Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19255
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: As doenças crônicas não transmissíveis: uma análise entre técnicos administrativos da odontologia em Uberlândia/MG
metadata.dc.creator: Rodrigues, Mayrines Aparecida da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Colesanti, Marlene Teresinha de Muno
metadata.dc.contributor.referee1: Moura, Gerusa Gonçalves
metadata.dc.contributor.referee2: Ferreira, Lucia Aparecida
metadata.dc.description.resumo: As Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) vêm causando impactos significativos no sistema de saúde brasileiro, elevando significadamente os gastos em função do absenteísmo no trabalho, aposentadorias precoces e morte da população economicamente ativa. As causas estão relacionadas com o estilo vida escolhido pelos sujeitos de subsistir, trabalhar e morrer, mas que podem ser evitadas por meio de ações preventivas. Assim, este estudo descritivo, com abordagem qualitativa e quantitativa, foi realizado entre os Técnicos Administrativos da Odontologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Teve como objetivo identificar as DCNTs que acometem os trabalhadores/as e de forma específica identificar o perfil de risco para o desenvolvimento dessas doenças, avaliar o conhecimento dos desses sujeitos quanto à sua saúde, a presença de doenças e a participação em atividades ou programas de promoção à saúde. Foram utilizados como referência os últimos resultados das pesquisas do Ministério da Saúde e estudos de autores tais como Lacaz, Rouquayrol, Mendes e outros que estudam as DCNTs, Saúde do Trabalhador e o processo saúde-doença no trabalho. A amostra foi composta por 98 trabalhadores/as de duas unidades da UFU. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi um questionário composto por questões semiestruturadas, respeitando os critérios de inclusão e exclusão, destes 72,22% eram do gênero feminino e 27,78% do gênero masculino. A faixa etária predominante foi de 50 a 59 anos para ambos os gêneros. O nível de instrução predominante foi o superior completo. Os cargos com maior número de funcionários/as foram o de assistente administrativo, auxiliar de enfermagem, cirurgiões dentistas e secretárias. Quanto ao estado de saúde 55,55% consideraram bom, 42,22% ótimo e 2,22% ruim. Foi identificado que 47,69% dos trabalhadores/as são portadores de Hipertensão Arterial Sistêmica e, em 10% destes apresentam pelo menos mais uma doença crônica associada como a tendinite, asma, artrose e glaucoma. Em relação ao estilo de vida 84,44% não são fumantes e 5,56% são fumantes e consomem até 25 cigarros por dia, 48,89% dos dois gêneros consomem bebida alcoólica, 54% consomem pouco sal, quanto ao consumo de frutas, verduras e legumes 86,67% têm o hábito de consumir e ainda, 58,89% praticam atividade física. Quanto aos processos de trabalho, 64% não se sentem cansados após o trabalho e 56% não se sentem irritados durante o trabalho. Os trabalhadores/as das unidades onde ocorreu a pesquisa conhecem os riscos de saúde, entretanto, não participam de programas preventivos de promoção da saúde oferecidos pela instituição, estando, dessa forma, expostos aos fatores de risco para o desenvolvimento de DCNTs, já que são doenças de desenvolvimento lento e gradual ao longo da vida. Enfim, o estudo serve como fonte de pesquisas para direcionar novos caminhos a percorrer na promoção da saúde e prevenção dos agravos das DCNTs. Espera-se, ainda, que ações e intervenções sejam direcionadas não só aos servidores/as das unidades estudadas, mas a todos da instituição.
Abstract: Chronic Noncommunicable Diseases (CNCDs) have been causing significant impacts on the Brazilian health system, increasing expenses in the Brazilian health system due to absenteeism at work, early retirements and death of the economically active population. The causes are related to the lifestyle chosen by the subjects to live, work and die, and can be avoided through preventive actions. Thus, this descriptive study, with a qualitative and quantitative approach, was carried out among Administrative Technicians of Dentistry of the Federal University of Uberlândia (UFU). It aimed to identify the CNCDs that affect the workers and specifically to identify the risk profile for the development of these diseases, to evaluate workers' knowledge about their health and the presence of diseases, and to participate in health promotion activities or programs. The last results of the studies of the Ministry of Health and study of authors such as Lacaz, Rouquayrol, Mendes and others on CNCD, Worker's Health and the health-illness process at work were used as reference. The sample consisted of 98 workers from two UFU units. The instrument used to collect data was a questionnaire composed of semi structured questions, respecting the inclusion and exclusion criteria, of which 72.22% were female and 27.78% were male. The predominant age range was 50-59 years for both genders. he predominant level of education was the complete upper level. The positions with the largest number of workers were administrative assistant, nursing assistant, dental surgeons and secretaries. Regarding health status 55.55% considered good, 42.22% optimum and 2.22% bad. It was identified that 47.69% of workers have Systemic Arterial Hypertension and in 10% of them they have at least one more associated chronic disease such as tendonitis, asthma, arthrosis and glaucoma. Regarding lifestyle, 84.44% are non-smokers and 5.56% are smokers and consume up to 25 cigarettes per day, 48.89% of both genders consume alcoholic beverages, 54% consume little salt, and consumption of fruits, Vegetables and vegetables 86.67% have a habit of consuming and still, 58.89% practice physical activity. Regarding work processes, 64% do not feel tired after work and 56% do not feel irritated during work. he workers of the units where the research took place know the health risks, but do not participate in preventive health promotion programs offered by the institution, being thus exposed to the risk factors for the development of CNCDs, since they are diseases of slow development and Lifelong learning. Finally, the study serves as a source of research to guide new paths to travel in the promotion of health and prevention of diseases of CNCDs. It is also hoped that actions and interventions will be directed not only to the workers of the units studied, but to all the workers of the institution.
Keywords: Geografia médica
Saúde e trabalho
Fatores de risco
Promoção da saúde - Uberlândia (MG)
Doenças Crônicas Não Transmissíveis
Chronic Non Communicable Diseases
Worker's health
Risk factors
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)
Citation: RODRIGUES, Mayrines Aparecida da Silva. As doenças crônicas não transmissíveis: uma análise entre técnicos administrativos da odontologia em Uberlândia/MG. 2017. 88 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19255
Issue Date: 19-May-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DoencasCronicasTransmissiveis.pdfDissertação796.84 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.