Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28577
ORCID:  http://orcid.org/0000-0002-9555-9725
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: Aspectos da constituição identitária discente em uma licenciatura na modalidade de EaD
Alternate title (s): Aspects of student identity constitution in a distance education degree
Author: Franco, Ana Maria
First Advisor: Freitas, Alice Cunha de
First member of the Committee: Nigro, Cláudia Maria Ceneviva
Second member of the Committee: Chagas, Roselaine das
Third member of the Committee: Bertoldo, Ernesto Sérgio
Fourth member of the Committee: Filho, Waldenor Barros Moraes
Summary: Cursos de ensino superior ministrados no contexto da Educação a Distância (EaD) têm como uma de suas finalidades a ampliação da possibilidade de formação de novos profissionais. No que se refere às licenciaturas, a EaD configura-se como uma oportunidade para a formação docente. Tal formação oferecida contempla tanto o nicho de futuros profissionais que irão ingressar no contexto educacional, como o de professores leigos que querem oficializar sua experiência em sala de aula, de acordo com as exigências legais do exercício profissional. A criação do PARFOR (Plano Nacional de Formação dos Professores de Educação Básica) teve como objetivo interiorizar a formação de licenciados no país, fornecendo meios de acesso a quem porventura não tivesse condições de estudar na modalidade presencial. Assim, o referido Plano oferece o acesso ao ensino superior público e de qualidade tanto para professores leigos em serviço, quanto para que novos licenciados possam ingressar na educação e suprir a carência atual de professores no país. Tendo em vista estas observações, esta pesquisa teve como objetivos analisar de que maneira a formação do professor de línguas, em uma graduação em Letras pela Universidade Aberta do Brasil (UAB), na modalidade PARFOR, cursada no contexto a distância, interfere na constituição identitária e nas representações constituídas pelo docente graduado que irá atuar profissionalmente no âmbito presencial. Além disso, partindo das reflexões sobre o contexto de ensino a distância, a pesquisa também objetivou refletir sobre as questões ligadas ao processo de identificação do graduando, no que se refere à noção de pertencimento deste à instituição de ensino superior à qual ele está vinculado. Mobilizamos, para este trabalho, as reflexões de Austin (1990) acerca da Pragmática e, sobretudo, os estudos de Rajagopalan (2003) e Pinto (2012) sobre representação. No que se refere às questões identitárias, mobilizamos os preceitos de Bauman (2005), Hall (2006), Woodward (2007) e Silva (2007). No que concerne aos estudos sobre Educação a Distância, amparamo-nos principalmente nos estudos de Vidal e Maia (2010), além de Moore e Kearsley (2013). Sobre a formação de professores, mobilizamos, sobretudo, os aportes teóricos trazidos por Moro (2009) e Guilherme (2013). A coleta de dados foi feita por meio de um questionário e uma entrevista semi-estruturada com quatro participantes egressos de uma turma de graduação em Letras/Espanhol da modalidade PARFOR. Apesar de a língua-alvo não ser nosso foco de estudo, a questão da habilitação sem a devida proficiência na língua estrangeira foi uma constante nos dizeres dos participantes. Além disso, percebemos que a maioria deles só se sentiu pertencente ao curso por meio da busca por atividades presenciais da graduação, tais como: atividades no polo de apoio presencial, ou participação voluntária em atividades na sede física da universidade que ofereceu o curso. Em relação à questão da constituição identitária docente, foi possível perceber que muitos participantes não só se constituíram docentes presenciais, como desejaram atuar também no contexto a distância, inclusive, um dos participantes, após o curso, se tornou tutor de uma graduação EaD, em uma instituição privada. Palavras-chave: Ensino a Distância. Formação de Professores. Formação Identitária. Representação.
Abstract: Higher education courses taught in the distance education course have as one of their purposes the expansion of the possibility of training new professionals. With regard to undergraduate degrees, distance education is an opportunity for teacher education. Such training offers both the niche of future professionals who will enter the educational context, as well as lay teachers who want to formalize their classroom experience, in accordance with the legal requirements of professional practice. The creation of PARFOR (National Plan for the Training of Teachers of Basic Education) aims to internalize the formation of graduates in the country, providing means of access to those who may not be able to study in the classroom. Thus, the aforementioned Plan provides access to quality public higher education for both lay teachers in service and for new graduates to enter education and to meet the current shortage of teachers in the country. Our objectives were to analyze how the formation of the language teacher, in an undergraduate degree in Letters, by the Open University of Brazil (UAB), in the PARFOR modality, taken in the distance context, interferes in the identity constitution and representations constituted by the graduated teacher who will act professionally in the presential context. In addition, starting from the reflections on the distance learning context, we also aim to reflect on the issues related to the process of identification of the student, regarding the notion of belonging to the higher education institution. We mobilized, for this work, Austin (1990) reflections on Pragmatics and, above all, Rajagopalan (2003) and Pinto (2012) studies on representation. Regarding identity issues, we mobilized the precepts of Bauman (2005), Hall (2006), Woodward (2007) and Silva (2007). Regarding the studies on distance education, we mainly mobilized the studies of Vidal and Maia (2010), as well as Moore and Kearsley (2013). About teacher training, we mobilized, above all, Moro (2009) and Guilherme (2013). Data collection was done through a semi-structured interview with four participants from a graduation class in Letters/Spanish of PARFOR mode. Although target language is not our focus, the issue of habilitation without proper foreign language proficiency was a constant in the participants' words. In addition, we noticed that most felt only belonging to the course, in the way of identification with face-to-face aspects of graduation, such as: face-to-face support pole or voluntary participation in activities at the physical headquarters of the university that offered the course. Another point that caused us reflections was the question of teacher identity constitution, after attending a distance learning degree. Many participants not only became face-to-face teachers, but also wished to act in the distance context, and even one of the participants after the course became a tutor of an undergraduate degree in a private institution. Keywords: Distance Learning. Teacher training. Identity Formation. Representation.
Keywords: Ensino a Distância
Distance Learning
Formação de Professores
Teacher training
Formação Identitária
Identity Formation
Representação
Representation
Linguística
Linguistics
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Quote: FRANCO, Ana Maria. Aspectos da constituição identitária discente em uma licenciatura na modalidade de EaD. 2019. 213 f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2493.
Document identifier: http://doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2493
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/28577
Date of defense: 13-Dec-2019
Appears in Collections:TESE - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AspectosConstituicaoIdentitaria.pdf1.8 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons