Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17894
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Associação entre jetlag social e padrão de atividade física em trabalhadores em turnos fixos
Author: Alves, Mariana Silva
First Advisor: Crispim, Cibele Aparecida
First member of the Committee: Dáttilo, Murilo
Second member of the Committee: Puga, Guilherme Morais
Summary: O jetlag social (JLS) mensura a discrepância no tempo de sono nos dias de trabalho e nos dias livres e, se ocorrido cronicamente, pode provocar consequências deletérias à saúde. Apesar de alguns estudos apontarem que trabalhadores em turnos são em maioria sedentários, pouco se conhece acerca das possíveis associações entre o padrão de atividade física (AF) e o JLS nesses indivíduos. O objetivo desse estudo foi analisar associações entre o nível de AF e JLS em trabalhadores em turnos. Quatrocentos e vinte e três trabalhadores em turnos (122 do turno matutino, 133 do turno diurno e 168 do turno noturno) de uma agroindústria de procesamento avícola brasileira participaram do estudo. O nível de AF foi avaliado por meio do Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) na sua versão curta. Os aspectos sóciodemográficos, os horários de trabalho, o padrão de sono, o JLS e o cronotipo foram identificados por meio de um questionário. Medições de peso, altura e circunferência da cintura também foram realizadas. O percentual de trabalhadores inativos foi elevado em todos os turnos, mas não foram encontradas diferenças significantes entre os três turnos avaliados (p= 0,69). O tempo gasto com comportamento sedentário nos dias de trabalho, assim como o gasto de energia semanal não diferiu entre os turnos (p=0,10 e p=0,8, respectivamente). Os resultados da análise de regressão linear mostraram uma associação negativa entre o JLS e frequência de atividades físicas de intensidades moderada (β= -0,14; p=0,04) e vigorosa (β= -0,17; p= 0,03) entre os trabalhadores do turno noturno. Nos mesmos indivíduos, também foi encontrada uma associação negativa entre o JLS e o gasto energético (MET) para AF vigorosa (β= -0,15, p= 0,04). Concluímos que o JLS está associado negativamente à frequência de AF moderada e vigorosa, bem como ao gasto de energia para a AF vigorosa entre os trabalhadores do turno noturno. Apesar do nível de AF não diferir entre os trabalhadores de diferentes turnos, verificou-se uma elevada prevalência de indivíduos que são inativos e que se envolvem em comportamento sedentário entre todos os grupos de trabalhadores. Esses resultados sugerem que a prática de AF deve ser estimulada entre trabalhadores em turnos, e que o JLS pode ser um importante complicador dessa prática nesses indivíduos.
Abstract: Social jetlag (SJL) measures the discrepancy between sleep time on workdays and days off, and if a discrepancy becomes chronic, can have harmful health consequences. Although some studies suggest that shift workers are mostly sedentary, little is known about the associations between physical activity patterns and SJL among these workers. The aim of this study was to analyze the association between physical activity and social jetlag (SJL) among workers who were performing different shift work schedules. Four hundred and twenty-three shift workers (122 early-morning shift, 133 day shift and 168 night shift) employed at a Brazilian poultry processing company participated in the study. PAL was assessed using the short version of the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ-SF). Demographics, work hours, sleep patterns, SJL and chronotypes were identified from a questionnaire. Measurements of weight, height and waist circumference (WC) were also obtained. The percentage of workers inactive was high on all shifts with no significant differences among the three shifts (p= 0.69). The amount of time spent in sedentary behaviors on workdays, as well as the weekly energy expenditure did not differ between shifts (p = 0.10 p = 0.8, respectively). The results of the linear regression analysis indicated a negative association between SJL and the frequency of moderate (β= -0.14, p= 0.04) and vigorous (β= -0.17, p= 0.03) physical activity among night shift workers. In the same individuals, it was also found a negative association between SJL and the energy expenditure (MET) for vigorous physical activity (β= -0.15, p= 0.04). We concluded that SJL is negatively associated to the frequency of moderate and vigorous physical activities, as well as to the energy expenditure for vigorous physical activity among night-shift workers. Despite the PAL did not differ among workers of different shifts, it was found a high prevalence of individuals who are insufficiently active and engage in sedentary behavior among all groups of workers. These results suggest that physical activity should be encouraged among shift workers, and that SJL may be an important complicator of physical activity in these individuals.
Keywords: Ciências médicas
Sono
Mobilidade de pessoal
Exercícios físicos
Jetlag social
Nível de atividade física
Trabalho em turnos
Social jetlag
Physical activity level
Shift work
Sleep
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Quote: ALVES, Mariana Silva. Associação entre jetlag social e padrão de atividade física em trabalhadores em turnos fixos. 2016. 59 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17894
Date of defense: 26-Feb-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AssociacaoJetlagSocial.pdfDissertação526.8 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.