Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18557
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Televisão e educação: ultrapassando as barreiras da indústria cultural para o ensino de história no Brasil
metadata.dc.creator: Novaes, Eliene Greek
metadata.dc.contributor.advisor1: Calaça, Lilian
metadata.dc.contributor.referee1: Carvalho, Jacques Elias de
metadata.dc.contributor.referee2: Costa, Rodrigo de Freitas
metadata.dc.description.resumo: Acreditando na necessidade de incorporação de novas linguagens, inclusive de meios de comunicação, em especial a televisão, no processo de ensino, principalmente, o de história e, tendo a consciência que a utilização dessas linguagens pode ter implicações no que tange a formação do indivíduo caso não sejam bem compreendidas, neste trabalho, pretende-se responder a seguinte questão: por que e como utilizar a televisão no ensino de história, uma vez que ela está inserida no contexto da indústria cultural? Para percorrer o caminho, na tentativa de responder esta questão, foram delimitados os seguintes objetivos: compreender o termo indústria cultural quando ele surge, na visão de alguns teóricos, e na atualidade brasileira; identificar algumas problemáticas que permeiam o ensino em geral e o de história em particular; verificar, de uma forma geral, algumas barreiras que a televisão impõe no processo de formação do indivíduo. E por fim propor a análise de um programa televisivo, a minissérie “A Muralha” (2002), na tentativa de compreender que, embora esteja dentro do contexto da indústria cultural, é possível utilizá-la em sala de aula. Para tanto, adotou-se a análise bibliográfica de estudos que analisam a indústria cultural, quando ela surge e na atualidade; a questão da televisão e o ensino; além da temática tratada pela minissérie; a própria leitura e análise da minissérie e do romance em que esta se baseou e a pesquisa de alguns livros didáticos que complementaram algumas reflexões sobre o ensino brasileiro. Os documentos foram tratados de uma forma bem geral porque não seria possível analisar de uma forma muito complexa o que foi proposto pelos objetivos, devido ao próprio caráter monográfico do trabalho. Em relação aos resultados, percebe-se que mesmo tendo algumas iniciativas no sentido de utilizar os meios de comunicação em sala de aula, muitas são as resistências em relação ao seu uso; ou por falta de compreensão por parte do professores e da própria escola, ou por ausência de meios para preparar estes indivíduos para utilização destas tecnologias. Mesmo assim é muito importante que as pesquisas nesta área sejam constantes no sentido de contribuir para a melhoria da educação e da formação dos sujeitos.
Keywords: Indústria Cultural
Televisão
Ensino de História
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: NOVAES, Eliene Greek. Televisão e educação: ultrapassando as barreiras da indústria cultural para o ensino de história no Brasil. 2005. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18557
Issue Date: 2005
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TelevisaoEducaçaoUltrapassando.pdfTCC457.38 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.