Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17813
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Impacto do trabalho noturno na qualidade de vida do profissional de enfermagem do gênero masculino
metadata.dc.creator: Aquino, Rafael Lemes de
metadata.dc.contributor.advisor1: Aragão, Ailton de Souza
metadata.dc.contributor.referee1: Pedrosa, Leila Aparecida Kauchakje
metadata.dc.contributor.referee2: Junqueira, Marcelle Aparecida de Barros
metadata.dc.description.resumo: A equipe de enfermagem é hoje o maior contingente de profissionais nos ambientes de saúde, com mais de 1,8 milhões de profissionais, e destes 15% são de homens, mostrando uma masculinização da profissão histórico e culturalmente pensada e exercida por mulheres (COFEN/FIOCRUZ, 2013). A presente dissertação discute a profissão frente a algumas questões vinculadas ao gênero, a qualidade de vida e o trabalho noturno. Objetivo: analisar os impactos que o trabalho noturno apresenta na qualidade de vida do profissional do gênero masculino, por meio de um instrumento específico à fim de identificar os principais problemas e danos comuns a esse grupo frente a sua atividade profissional. Métodos: estudo descritivo e transversal com abordagem quantitativa, realizado com 72 profissionais do gênero masculino da equipe de enfermagem, sendo 41 (56,9%) técnicos de enfermagem, 18 (25%) de auxiliares de enfermagem e 13 (18,1%) de enfermeiros, em janeiro de 2015, em um hospital universitário na cidade de Uberlândia (MG). Para tanto, utilizou-se o questionário WHOQOL-bref. As variáveis quantitativas foram descritas através de média, desvio padrão, máxima e mínima, além dos testes de Shapiro-Wilk e de Kruskal-Wallis utilizados na análise dos dados, com nível de confiança de 5% (p<0,05). Resultados: quanto ao perfil dos entrevistados, a maioria são casados 42 (58,3%), sob o contrato de trabalho via Regime Jurídico Único 50 (69,4%), com idade média de 40 anos e tendo 16 anos tempo de serviço; e dentro de uma escala de 0 a 100, os domínios com melhor avaliação foram o das Relações Sociais (70,1) e o Psicológico (67,5); já os piores foram o do Ambiente (57,4) e o Físico (65,4). Na avaliação global, a média foi de 63,3 e ficando abaixo da média brasileira de (65-70). Logo, os profissionais que eram casados obtiveram um melhor escores, independente da categoria que se encontra na equipe de enfermagem. Conclusões: o grupo está na média, levando em consideração o desvio padrão, mas podemos afirmar que as condições de trabalho interferem na sua profissão, e estes resultados permitem a detecção das dificuldades vivenciadas pelos homens da equipe de enfermagem, e podem cooperar com o delineamento de estratégias que beneficiem ou minimizem a busca para os conflitos que incidem na saúde desses trabalhadores e na sua qualidade de vida.
Abstract: The nursing staff is now the largest contingent of professionals in healthcare environments, with more than 1.8 million professionals, and of these 15% are men, showing a masculinization of the historical profession and culturally conceived and carried out by women (COFEN / FIOCRUZ, 2013). This dissertation discusses the profession forward to some issues related to gender, quality of life and night work. Objective: To analyze the impact that shift work has the professional quality of life male, through a specific instrument to identify the main problems and joint damage to that front group to his professional activity. Methods: descriptivo, Cross-sectional study with a quantitative approach, performed with 72 professional male nursing staff, 41 (56.9%) nursing technicians, 18 (25%) of nursing assistants and 13 (18.1%) of nurses, in January 2015 in a university hospital in the city of Uberlândia (Minas Gerais). For this, we used the WHOQOL-BREF questionnaire. Quantitative variables were described as mean, standard deviation, maximum and minimum, in addition to the Shapiro-Wilk test and Kruskal-Wallis used in the data analysis, with a confidence level of 5% (p <0.05). Results: the profile of respondents, most are married 42 (58.3%) under the employment contract via Single Legal Regime 50 (69.4%) with mean age of 40 and having 16 years of service; and within a range of 0 to 100, the areas with better evaluation were the Social Relations (70.1) and psychological (67.5); already the worst were the Environment (57.4) and Physical (65.4). In the overall assessment, the average was 63.3 and staying below the national average (65-70). Thus, the professionals who were married obtained better scores, regardless of the category which is in the nursing team. Conclusions: The group is average, taking into account the standard deviation, but we can say that working conditions affect their profession, and these results allow the detection of the difficulties experienced by men of the nursing team, and can cooperate with the design strategies that benefit or minimize the search for conflicts that affect the health of these workers and their quality of life.
Keywords: Saúde ambiental e saúde do trabalhador
Enfermagem
Gênero
Qualidade de vida
Trabalho noturno
Nursing
Genre
Quality of life
Night work
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)
Citation: AQUINO, Rafael Lemes de. Impacto do trabalho noturno na qualidade de vida do profissional de enfermagem do gênero masculino. 2016. 104 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17813
Issue Date: 29-Aug-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador (Mestrado Profissional)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImpactoTrabalhoNoturno.pdfDissertação1.81 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.