Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19808
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Efeitos da ingestão proteica superior à recomendação da RDA na função muscular de mulheres pós-menopausadas praticantes de exercício de força
metadata.dc.creator: Nahas, Paula Cândido
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Erick Prado de
metadata.dc.contributor.referee1: Pimentel, Gustavo Duarte
metadata.dc.contributor.referee2: Rinaldi, Ana Elisa Madalena
metadata.dc.description.resumo: Introdução: O período de pós-menopausa propicia mudanças na composição corporal da mulher, principalmente no que se diz respeito à redução da massa muscular, força e capacidade funcional. Tais alterações se relacionam com o comprometimento funcional, já que há maior risco de quedas, fraqueza e perda da independência, impactando negativamente na qualidade de vida da mulher. Objetivo: Avaliar o efeito da ingestão de proteína recomendada pela Recommended Dietary Allowance (RDA) com novas propostas de consumo e o impacto na força e capacidade funcional de mulheres pós-menopausadas após protocolo de exercício de força. Material e métodos: Foi realizado um estudo cego, randomizado, paralelo e prospectivo. As mulheres pós-menopausadas foram divididas em dois grupos: Grupo RDA (NP), que recebeu um plano alimentar contendo ~0,8g de proteína/kg/dia ou Grupo Novas Propostas (HP), que recebeu ~1,2g de proteína/kg/dia. O protocolo de treinamento de força foi realizado 3 vezes/semana, com intensidade de 10-12 repetições máximas. Força (uma repetição máxima - 1-RM e força de preensão manual) e capacidade funcional (Short Physical Performance Battery - SPPB, teste de caminhada de 6 minutos, teste de caminhada de 400 metros, teste de caminhada de 10 metros e Timed Up and Go test - TUG) foram avaliados antes e após a intervenção. A dieta foi avaliada por nove recordatórios de 24 horas. A intervenção dietética e o treinamento de força duraram 10 semanas. Resultados: O Grupo HP apresentou maior consumo proteico (1,18±0,3 vs 0,87±0,2 g/kg/dia, p=0,008) comparado ao grupo NP, respectivamente, durante o estudo. Após a intervenção, apenas o grupo HP aumentou o 1-RM do supino, 1-RM da extensora e força de preensão manual direita e esquerda, porém, não foi encontrado diferenças analisando o delta (Δ) dessas variáveis quando comparado com o grupo NP (Δ1-RM supino: 2,75±3,01 vs 1,09±2,25 kg, p=0,153; Δ1-RM extensora: 6,75±12,46 vs 9,45±7,03 kg, p=0,533; ΔHandgrip direita: 1,66±3,20 vs 1,90±1,64 kg, p=0,823 e ΔHandgrip esquerda: 1,83±2,62 vs 2,81±2,56 kg, p=0,373, grupo NP e HP, respectivamente. Para os demais testes não foram observadas diferenças entre grupos e/ou momentos. Conclusão: A ingestão de proteína de acordo com novas propostas não promoveu melhora de força e capacidade funcional de mulheres pós-menopausadas quando comparado a recomendação da RDA após protocolo de exercício de força.
Abstract: Introduction: Postmenopausal period leads to changes in women body composition, especially in regard to the reduction of muscle mass, strength and functional capacity. Such changes are totally related to functional impairment, since there is a greater risk of falls, weakness and loss of independence, negatively impacting women's quality of life. Objective: To evaluate the effect of protein intake recommended by Recommended Dietary Allowance (RDA) with new consumption proposals and the impact on strength and functional capacity of postmenopausal women after exercise protocol. Material and methods: A blind, randomized, parallel and prospective study was performed. Postmenopausal women were divided into two groups: RDA group (NP), which received a diet plan containing ~0.8g protein·kg−1·d−1 or New Proposals Group (HP), which received ~1.2g protein·kg−1·d−1. Resistance training protocol was performed 3 times/week, with intensity of 10-12 maximal repetitions. Strength (maximum repetition - 1-RM and handgrip strength) and functional capacity (Short Physical Performance Battery - SPPB, 6-minute walk test, 400-meter walk test, 10-meter walk test and Timed Up and Go test - TUG) were evaluated before and after the intervention. The diet was evaluated by nine 24-hour food recalls. Dietary intervention and resistance training protocol lasted 10 weeks. Results: HP group presented higher protein intake (1.18±0.3 vs 0.87±0.2g protein·kg−1·d−1, p = 0.008) than NP group, respectively, during the study. After intervention, only HP increased bench press RM, leg extension RM and right/left handgrip, however, no differences were found by analyzing the delta (Δ) of these variables when compared to NP group (ΔBench press RM: 2.75±3.01 vs 1.09±2.25 kg, p = 0.153; ΔLeg extension RM: 6.75±12.46 vs 9.45±7.03 kg, p = 0.533; ΔRight handgrip: 1.66±3.20 vs 1.90±1.64 kg, p = 0.823 and ΔLeft handgrip: 1.83±2.62 vs 2.81±2.56 kg, p = 0.373), NP and HP group respectively. For the other tests, no differences between groups and/or moments were observed. Conclusion: A protein intake according to new proposals did not improve strength and functional capacity of postmenopausal women when compared to RDA recommendation after resistance training protocol.
Keywords: Pós-Menopausa
Função muscular
Massa muscular
Intervenção dietética
Postmenopausal
Muscle function
Muscle mass
Diet intervention
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: NAHAS, Paula Cândido. Efeitos da ingestão proteica superior à recomendação da RDA na função muscular de mulheres pós-menopausadas praticantes de exercício de força. 2017. 52 p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19808
Issue Date: 22-Feb-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeitos IngestaoProteica.pdfDissertação1.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.