Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19575
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Validação da versão em português do banco de itens função física do PROMIS® para a população brasileira
metadata.dc.creator: Morales, Rogério de Rizo
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Carlos Henrique Martins da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Mendonça, Tânia Maria da Silva
metadata.dc.contributor.referee1: Rocha, Fernando Coronetti Gomes da
metadata.dc.contributor.referee2: Félix, Sônia Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee3: Pinto, Rogério de Melo Costa
metadata.dc.contributor.referee4: Paro, Helena Borges Martins da Silva
metadata.dc.description.resumo: Introdução: Instrumentos denominados Resultados Relatados pelo Paciente (Patient Reported Outcomes – PROs) são cada vez mais utilizados para obtenção e análise de dados referentes à situação da saúde, inclusive para a avaliação da função física. Recentemente, surgiram instrumentos construídos de acordo com a Teoria de Resposta ao Item (TRI), permitindo que o instrumento possa ser aplicado na sua totalidade ou em grupos de itens, de acordo com a necessidade do estudo e que o escore obtido por um único indivíduo seja considerado como uma medida adequada. O projeto Patient-Reported Outcomes Measurement Information System (PROMIS®) criou vários bancos de itens calibrados pela TRI. Para avaliação da função física, o PROMIS® disponibiliza um banco com 121 itens. Esse banco foi recentemente traduzido para o português e adaptado culturalmente, estando disponível para validação. Objetivo: Validar a versão em português do Banco de Itens Função Física do Patient- Reported Outcomes Measurement Information System (PROMIS®) para a população brasileira. Métodos: O banco de itens foi administrado de forma auto-aplicada para 1000 participantes. Para a qualidade dos dados foram avaliados efeitos piso e teto. A confiabilidade foi determinada pelo Índice de Separação de Person (Person Separation Index – PSI). Foi utilizada a Análise de Componentes Principais (ACP) para a determinação do(s) componente(s) principal(is). A validade de construto foi determinada por meio da análise fatorial confirmatória (AFC), a unidimensionalidade pela avaliação dos resíduos de ajuste da análise de Rasch e pela ACP, a independência local pela correlação de resíduos da AFC e a invariância pela análise do Funcionamento Diferencial do Item (DIF) para sexo e idade. Resultados: A caracterização da amostra mostrou uma população jovem (82% dos 18 aos 45 anos), com alta escolaridade (86,1% com mais de oito anos de estudo) e saudável (85% sem doenças crônicas). O banco de itens apresentou efeito teto elevado (116 itens). A confiabilidade foi adequada (PSI de 0,95 para o componente 1 e 0,92 para o componente 2). A ACP pode ser aplicada (KMO=0,811; esfericidade=0,00). Foram identificados dois componentes principais com autovalores 27,343 e 24,135 e variância explicada de respectivamente 22,8 e 20,1%. Quando submetidos à AFC, os dois componentes se mostraram adequados, com valores de ajuste RMSEA=0,027, CFI=0,977, TLI= 0,978, χ²/gl = 1,31 para o componente 1 e RMSEA=0,064, CFI=0,934, TLI= 0,932, χ²/gl = 3,02 para o componente 2. Detectados oito itens com menor validade de construto (carga fatorial < 0,4), onze com possível dependência local e cinco com escores extremos, nenhum influenciando negativamente o modelo adotado. Concluindo, a versão brasileira do Banco de Itens Função Física do PROMIS® demonstrou ser válida e confiável, sendo adequado para utilização na população brasileira.
Abstract: Introduction: Instruments named Patient Reported Outcomes (PROs) are increasingly used to obtain and analyze data on health status, including the assessment of physical function. Instruments constructed according to item response theory (IRT) are available, allowing administration of the whole bank or groups of items, according to the need of the study, and the score obtained by a single individual is considered appropriate. The Patient-Reported Outcomes Measurement Information System project (PROMIS®) created a number of banks of items calibrated by TRI. To assess physical function, PROMIS® provides a bank with 121 items. This bank has recently been translated and culturally adapted to Portuguese and is available for validation. Purpose: To validate the Patient-Reported Outcomes Measurement Information System (PROMIS®) Physical Function Item Bank for the Brazilian population. Methods: The self-report item bank was administered on 1,000 participants. Data quality, reliability, and construct validity were assessed, in addition to determining the assumptions of one-dimensionality, local independence, invariance, and additivity, and the application of the Rasch model. For data quality were assessed floor and ceiling effects. Reliability was determined by the Person Separation Index (PSI). Construct validity was determined by confirmatory factor analysis (CFA), the one-dimensionality for the evaluation of the fit residuals of the Rasch analysis setting, the local independence by correlation CFA fit residuals, and invariance by analysis of the Differential Item Functioning (DIF) for sex and age. Results: The population is composed mainly for young (82% with age 18-45 yearsold), educated (86.1% with > 8 years) and healthy (85% without chronic diseases) people. Item bank presented excessive floor effect (116 items), and adequate reliability (PSI=0.95 to component 1 and 0.92 to component 2). MCA can be applied (KMO=0.811; sphericity=0.00). Two main components were identified (27.343 and 24.135), with explained variance of 22.8 and 20.1%, respectively. Both components were adequate for CFA (RMSEA=0.027, CFI=0.977, TLI= 0.978, χ²/gl = 1.31 for component 1 and RMSEA=0.064, CFI=0.934, TLI= 0.932, χ²/gl = 3.02 for component 2) and eight items with low construct validity (factor load < 0.4), fourteen with possible local dependency, and five with extreme scores were detected. However, none of them negatively influenced the model adopted. In conclusion, the Portuguese version of the PROMIS® Physical Function Item Bank proved to be valid and reliable, and adequate for use with the Brazilian population.
Keywords: Ciências médicas
Saúde - Avaliação
Banco de dados
Avaliação de resultados (Cuidados médicos)
Avaliação em saúde
Autoavaliação diagnóstica
Estudos de validação
Inquéritos e questionários
Análise fatorial
Health evaluation
Diagnostic self evaluation
Validation studies
Surveys and questionnaires
Factor analysis
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: MORALES, Rogério de Rizo. Validação da versão em português do banco de itens função física do PROMIS® para a população brasileira. 2016. 82 p. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19575
Issue Date: 25-Nov-2016
Appears in Collections:TESE - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ValidacaoVersaoPortugues.pdfTese17.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.