Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19732
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Resiliência camponesa nos entornos da monocultura da cana-de- açúcar: especificidades comunitárias do lugar São Jerônimo - Limeira D'Oeste -MG
metadata.dc.creator: Zuffi, Mônica Arruda
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Rosselvelt José
metadata.dc.contributor.referee1: Cleps Júnior, João
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Arlete Mendes
metadata.dc.description.resumo: O Brasil rural há tempos, vem passando por grandes transformações. O agronegócio, pivô dessas mudanças no setor, tomou uma proporção importante e acabou abrangendo imensas áreas. O Estado, com suas políticas públicas, contribuiu por introduzir culturas como a cana- de-açúcar por todo o território nacional, principalmente nas áreas mais planas, como nos estados da região Sudeste e Centro-Oeste. Por onde a cana-de-açúcar passou, encontramos diferentes formas de permanência dos agricultores no lugar enquanto camponeses. Eles desenvolveram estratégias que lhes proporcionaram suportar a falta do suporte público. A essas, destacamos habilidades para lidar, adaptar e se readequarem às mudanças que vem surgindo. Eles desenvolveram uma espécie de mecanismo de absorção que lhes permitem reagir a partir daquilo que conseguem reunir na família e na comunidade, exaltando assim, seu caráter resiliente na capacidade de lidarem com as mudanças e imprevistos. No estudo dos camponeses da comunidade São Jerônimo, no município de Limeira D' Oeste, compreendemos que a permanecia do grupo é tensa e vem sendo gerada a partir do envolvimento das famílias na criação e recriação de relações mediadas pela mutualidade, reciprocidade e sociabilidade camponesa. O mutualismo, neste sentido, aparece enquanto forma de se movimentarem no espaço através de um processo de negociação pautado no compromisso social acordado entre eles, lhes permitindo uma certa segurança em um mundo que não transmite esse valor. Para desenvolvermos uma leitura fina daquele grupo social, estabelecemos debates sobre a resiliência, modo de vida, mutualidade, reciprocidade sociabilidade, dentre outros para compreendermos as lógicas camponesas, considerando as suas diferentes temporalidades sociais.
Abstract: Rural Brazil has been undergoing great transformations for some time. Agribusiness, the pivot of these changes in the sector, took on an important proportion and ended up covering vast areas. The State, with its public policies, has contributed to introducing crops such as sugarcane throughout the national territory, mainly in the flatter areas, such as in the states of the Southeast and Center-West. Where sugar cane has passed, we find different ways of staying farmers in place as peasants. They have developed strategies that have enabled them to endure the lack of public support. To these, we highlight skills to cope, adapt and react to the changes that are emerging. They have developed a sort of mechanism of absorption that allows them to react from what they can bring together in the family and community, thus extolling their resilient character in their ability to cope with changes and unforeseen events. In the study of the peasants of the São Jeronimo community, in the municipality of Limeira D'Oeste, we understand that the group's tenure is tense and has been generated from the involvement of families in the creation and re-creation of relationships mediated by mutuality, reciprocity and peasant sociability. Mutualism, in this sense, appears as a way of moving in space through a process of negotiation based on the social commitment agreed between them, allowing them a certain security in a world that does not convey this value. In order to develop a fine reading of that social group, we establish debates about resilience, way of life, mutuality, reciprocity, sociability, among others to understand peasant logics, considering their different social temporalities.
Keywords: Geografia
Camponeses - Brasil
Cana-de- açúcar - São Jerônimo - Limeira D'Oeste -MG
Economia agrícola
Camponês
Comunidade
Território
Lugar
Resiliência
Mutualismo
Peasant
Community
Place
Territory
Resilience
Mutualism
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: ZUFFI, Mônica Arruda. Resiliência camponesa nos entornos da monocultura da cana-de-açúcar: especificidades comunitárias do lugar São Jerônimo - Limeira D'Oeste -MG. 2017. 119 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19732
Issue Date: 20-Jun-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ResilienciaCamponesaEntornos.pdfDissertação9.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.