and Risks of Diseases factors and the environmental conditions to which they are exposed at the workplace during their work activities, resulting in the identification of the presence of risks of work-related diseases and accidents. Keywords: Worker health. Working conditions. Outsourced services. Occupational risks.
Keywords: Saúde do trabalhador
Geografia médica
Condições de trabalho
Serviços terceirizados
Riscos ocupacionais
Worker health
Working conditions
Outsourced services
Occupational risks
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)
Quote: MARTINS, Leonardo Faria. Condições de saúde, segurança e risco de adoecimento entre trabalhadores terceirizados. 2020. 117 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2020. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2020.65
Document identifier: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2020.65
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28876
Date of defense: 14-Feb-2020
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CondicoesSaudeSeguranca.pdf7.64 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.