Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19033
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Análise de sofrimento mental de trabalhadores que atuam no setor de segurança privada: saúde do trabalhador
Author: Fagundes, Ana Cláudia
First Advisor: Mendes, Paulo Cézar
First member of the Committee: Maristela de Souza Pereira
Second member of the Committee: Rizzi, Fernanda Nogueira Campos
Summary: O setor de segurança privada atua com o intuito de preservar os espaços de propriedades particulares (residências e empresas), empregando recursos humanos principalmente, vigilantes, recepcionistas, porteiros e segurança pessoal. Os profissionais deste setor, geralmente são submetidos a turnos longos de trabalho, não sendo raras as ocorrências de violência física, ausências do âmbito familiar e social, potencializando assim o desencadeamento de psicopatologias. Neste contexto, essa pesquisa objetiva analisar o sofrimento mental dos trabalhadores que atuam no seguimento de segurança privada de uma empresa, cuja sede situa-se na cidade de Uberlândia (Minas Gerais). Para tanto, foram feitas pesquisas bibliográficas pertinentes à temática buscando uma sustentação teórica e metodológica, levantamento e análise dos dados de saúde presentes nos relatórios do setor de Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) da empresa. Nestes relatórios foram identificados os registros dos ASO (Atestados de Saúde Ocupacional) e suas respectivas classificações na CID-10 (Classificação Internacional de Doenças Versão 10) categoria F (transtornos mentais e comportamentais), cuja análise realizada foi de janeiro de 2012 a dezembro de 2015. De acordo com o levantamento dos dados, foram apurados 58 tipos de transtornos relacionados à saúde mental, totalizando um número de 389 ASO, conforme período descrito. Os transtornos de maiores prevalências foram F41.1 (transtorno pânico), F32.0 (episódio depressivo leve), F41.1 (ansiedade generalizada), F32.2 (episódio depressivo grave), dentre outros. Mediante tais evidencias, concluiu-se que este seguimento de trabalho é um grande potencializador de patologias relacionadas ao adoecimento mental e agravantes de cunho físico. Este estudo aponta também para a urgente necessidade por parte da organização e também pelos profissionais da área de saúde (público e privado), a necessidade de maiores investimentos e capacitação pessoal para o trato da saúde dessa classe trabalhadora.
Abstract: The private security sector operates with the purpose of preserving the spaces of private properties (residences and companies), employing mainly human resources, vigilantes, receptionists, porters and personal security. Professionals in this sector are usually subjected to long work shifts, not infrequently occurring physical violence, family and social absences, thus potentiating the onset of psychopathologies. In this context, the objective of this research is to investigate the incidence of mental illness among workers who work in the private security follow-up of a company whose head office is located in the city of Uberlândia (Minas Gerais). In order to do so, bibliographical research pertinent to the subject was searched for a theoretical and methodological support, survey and analysis of the health data present in the reports of the Specialized Service Sector in Safety Engineering and Occupational Medicine (SESMT) of the company. In these reports, the records of the ASO (Occupational Health Certificates) and their respective classifications in the ICD-10 (International Classification of Diseases Version 10) category F (mental and behavioral disorders) were identified, whose analysis was carried out from January 2012 to December According to the data collection, 58 types of mental health-related disorders were identified, totaling a total of 389 ASO, according to the period described. The most prevalent disorders were F41.1 (panic disorder), F32.0 (mild depressive episode), F41.1 (generalized anxiety), F32.2 (severe depressive episode), among others. By means of such evidences, it was concluded that this work follow-up is a great enhancer of pathologies related to mental illness and physical aggravating conditions. This study also points to the urgent need on the part of the organization and also by health professionals (public and private), the need for greater investments and personal training for the health treatment of this working class.
Keywords: Geografia médica
Saúde e trabalho
Trabalhadores - Saúde mental
Saúde ambiental
Saúde do trabalhador
Segurança privada
Worker's Health
Private security
Mental health
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)
Quote: FAGUNDES, Ana Cláudia. Análise de sofrimento mental de trabalhadores que atuam no setor de segurança privada: saúde do trabalhador. 2017. 75 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19033
Date of defense: 31-Mar-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaliseSofrimentoMental.pdfDissertação6.41 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.