Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/20690
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: Percepção da síncope em palavras proparoxítonas
Author: Lima, Giselly de Oliveira
First Advisor: Magalhões, José Sueli de
First member of the Committee: Alves, Ubiratã Kickhofel
Second member of the Committee: Souza, Paulo Chagas de
Third member of the Committee: Leite, Camila Tavares
Fourth member of the Committee: Rocha, Maura Alves de Freitas
Summary: O presente estudo investiga a percepção das vogais postônicas em palavras proparoxítonas. As vogais postônicas, nosso objeto de estudo, podem se manifestar em palavras de acento antepenúltimo variavelmente de três formas: preservadas, reduzidas ou sincopadas. Assim, quando estas são preservadas ou reduzidas, existem estratégias, oferecidas pela língua, que não suportam o apagamento da vogal. Além disso, a variação pode se mostrar atuante, possibilitando a atuação de outra estratégia, implicando no sacrifício da vogal. Na literatura, muitos estudos sobre as proparoxítonas investigaram a produção destas palavras, deixando uma lacuna em como são percebidas. Dessa forma, esta pesquisa tem como objetivo principal investigar a percepção das vogais postônicas não finais em palavras de acento antepenúltimo. O corpus para a realização do trabalho contou com uma amostra de 24 participantes, sendo 12 do sexo feminino e 12 do sexo masculino, com idades entre 15 e 50 anos, nascidos no Estado de Goiás, na microrregião Sudoeste, mais especificamente nos municípios de Rio Verde e Santa Helena de Goiás. Os informantes participaram de dois testes de percepção: um teste discriminação do tipo AX e outro do tipo ABX. Os resultados foram analisados estatisticamente por meio do software IBM SPSS, versão 20.0. A análise estatística revelou que a percepção das palavras com as vogais postônicas não finais foi mais acurada do que a percepção das vogais sincopadas. Quanto à análise fonológica da percepção das palavras, desenvolvida à luz dos pressupostos do Modelo de Interação entre Percepção e Fonologia (Hume e Johnson, 2001), esta permitiu verificar que os informantes tendem a perceber a presença da vogal, mesmo em ambientes com a vogal sincopada. Os dados evidenciaram que as forças externas: percepção, produção, generalização e conformidade atuam na neutralização, no apagamento ou na preservação da vogal média postônica. Estas forças funcionam como filtros na seleção de possíveis outputs. Além disso, o filtro percepção pode influenciar o sistema fonológico, evitando alterações visíveis. Para tanto, ele apresenta dois aspectos: saliência perceptual e contexto comunicacional. Nos casos em que o ouvinte percebeu a palavra sem a síncope como semelhante à palavra com o fenômeno, argumentamos que saliência perceptual entre as palavras proparoxítonas sincopadas e preservadas é baixa. Concluímos, então, que a representação cognitiva das proparoxítonas é com a vogal. Esta pode sofrer alterações, as quais passam pela filtragem das forças externas, gerando diferentes representações no sistema sonoro linguístico de uma comunidade de falantes.
Abstract: The present study investigates the perception of the post-stressed vowels in proparoxytone words. The post-stressed vowels, our subject of study, may manifest in words of an antepenultimate stress variably in three ways: preserved, reduced or syncopated. Thus, when these are preserved or reduced, there are strategies offered by the language that do not support deletion of the vowel. In addition, the variation can be active allowing the performance of another strategy, implying the sacrifice of the vowel. In the literature, many studies on proparoxytones have investigated the production of these words, leaving a gap in how they are perceived. Thus, this research has as main objective to investigate the perception of the non-final post-stressed vowels in words with penultimate stress. The corpus was composed of 24 participants, 12 females and 12 males, aged from 15 to 50 years old, who were born in Rio Verde and Santa Helena de Goiás, both cities in the southwestern microregion of Goiás State, Brazil. The informants participated in two perception tests: one AX type discrimination test and one ABX type test. The results were statistically analyzed using the IBM SPSS software, version 20.0. The statistical analysis showed that the perception of words with non-final poststressed vowels was more accurate than the perception of the words with syncopated vowel. As for the phonological analysis of word perception, developed in the light of the presuppositions of the Model of the Interplay of Speech Perception and Phonology (Hume and Johnson, 2001), this allowed to verify that the informants tend to perceive the presence of the vowel, even in environments with the vowel syncopated. The data revealed that the external forces of perception, production, generalization and conformity act in neutralization, deletion or preservation of the post-stressed mid vowel. These forces function as filters in the selection of possible outputs. Furthermore, the perception filter can influence the phonological system, avoiding visible alterations. For this, it presents two aspects: perceptual salience and communicational environment. In cases where the listener perceives the word without syncope as being similar to the word with such a phenomenon, we argue that the perceptual salience between the syncopated and preserved proparoxytone words is low. We conclude, then, that the cognitive representation of proparoxytones is with the vowel. This can undergo changes, which pass through the filtering of external forces, generating different representations in the linguistic sound system of a community of speakers.
Keywords: Percepção
Proparoxítonas
Síncope
Fonologia
Vogais postônicas não finais
Perception
Proparoxytones
Syncope
Phonology
Non-final post-stressed vowels
Linguística
Fonologia
Vogais
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Letras
Quote: LIMA, Giselly de Oliveira. Percepção da sincope em palavras proparoxítonas. 2017. 154 f. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
Document identifier: .
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/20690
Date of defense: 17-Jul-2017
Appears in Collections:TESE - Estudos Linguísticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PercepcaoSincopePalavras.pdfTese6.22 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.