Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/27075
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 United States
Title: Arritmias e alterações do segmento ST em idosos no perioperatório de ressecção transuretral da próstata sob raquianestesia
Alternate title (s): Arrhythmias and ST-segment changes in the elderly in the perioperative period of transurethral prostate resection under spinal anesthesia
Author: Mandim, Beatriz Lemos da Silva
First Advisor: Achá, Renato Enrique Sologuren
Summary: Objetivo: avaliar a prevalência de arritmias cardíacas e de alterações do segmento ST no pré-operatório, intra-operatório e pós-operatório pela eletrocardiografia dinâmica de 24 horas (Holter) em pacientes idosos submetidos a cirurgia de ressecção transuretral da próstata sob raquianestesia. Pacientes e Método: 21 pacientes portadores de hipertrofia benigna da próstata e 16 com hérnia inguinal unilateral, idade entre 63 e 86 anos, sorologia negativa Para doença de Chagas, e submetidos a ressecção transuretral da próstata ou herniorrafia, sob raquianestesia. Avaliação fase pré-operatória por meio de anamnese, exame físico, laboratorial e eletrocardiográfico e avaliação pela eletrocardiografia dinâmica de longa duração (Sistema Holter de 24 horas) no pré-operatório (12 horas), intra-operatório (3 horas) e pós operatório (12 horas). Resultados: não há diferença entre os grupos quanto a idade (p=0,246). A Prevalência de bradicardia entre os grupos RTU e controle foi, no pré-operatório (85,71% vs. 75%), no intra-operatório (95,23% vs. 68,75%) e no pós operatório de (85,71% vs. 68,75%), sem signíficância estatística. A prevalência de arritmias supraventriculares entre os grupos RTU e controle foi, no pré-operatório (85,71% vs. 93,75%), no intra-operatório (85,71% vs. 81,25%) e no pós operatório de (76,19% vs. 100%), com signíficância estatística (p=0,015). As arritmais ventriculares tiveram prevalência no pré-operatório (76,19% vs. 81,25%), no intra-operatório (80,95% vs. 68,75%) e no pós operatório de (80,95% vs. 81,25%), sem signíficância estatística.87 A prevalência de alterações do segmento ST entre os grupos RTU e controle foi no pré-operatório (19,05% vs. 18,75%), no intra-operatório (4,75% vs. 18,75%) e no pós operatório de (14,28% vs. 18,75%) sem significância estatística. Conclusões: os paciente idosos apresentam alta prevalência de arritmias supraventriculares e ventriculares. O número total de arritmias supraventriculares e ventriculares e alterações do segmento ST presentes no período pré-operatório não foi alterado pela cirurgia de ressecção transuretral da próstata, bem como pela herniorrafia inguinal, nos períodos intra e pós-operatório.
Abstract: Objective: evaluate the prevalence of cardiac arrhythmias and ST changes during the preoperative, intraoperative e postoperative periods through the electrocardiographic Holter monitoring in aged patients undergoing transurethral prostatectomy and inguinal herniorraphy under spinal anaesthesia. Patients and Method: 21 patients with benign prostatic hyperplasia and 16 with inguinal hérnia, aged 63 to 86 years, negative sorology to Chagas disease, submited to transurethral prostatectomy and inguinal hérnia repair under sipinal anaesthesia. They were evaluated with clinicai exam, laboratory and electrocardiographic tests. Ambulatory ECG Holter was used during the preoperative (12 hours), intraoperative (3 hours) and postoperative (12 hours) periods. Results: there was no difference between groups in age average (p=0,246). The prevalence of bradicardia among RTU group and control was, in the preoperative period, (85,71% vs. 75%), in intraoperative period (95,23% vs. 68,75%) and Postoperative (85,71% vs. 68,75%), without statistical significance. The prevalence Of supraventricular arrhythmias was (85,71% vs. 93,75%) in the preoperative period, (85,71% vs. 81,25%) in the intraoperative and (76,19% vs. 100%) in the postoperative, that was estatistically significant in control group (p=o,015). The prevalence of ventricular arrhythmyas among RTU group and control was, in the preoperative period (76,19% vs. 81,25%), intraoperative (80,95% vs. 68,75%) and postoperative (80,95% vs. 81,25%), without statistical significance.90 The prevalence of ST changes between RTU group and control was, in the preoperative period, (19,05% vs. 18,75%), in the intraoperative (4,75% vs. 18,75%) and postoperative (14,28% vs. 18,75%), without statistical significance. Conclusion: the aged patients have a high prevalence of supraventricular and ventricular cardiac arrhythmias. The total number of arrhythmias and ST changes in the preoperative period was not changed by transurethral prostatectomy surgery and inguinal hérnia repair, in intraoperative and postoperative periods.
Keywords: Arritmias cardíacas
Alterações do segmento ST no pré-operatório
Cirurgia de ressecção transuretral da próstata
Pacientes e método
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Quote: MANDIM, Beatriz Lemos da Silva. Arritmias e alterações do segmento ST em idosos no perioperatório de ressecção transuretral da próstata sob raquianestesia.. 2002. 114 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2002.23
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2002.23
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/27075
Date of defense: 2002
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArritmiasAlteraçõesSegmento.pdf3.89 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons