Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17619
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Cidades saudáveis e qualidade de vida em Uberlândia (MG): aportes metodológicos para um processo em construção
metadata.dc.creator: Alves, Lidiane Aparecida
metadata.dc.contributor.advisor1: Ribeiro Filho, Vítor
metadata.dc.contributor.referee1: Costa, Nuno Manuel Sessarego Marques da
metadata.dc.contributor.referee2: Araújo Sobrinho, Fernando Luiz
metadata.dc.contributor.referee3: Soares, Beatriz Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee4: Lima, Samuel do Carmo
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho contempla reflexões teórico-metodológicas acerca da qualidade de vida na cidade de Uberlândia-MG. Partiu-se da premissa de que a qualidade de vida é multicausal e está em permanente construção e do objetivo principal de analisá-la, enquanto um dos desígnios do movimento Cidades Saudáveis. O referencial teórico utilizado enfocou os conceitos de cidades saudáveis, qualidade de vida, saúde, sustentabilidade, bem-estar, felicidade, índices e indicadores. A partir da utilização de múltiplas estratégias de pesquisa, documentais e em campo, de caráter quantitativo e qualitativo, este estudo de cunho exploratório descritivo oferece uma contribuição aos estudos sobre a qualidade de vida nas cidades. Propõe-se que os estudos partam de noções qualidade de às realidades particulares, cujas noções podem se aproximar de conceitos já consolidados como o de saúde. Nesta etapa são importantes pesquisas exploratórias. Os estudos podem contemplar dimensões de análise objetiva, subjetiva ou ambas. Na dimensão objetiva, que tem abordagem mais frequente, tradicionalmente são consideradas variáveis e indicadores referentes: aos equipamentos urbanos (saúde, educação, lazer, segurança, mobilidade), à moradia (déficits habitacionais quantitativos e qualitativos), à estrutura urbana (densidade e mix de usos), as características socioeconômicas (idade, renda, escolaridade), à infraestrutura urbana (saneamento, comunicação), governança (mobilização e participação social). Para o enfoque na dimensão subjetiva, mais recente e pouco comum, propõe-se ponderar a (in)satisfação, a avaliação pessoal em relação aos aspectos objetivos. Conclui-se que, por estar intrinsecamente relacionada com a saúde, a qualidade de vida também possui vários determinantes, sendo que o alcance do ideal de qualidade de vida depende da ação de todos os cidadãos partindo do reconhecimento de redes e territórios, numa perspectiva interescalar e intersetorial. Por isso, ressalta-se a potencialidade dos instrumentos, como os observatórios, para monitoramento e intervenção na realidade, com vistas a um processo de construção de cidades saudáveis.
Abstract: The current study includes theoretical and methodological reflections on the quality of life in the city of Uberlândia, Minas Gerais. It started from the thought that the quality of life is multifactorial and is permanently under construction and the main objective of analyzing it as one of the componets of Healthy Cities's moviment. The theoretical research focused on the concepts of healthy cities, quality of life, health, sustainability, well-being, happiness, indexes and indicators. From the use of multiple search strategies, documentary and on field of quantitative and qualitative character, this research of exploratory descriptive nature can offers a contribution to the studies on the quality of life in cities. It is proposed that the studies startes to work with some concept, like some notions os life quality adequated for some paticular reality, whose notions can approach concepts already established as health. This step is important on the exploratory researches. The studies may include aspects of objective analysis, subjective or both. The objective dimension, which is most common approach, are traditionally considered variables and indicators related to: the urban infrastructure (health, education, leisure, security, mobility), dwelling (quantitative and qualitative dwlling deficit), the urban structure (density and mix uses), socioeconomic characteristics (age, income, education), urban infrastructure (sanitation, communication), governance (social mobilization and participation). To focus on the subjective dimension, most recent and unusual, it is proposed to consider the (dis)satisfaction, the personal assessment in relation to the objective aspects. In conclusion, being intrinsically related to the health, the quality of life also has a number of determinants, and the ideal of the reach of quality of life depends on the action of all citizens based on the recognition of networks and territories, in a interescalar perspective and intersectoral. Therefore, emphasis in given on the potential of tools, such as the observatories, to monitor and intervent in reality, aiming in a building process of healthy cities.
Keywords: Geografia
Geografia urbana - Uberlândia (MG)
Cidade e vilas - Uberlândia (MG)
Qualidade de vida - Uberlândia (MG)
Cidades Saudáveis
Qualidade de vida
Uberlândia (MG)
Aportes teórico-metodológicos
Healthy Cities
Quality of life
Uberlândia (MG)
Contributions theoretical and methodological
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: ALVES, Lidiane Aparecida. Cidades saudáveis e qualidade de vida em Uberlândia (MG): aportes metodológicos para um processo em construção. 2016. 495 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17619
Issue Date: 21-Mar-2016
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CidadesSaudaveisQualidade.pdfTese12.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.