Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17189
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Crescimento pós-traumático em mulheres acometidas por câncer de mama: revisão sistemática da literatura
Other Titles: Posttraumatic growth among women with breast cancer: a systematic literature review
metadata.dc.creator: Araújo, Letielle Tonon
metadata.dc.contributor.advisor1: Peres, Rodrigo Sanches
metadata.dc.contributor.referee1: Hashimoto, Francisco
metadata.dc.contributor.referee2: Rasera, Emerson Fernando
metadata.dc.contributor.referee3: Neme, Carmen Maria Bueno
metadata.dc.description.resumo: O conceito de crescimento pós-traumático (posttraumatic growth) se refere, basicamente, às transformações psicológicas positivas desencadeadas em função da tentativa de adaptação às novas circunstâncias implementadas por um evento traumático. Trata-se de um processo que envolve a interação de uma variedade de elementos, uma vez que as referidas transformações podem ser verificadas em diferentes domínios. O presente estudo tem como objetivo geral desenvolver uma revisão sistemática de publicações científicas dedicadas à exploração do crescimento pós-traumático, em mulheres acometidas por câncer de mama. O material foi localizado por meio de buscas eletrônicas em cinco bases de dados distintas PsycINFO, MedLine, LILACS, SciELO-Brasil e PePsic a partir do cruzamento dos termos crescimento pós-traumático (posttraumatic growth) e câncer de mama (breast cancer). As referências localizadas foram selecionadas em função de critérios de inclusão específicos. As referências selecionadas foram, então, recuperadas na íntegra e submetidas à avaliação em função de um conjunto de dimensões de análise. Apenas 31 das 74 referências localizadas foram selecionadas. Em linhas gerais, observou-se, entre as referências selecionadas, o predomínio do delineamento transversal e da abordagem quantitativa. Constatou-se que o Posttraumatic Growth Inventory (PTGI) foi o instrumento mais utilizado, e que as mulheres acometidas por câncer de mama avaliadas constituíram, principalmente, amostras de conveniência, sendo que algumas referências contaram com subgrupos para possibilitar comparações com outras populações. Verificou-se, também, a hegemonia de referências de autoria múltipla publicadas em periódicos que se dedicam à veiculação de artigos que se situam na interface da Psicologia com a Saúde. Ademais, ressalte-se que a Universidade de Coimbra e a McGill University se destacaram como os mais significativos polos de estudos voltados à investigação do crescimento pós-traumático em mulheres acometidas por câncer de mama. Considerando-se os temas específicos e os resultados das referências selecionadas, pode-se afirmar que importantes aspectos do crescimento pós-traumático se encontram satisfatoriamente compreendidos, ao passo que outros devem ser explorados de modo mais aprofundado em novos estudos. O fato de pacientes mais jovens serem mais propensas ao crescimento pós-traumático, por exemplo, se encontra bem documentado. Por outro lado, não se sabe ao certo como o crescimento póstraumático evolui, ao longo do tempo, em mulheres acometidas por câncer de mama, sobretudo se e até quando as mudanças positivas contempladas por cada um dos domínios desse conceito se mantêm, após a conclusão do tratamento. Diante do exposto, conclui-se que o presente estudo possibilita um mapeamento do conhecimento já produzido sobre o assunto em questão, subsidia tanto sua aplicação prática quanto seu aprofundamento teórico e fornece elementos para novas pesquisas.
Abstract: The concept of posttraumatic growth essentially refers to positive psychological transformations triggered by an attempt to adapt to new circumstances accruing from a traumatic event. It is a process that involves the interaction of various elements since these transformations are observed in different domains. This study s general objective was to develop a systematic review of scientific publications addressing posttraumatic growth among women afflicted with breast cancer. Data were collected from five distinct electronic databases PsycINFO, MedLine, LILACS, SciELO-Brasil and PePsic through cross-referring the terms posttraumatic growth and breast cancer and based on specific inclusion criteria. The full texts of the identified scientific publications were assessed based on a set of dimensions for analysis. Only 31, out of the 74 publications found, were selected. In general, there was a predominance of the cross-sectional design and the quantitative approach among the publications selected. The Posttraumatic Growth Inventory (PTGI) was the most frequently used instrument and mainly women with breast cancer composed convenience samples, while some studies included subgroups to enable comparisons with other populations. There was also hegemony of publications with multiple authorship, published in journals addressing papers that lie in the interface of Psychology and Health. Additionally, the University of Coimbra and McGill University stood out as the most significant centers of studies focused on the investigation of posttraumatic growth among women with breast cancer. The conclusion, considering the specific themes and results of the studies selected, is that important aspects of posttraumatic growth are satisfactorily understood while other aspects should be further explored. The fact that younger patients are more prone to posttraumatic growth is welldocumented. On the other hand, how posttraumatic growth evolves over time among women with breast cancer, especially whether and up to when positive changes covered by each of this concept s domains are maintained after the treatment is concluded, remain uncertain. Therefore, this study enabled mapping the knowledge already produced on the topic and supports its application into practice to deepen theoretical knowledge, providing elements for future research.
Keywords: Crescimento pós-traumático
Câncer de mama
Psico-Oncologia
Posttraumatic growth
Breast cancer
Psycho-Oncology
Mamas - Câncer - Aspectos psicológicos
Mulheres - Doenças - Aspectos psicológicos
Aspectos psicológicos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: ARAÚJO, Letielle Tonon. Posttraumatic growth among women with breast cancer: a systematic literature review. 2013. 136 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17189
Issue Date: 22-Mar-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Letielle Tonon.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.