Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/25819
ORCID:  http://orcid.org/0000-0003-1005-4400
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: As representações discursivas da reforma do ensino médio, lei 13.415/2017, em diferentes gêneros do discurso
Alternate title (s): The discursive representations of the “reforma do ensino médio”, law 13.415/2017, in different genres discourse
Author: Galvão, Flávia Motta de Paula
First Advisor: Ottoni, Maria Aparecida Resende
First member of the Committee: Vieira, Viviane Cristina
Second member of the Committee: Silva, Maria Vieira
Third member of the Committee: Guilherme, Maria de Fátima Fonseca
Fourth member of the Committee: Novodvorski, Ariel
Summary: Esta tese é o resultado de uma pesquisa que visou à investigação das representações discursivas da Reforma do Ensino Médio, lei nº 13.415/2017, construídas em três gêneros diferentes: propagandas governamentais, reportagens on-line e comentários virtuais. As suas bases teóricas são: a Análise de Discurso Crítica (CHOULIARAKI; FAIRCLOUGH, 1999; FAIRCLOUGH, 1989, 2001, 2003, 2006, 2009), os estudos sobre globalização, linguagem e novas tecnologias (FAIRCLOUGH, 2006; GIDDENS, 2003; CASTELLS, 2000; RECUERO, 2009; POSTER, 2000) e as pesquisas sobre a história da educação e mudanças curriculares (CAMPELLO, 2009; CUNHA, 1973; DOMINGUES, 2000; KUENZER, 1994, 1997, 2000; SAVIANI, 1987, 2007). Como metodologia, adotamos a pesquisa qualitativa (BAUER; GASKELL, 2002) e a Análise de Discurso Crítica. O corpus da pesquisa é constituído por: a) três propagandas governamentais, veiculadas entre 2016 e 2017, anos da aprovação da Medida Provisória nº 076 e da Lei nº 13.415, respectivamente; b) três reportagens on-line, de três sites diferentes - Globo.com (G1), Nova Escola e UOL - todas veiculadas no dia 16 de fevereiro de 2017, dia da cerimônia de sancionamento da lei; c) 21 comentários virtuais disponíveis nos mesmos sites das reportagens. Para as análises de dados, foram utilizadas categorias da Análise de Discurso Crítica, a saber: o vocabulário, a intertextualidade, a interdiscursividade, a avaliação e a modalidade. As análises empreendidas demonstram que os discursos mais recorrentes nas propagandas governamentais e nas reportagens on-line convergem para uma representação discursiva favorável à Reforma, o que contribui para uma avaliação da Reforma como uma medida necessária. Além disso, nesses dois gêneros, a intertextualidade ocorre, majoritariamente, marcada pela voz do Governo Federal, principalmente por meio dos dizeres de Michel Temer e do ex-ministro da educação, Mendonça Filho. Em contrapartida, a maioria dos comentários virtuais constrói uma representação discursiva contrária à Reforma do Ensino Médio. Esses discursos questionam, principalmente, o processo pouco democrático de aprovação da lei e a sua legitimidade, como também o “novo” currículo. Desse modo, o capítulo analítico da tese possibilita reflexões acerca das representações discursivas em torno da Reforma, mostrando que há discursos que são favoráveis às alterações do currículo e outros que negam a validade e a necessidade dessas mudanças. Nesse sentido, percebemos que certas representações linguístico-discursivas colaboram para a manutenção de relações assimétricas de poder, uma vez que o discurso governamental é preponderante aos demais, além de demonstrar que as ações e decisões do governo não dependem necessariamente da vontade do povo, as quais são legitimadas, muitas vezes, pela mídia em diferentes veículos de comunicação.
Abstract: This thesis is the result of a research that aimed at investigating the discursive representations of the “Reforma do Ensino Médio” (Brazilian High School Reform), “Lei” (Law) n. 13.415/2017, constructed in three different genres: governmental advertisements, online reports, and virtual comments. Our theoretical basis are: Critical Discourse Analysis (CHOULIARAKI; FAIRCLOUGH, 1999; FAIRCLOUGH, 1989, 2001, 2003, 2006, 2009), the studies on globalization, languages and technologies (FAIRCLOUGH, 2006; GIDDENS, 2003; CASTELLS, 2000; RECUERO, 2009; POSTER, 2000) and researches about the history of education and curricular changes (CAMPELLO, 2009; CUNHA, 1973; DOMINGUES, 2000; KUENZER, 1994, 1997, 2000; SAVIANI, 1987, 2007). As methodology, we adopted the qualitative research (BAUER; GASKELL, 2002) and the Critical Discourse Analysis. The corpus is constituted by: a) three governmental advertisements, broadcasted between 2016 and 2017, approval years of both the “Medida Provisória” (Provisional Measure) n. 076 and the Law n. 13.415; b) three online reports, from three different websites – Globo.com (G1), Nova Escola, and UOL – all broadcasted on February 16th, 2017, day when the law was sanctioned; c) 21 virtual comments available at the same websites as the reports. For the data analysis, we used categories from the Critical Discourse Analysis, namely: vocabulary, intertextuality, interdiscursivity, evaluation and modality. The analysis demonstrated that the most recurrent discourses in the governmental advertisements and in the online reports converge to a discursive representation favorable to the Reform, which contributes to an evaluation of the Reform as a necessary measure. Besides, in these two genres, the intertextuality occurs, majorly, marked by the Federal Government voice, mainly by the sayings of Michel Temer and former minister of education, Mendonça Filho. On the other hand, most of the virtual comments construct a discursive representation contrary to the “Reforma do Ensino Médio”. These discourses question, mainly, the undemocratic process of the approval of the Law and its legitimacy, as well as the “new” curriculum. Thus, the analytical chapter of this thesis enables reflections about the discursive representations of the Reform, showing that there are discourses favorable to the changes in the curriculum and others that denies the validity and necessity of these changes. In this sense, we notice that certain linguistic-discursive representations collaborate to the maintenance of asymmetrical relations of power, once the governmental discourse is prevailing to the others, beside demonstrating that the actions and decisions by the government do not depend necessarily on the people’s will, which are legitimated, many times, by the media in different means of communication.
Keywords: Discurso
Reforma do Ensino Médio
Representações Discursivas
Análise de Discurso Crítica
Discourse
High School Reform
Discursive Representations
Critical Discourse Analysis
Linguística
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos
Quote: GALVÃO, Flávia Motta de Paula. As representações discursivas da Reforma do Ensino Médio, Lei 13.415/2017, em diferentes gêneros do discurso. 2019. 216 f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2131
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2019.2131
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/25819
Date of defense: 19-Jun-2019
Appears in Collections:TESE - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RepresentaçõesDiscursivasReforma.pdfTese5.49 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons