Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24613
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: Resiliência camponesa e atos territoriais em espaços reocupados pelos interesses do setor sucroalcooleiro: Tupaciguara-MG
Alternate title (s): Resiliencia camponesa y actos territoriales en espacios reocupados por los intereses del sector sucroalcooleiro: Tupaciguara-MG
Author: Costa, Ricardo da Silva
First Advisor: Santos, Rosselvelt José
First member of the Committee: Portuguez, Anderson Pereira
Second member of the Committee: Sampaio, Adriany de Ávila Melo
Third member of the Committee: Silva, Arcênio Meneses da
Fourth member of the Committee: Souza, Edevaldo Aparecido
Summary: A proposição dessa pesquisa decorre de observações realizadas por mais de uma década, sobre o avanço das lavouras de cana-de-açúcar na região do Triângulo Mineiro e a condição territorial das comunidades camponesas tradicionais. Delimitamos a nossa área de estudo considerando as comunidades tradicionais do Bálsamo, do Brilhante e da Confusão, todas elas estão localizadas no município de Tupaciguara - MG. Consideramos a condição socioterritorial do camponês em relação ao espaço reocupado pelo interesse do setor sucroalcooleiro no município de Tupaciguara - MG e estudamos as práticas socioculturais e as formas de inserção da sua produção no mercado. Também objetivamos compreender como os camponeses vivem/existem nos lugares e em comunidades, lidando com tensões impostas pelo agronegócio, tendo como recorte temporal a década de 2000. A empiria foi alcançada nos trabalhos de campo. No convívio direto com as famílias observamos, descrevemos, comparamos e analisamos as paisagens da cana, sua dinamicidade e implicações nos modos de vida e nos vínculos territoriais dos camponeses. As falas dos sujeitos seguidas de análise derivam de vários períodos de vivências que estabelecemos com os camponeses cercados pela cana. Na relação pesquisado/pesquisador, analisamos a memória camponesa, a importância da religiosidade, da paisagem, das territorialidades, do território, da resiliência, dos saberes e dos vínculos territoriais e suas implicações em ações que se estabelecem no lugar, bem como as perspectivas de conquistas, perdas, frustrações e elaboração de novas estratégias de existência. Para a confecção do material cartográfico utilizamos tecnologias de SIG, para apresentar os usos do solo no município de Tupaciguara MG. Constatamos a utilização da ajuda mútua na construção de silos para alimentar o rebanho e na limpeza dos pastos. Práticas antigas que propiciam reciprocidade e confiança às atividades camponesas. Com relação ao religioso dedicamos atenção as relações comunitárias e suas repercussões na elaboração de estratégias socioprodutivas. Consideramos que as paisagens agrárias de Tupaciguara decorrem também de intervenções do estado, a partir de políticas públicas votadas para o setor sucroalcooleiro, as quais exercem forte pressão sobre o espaço, contribuindo para alterações dos territórios camponeses. Com isso, compreendemos que a resiliência encontra-se implicada nos processos de (re) existência camponesa e nas possibilidades das famílias e comunidades tradicionais se reorganizarem em seus territórios.
Abstract: The proposal of this research stems from observations made for more than a decade, on the advancement of sugarcane plantations in the Triângulo Mineiro region and the territorial condition of traditional peasant communities. We delimit our study area considering the traditional communities of Bálsamo, Brilhante and Confusão, all of them are located in the municipality of Tupaciguara - MG. We consider the socio - territorial condition of the peasant in relation to the space reoccupied by the interest of the sugar - alcohol sector in the city of Tupaciguara - MG and we study the socio - cultural practices and the ways of inserting their production in the market. We also aimed to understand how peasants live / exist in places and in communities, dealing with tensions imposed by agribusiness, having as a temporal cut in the decade of 2000. The empiria was achieved in fieldwork. In direct contact with the families, we observe, describe, compare and analyze the landscapes of sugarcane, its dynamicity and implications in the ways of life and territorial ties of peasants. The speeches of the subjects followed by analysis derive from various periods of experience that we established with peasants surrounded by cane. In the researcher / researcher relationship, we analyze peasant memory, the importance of religiosity, landscape, territoriality, territory, resilience, knowledge and territorial links and their implications for actions that are established in the place, as well as the perspectives of conquests, losses, frustrations and elaboration of new strategies of existence. For the preparation of the cartographic material we use GIS technologies to present the land uses in the municipality of Tupaciguara MG. We found the use of mutual aid in the construction of silos to feed the herd and to clean the pastures. Old practices that provide reciprocity and confidence to peasant activities. With regard to the religious we devote attention to community relations and their repercussions in the elaboration of socio-productive strategies. We consider that the agricultural landscapes of Tupaciguara also derive from state interventions, based on public policies voted for the sugar and alcohol sector, which exert strong pressure on space, contributing to changes in the peasant territories. With this, we understand that resilience is implied in the processes of peasant (re) existence and in the possibilities for traditional families and communities to reorganize in their territories.
Keywords: Camponeses
Resiliência
Modo de vida
Paisagem
Territorialidade
Vínculos territoriais
Geografia
Cana de açúcar cultivo Triângulo Mineiro (MG)
Camponeses Tupaciguara MG condições sociais.
Camponeses Tupaciguara (MG) usos e costumes
Campesinos
Modo de vida
La resiliencia
Paisaje
Territorialidad
Campesinos
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA::GEOGRAFIA HUMANA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Quote: COSTA, Ricardo da Silva. Resiliência camponesa e atos territoriais em espaços reocupados pelos interesses do setor sucroalcooleiro: Tupaciguara-MG. 2019. 304 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2019.618
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.te.2019.618
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24613
Date of defense: 7-Mar-2019
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ResiliênciaCamponesaAtos.pdf23.56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.