Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18472
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Os agentes de risco ocupacional: suas influências na precarização do trabalho de motorista e cobrador, do gênero feminino, no transporte coletivo urbano de Uberlândia-MG
Author: Chagas, Sueli Matos Souza
First Advisor: Sampaio, Antônio Carlos Freire
First member of the Committee: Moura, Gerusa Gonçalves
Second member of the Committee: Rosenburg, Eleusa Gallo
Summary: A proposta deste estudo surgiu do contraste entre o adoecimento de motoristas e cobradoras do transporte coletivo urbano de Uberlândia (MG) em comparação com o adoecimento dos indivíduos do gênero masculino desempenhando a mesma função. Partiu-se da premissa de que a profissão de motorista e a de cobrador são reconhecidas socialmente como atividades do gênero masculino, mas, na atualidade, as mulheres têm assumido profissões como estas de forma cada vez mais frequente. Nesse sentido, a partir de nosso objetivo geral, que é a comparação do adoecimento entre os dois gêneros, outros mais específicos também são contemplados, a saber: descrever de que adoecem as motoristas e cobradoras do transporte coletivo; identificar os principais agentes de risco da profissão de motorista e cobradora; levantar e descrever quais são as estratégias de prevenção de riscos ambientais para a saúde e segurança do trabalhador, que constam no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO-NR7) e no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA-NR9). Os resultados desta pesquisa demonstram que os agentes de risco ocupacionais e as condições de trabalho, pertinentes às profissões estudadas, são responsáveis pelo adoecimento das trabalhadoras e que as mesmas, em termos percentuais, apresentam índice menor de adoecimento em comparação aos do gênero masculino. A necessidade de conhecer as doenças se baseia na perspectiva de promover uma discussão em torno da carência de ações de prevenção mais efetivas, fundamentadas nas políticas públicas já existentes que minimizam o adoecimento das trabalhadoras, visto que o processo de trabalho também pode causar prejuízo à saúde. Sendo assim, esta pesquisa é quantitativa, resultando na formação de um banco de dados, e, para efetivá-la, a população estudada foi de 100% dos motoristas e cobradores. Coletaram-se os dados em setembro de 2016, fornecidos pelas empresas do transporte coletivo da cidade, sobre os adoecimentos que geraram afastamento do trabalho, no período de janeiro a agosto de 2016, identificando-se as doenças através do CID. Os dados obtidos foram analisados segundo o gênero dos trabalhadores. O presente trabalho de estudo sobre a saúde do trabalhador identifica que o adoecimento do empregado vai além dos elementos ambientais, químicos, físicos, biológicos, mecânicos e organizacionais, tendo em vista a necessidade de implantação efetiva de políticas públicas, não só para a saúde do trabalhador, mas também de promoção da saúde coletiva.
Abstract: The proposal of this study came from the contrast between the female drivers and collectors of urban collective transportation sickness, from Uberlândia (MG) in comparison to the sickness of the male indivudual performing the same function. It had started from the premise that the driver´s profession and collector are socially recognized as male activities, but nowadays, women have assumed professions like these in an increasingly frequent way. In this sense, based on our general objective, which is the illness´comparison between the two genders, other more specific are also contemplated, namely: describe that drivers and collectors of collective transportation are sick; Identify the main risk agents of the driver and collector profession; (PCMSO-NR7) and the Environmental Hazard Prevention Program (PPRA-NR9). The objective of this study is to identify the environmental risk prevention strategies for workers' health and safety, which are contained in the Occupational Health Medical Control Program. The results of this research demonstrate that occupational risk agents and working conditions, pertinent to the professions studied, are responsible for the sickness of female workers and that, in percentage terms, they have a lower rate of illness compared to males. The necessity to know about diseases is based on the perspective of promoting a discussion about the lack of more effective prevention actions, based on existing public policies that minimize the sickness of workers, since the work process can also cause harm to health. So, this research is quantitative, resulting in the formation of a database, and, in order to make it effective, the population studied was 100% of the drivers and collectors. The data were collected in September 2016, provided by the city's collective transportation companies, about the illnesses that caused them to leave work, from January to August of 2016, identifying the diseases through the ICD. Data were analyzed according to the worker´s gender. This work is about the worker´s health, identifies that the employee sickness goes beyond the environmental, chemical, physical, biological, mechanical and organizational elements, considering the need for effective implementation of public policies, not only for the worker´s health, but also for the collective health promotion.
Keywords: Geografia
Geografia médica
Transportes coletivos
Uberlândia
Doenças profissionais
Serviços de transporte
Trabalho feminino
Licença médica
Saúde do trabalhador
Transport services
Female work
Medical license
Worker's health
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)
Quote: CHAGAS, Sueli Matos Souza. Os agentes de risco ocupacional: suas influências na precarização do trabalho de motorista e cobrador, do gênero feminino, no transporte coletivo urbano de Uberlândia-MG. 2016. 81 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18472
Date of defense: 24-Mar-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AgentesRiscoOcupacional.pdfDissertação1.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.