Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18126
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: O Psicólogo na assistência estudantil: interfaces entre psicologia, saúde e educação
metadata.dc.creator: Oliveira, Aparecida Beatriz de
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Silvia Maria Cintra da
metadata.dc.contributor.referee1: Lima, Lucianna Ribeiro de
metadata.dc.contributor.referee2: Querino, Rosimar Alves
metadata.dc.description.resumo: A presença da Psicologia Escolar no Ensino Superior tem sido, paulatinamente, objeto de pesquisas no âmbito da pós-graduação brasileira. Neste sentido, o presente trabalho investiga a atuação de psicólogos na assistência estudantil na Educação Superior. O objetivo do estudo é identificar e analisar as práticas desenvolvidas por psicólogos na assistência estudantil de universidades públicas federais mineiras, utilizando como referencial teórico os pressupostos epistemológicos da perspectiva Histórico-cultural e da Psicologia Escolar Crítica. A pesquisa, de abordagem qualitativa, contou com a participação de 19 psicólogos que responderam ao questionário, correspondendo a 43,18% do total de 44 profissionais localizados. Foi realizada uma análise de conteúdo das informações construídas por meio deste instrumento e posteriormente, elaboramos três eixos analíticos, considerando as temáticas mais significativas face ao objetivo da investigação. No primeiro eixo, Perfil dos psicólogos participantes, verificamos que o tempo de formação é de 10 anos em média, 79% tiveram experiência profissional anterior à universidade em Psicologia ou em outras áreas; a maioria formou-se em universidades públicas federais de Minas Gerais; todos têm buscado investir em cursos de pós-graduação lato sensu e/ou stricto sensu, como cursos de capacitação, aperfeiçoamento e/ou outras modalidades de formação continuada e a proporção masculina neste setor desponta-se em relação ao cenário nacional e mineiro. No segundo eixo, que se refere à Atuação dos psicólogos na assistência estudantil, notamos que o público predominante na assistência estudantil são os estudantes universitários e que um trabalho conjunto com os docentes é considerado um importante desafio a ser enfrentado e um espaço a ser conquistado. Outro desafio mencionado foi a inexistência de referências acerca do papel e da atuação do psicólogo na assistência estudantil, gerando dificuldades e despertando o desejo dos profissionais de se organizarem para viabilizar a sua construção. Quanto às formas de atuação, observamos práticas tradicionais, com a predominância das modalidades de atendimento individual ao estudante, que são utilizadas, por diversos profissionais, como ponto de partida para a elaboração e a execução de programas/projetos e de modalidades de enfoque grupal ou coletivo. Além do enfoque clínico em psicoterapia e orientação grupais, constatamos o desenvolvimento de diversas atividades que objetivam a promoção da saúde, da qualidade de vida e do desenvolvimento integral do universitário, as quais englobam ações de interface da Psicologia com a Saúde e com a Educação. A maioria dos psicólogos atua em equipe constituída por profissionais ligados à área de humanas e/ou de saúde, sendo a composição em equipes um dos fatores estruturantes de sua identidade na assistência estudantil. No terceiro eixo, Concepções acerca do papel do psicólogo na assistência estudantil, da Psicologia Escolar e da Educação, averiguamos que a concepção dos profissionais sobre seu papel demonstra a interface Psicologia/Saúde/Educação em uma perspectiva de promoção da saúde do estudante universitário e que o psicólogo atuante na assistência estudantil é um psicólogo escolar, embora possa não se designar como tal. Acreditam contribuir com a Educação a partir da perspectiva do atendimento ao estudante, da sua participação nas políticas de assistência estudantil e da intervenção institucional. Encerramos apontando algumas sugestões para a melhoria da atuação do psicólogo na assistência estudantil e indicando os limites desta pesquisa e algumas possibilidades de investigações futuras. Entendemos que a relevância desta investigação reside no reconhecimento e na valorização dos trabalhos desenvolvidos pelo psicólogo escolar na assistência estudantil na Educação Superior, bem como na constatação de que o objeto de estudo e atuação da Psicologia Escolar nesta seara é o encontro entre o sujeito, a Educação e a Saúde.
Abstract: The presence of School Psychology in Higher Education has been gradually research object within the Brazilian postgraduate. In this sense, this study investigates the role of psychologists in student assistance in higher education. The objective of the study is to identify and analyze the practices developed by psychologists in student assistance public federal universities in Minas Gerais, using as a theoretical epistemological presuppositions of historical-cultural perspective and School Psychology Review. The research of qualitative approach, with the participation of 19 psychologists who answered the questionnaire, corresponding to 43.18% of the total of 44 professionals located. The content analysis was performed of the information built through this instrument and subsequently elaborated three analytical axes, considering the most significant issues in relation to the purpose of the investigation. The first axis Profile of the psychologists found that training time is 10 years on average, 79% had previous work experience to university in psychology or other areas; most majored in public federal universities of Minas Gerais; all of them have sought to invest in broad sense postgraduate courses and / or strict sense, such as training courses, improvement and / or other forms of continuing education and the male proportion in this blunts up sector in relation to national and mining scenario. In the second axis, which refers to the Performance of psychologists in student assistance, we note that the predominant public on student assistance are college students and work together with the teachers are considered an important challenge to be faced and a space to be conquered. Another challenge mentioned was the existence of references about the role and the psychologist in student assistance, creating difficulties and awakening the desire of professionals to organize themselves to facilitate its construction. As regards the methods of operation, we observe traditional practices, with the predominance of individual care arrangements for the student, which is used by many professionals as a starting point for the development and implementation of programs / projects and group focus modes or collective. In addition to the clinical approach in psychotherapy and group guidance, we see the development of various activities aimed at promoting health, quality of life and integral development of the university, which include interface shares of Psychology with the Health and Education. Most of the psychologists acts as a team made up of professionals connected to the area of human and / or health, and the composition of teams of the structural factors of their identity in student assistance. The third axis, Conceptions about the psychologist's role in student assistance, the School Psychology and Education, we ascertained that the design of the professionals about their role demonstrates the Psychology interface / Health / Education in a health promotion perspective of the college student and psychologist active in student assistance is a school psychologist, although it may not be designated as such. They believe to contribute to education from the service to the student perspective, of their participation in student assistance policies and institutional intervention. We ended pointing out some suggestions for the improvement of the psychologist in student assistance and indicating the limits of this research and some possibilities for future research. We understand the importance of this research lies in the recognition and appreciation of the work done by the school psychologist at student assistance in higher education, as well as the finding that the object of study and performance of School Psychology in this endeavor is the encounter between the subject, the education and Health.
Keywords: Psicologia
Psicologia aplicada
Psicologia escolar
Assistência estudantil
Educação superior
Educação
Saúde
School psychology
Student care
Higher education
Education
Health
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: OLIVEIRA, Aparecida Beatriz de. O Psicólogo na assistência estudantil: interfaces entre psicologia, saúde e educação. 2016. 296 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Aplicada) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18126
Issue Date: 1-Jun-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PsicologoAssistenciaEstudantil.pdfDissertação1.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.