Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17250
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Burnout, percepção de suporte social e autoeficácia em estudantes do Ensino Superior
metadata.dc.creator: Ramos, Daniela Aparecida de Sousa Moreira
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Aurea de Fátima
metadata.dc.contributor.referee1: Gomide Junior, Sinésio
metadata.dc.contributor.referee2: Vasques-menezes, Ione
metadata.dc.description.resumo: O burnout em estudantes é um processo evidenciado pela exaustão física e mental frente às demandas do estudo, por atitude cínica e comportamentos de distanciamento referentes ao contexto acadêmico e por sentimentos de ineficácia e incompetência no que diz respeito a ser estudante. Devido à escassez de estudos nacionais sobre o burnout em estudantes universitários e sua importância na vida atual e profissional deste público, este estudo investigou a influência de variáveis demográficas (gênero, idade, prática de esportes e tempo de permanência no curso), da percepção de suporte social e das crenças de autoeficácia na formação superior no desenvolvimento do burnout. A amostra, por conveniência, constituiu-se por 274 estudantes universitários, com idade média de 23 anos (DP = 5,61), maioria do gênero feminino, solteiros e que moram com a família. A maioria dos estudantes ingressou há menos de dois anos na instituição e ainda se encontrava nos períodos de formação básica (trinta primeiros meses do curso). Foram utilizados instrumentos fidedignos e confiáveis na coleta de dados, analisados por meio de estatística descritiva, cálculo de confiabilidade das escalas e regressão múltipla padrão, tendo as dimensões de burnout como variável-critério. A confiabilidade das escalas para a amostra foi superior a 0,70. Dentre os resultados, observou-se que a amostra encontra-se em risco de desenvolvimento do burnout considerando os escores moderados na dimensão exaustão emocional, primeira a surgir conforme o modelo de desenvolvimento do burnout. Ainda verificou-se que a idade, o tempo de permanência no curso, o gênero e a autoeficácia acadêmica explicaram 11% da variância da dimensão exaustão emocional; o tempo de permanência no curso e a autoeficácia na gestão acadêmica também influenciaram 20% da variância das atitudes cínicas e dos comportamentos de distanciamento dos estudantes e, por fim, o tempo de permanência no curso e a autoeficácia acadêmica contribuíram em 39% da variância dos sentimentos de competência e de realização pessoal do estudante. As dimensões da percepção de suporte social não explicaram o desenvolvimento de burnout nesta amostra. A conclusão do estudo aponta a importância da idade, do tempo de permanência no curso e das crenças de autoeficácia na formação superior no que se refere ao desenvolvimento do burnout, sugerindo a necessidade de programas que subsidiem ações que auxiliem os estudantes tanto no ingresso quanto na conclusão do curso, objetivando a prevenção do burnout e a promoção de qualidade de vida no contexto universitário, contribuindo, assim, para a formação profissional dos estudantes. Recomenda-se a realização de estudos abrangendo novas amostras, bem como a investigação de outras variáveis que possam intermediar e influenciar o desenvolvimento do burnout no contexto do ensino superior.
Abstract: Student burnout is a process evidenced by the physical and mental exhaustion meet the demands of the study, by cynical attitude and behavior of detachment for the academic context, by feelings of ineffectiveness and incompetence with regard to student. Due the lack of national studies on burnout in university students and its importance in current and professional life of the public, this study investigated the influence of demographic variables (gender, age, sports practice and period of the course), the perception of social support and self-efficacy beliefs in higher education in the development of burnout. The sample, for convenience, constituted by 274 university students with a mean age of 23 years (SD = 5.61), mostly female, single and living with family. Most students enrolled for less than two years at the institution and were still in the basic training periods (first thirty months of the course). Trustworthy and reliable instruments for data collection were used, analyzed using descriptive statistics, reliability of scales and standard multiple regression, having the dimensions of burnout as variable-criterion. The reliability of scales for the sample was above 0.70. Among the results, it was observed that the sample is at risk of developing burnout considering the moderate scores on emotional exhaustion, first to appear as burnout development model. Still it was found that age, period of the course, gender and academic self-efficacy explained 11% of the variance in dimension emotional exhaustion; period of the course and academic management self-efficacy also influenced 20% of the variance of cynical attitudes and distancing behaviors of students and, finally, the period of the course and academic self-efficacy contributed 39% of variance of feelings of competence and personal student achievement. The dimensions of perceived social support did not explain the development of burnout in this sample. The conclusion of the study points out the importance of age, period of the course and self-efficacy beliefs in higher education with regard to the development of burnout, suggesting the need for programs that support actions that help students both in entry and in completion of the course, aiming at the prevention of burnout and promoting quality of life in the university context, thus contributing to the training of students. It is recommended to carry out studies covering new samples, as well as research of other variables that may mediate and influence the development of burnout in the higher education context.
Keywords: Burnout
Suporte social
Autoeficácia
Ensino Superior
Social support
Self-efficacy
Higher Education
Burnout (Psicologia)
Estudantes universitários - Pesquisa
Psicologia aplicada
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: RAMOS, Daniela Aparecida de Sousa Moreira. Burnout, percepção de suporte social e autoeficácia em estudantes do Ensino Superior. 2015. 103 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17250
Issue Date: 6-Nov-2015
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BurnoutPercepcaoSuporte.pdf1.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.