Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17097
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: O desamparo dos pais na clínica psicanalítica: A função cuidadora em movimento
Author: Camargos, Sandra Regina Lopes de
First Advisor: Romera, Maria Lucia Castilho
First member of the Committee: Paravidini, João Luiz Leitão
Second member of the Committee: Barone, Leda Maria Codeço
Third member of the Committee: Farinha, Marciana Gonçalves
Summary: Neste trabalho, o leitor é convidado a percorrer os caminhos que levam a algumas elaborações relativas à questão do desamparo na teoria psicanalítica, especificamente em Freud, a partir da constituição do eu e da vivência clínica de alguns pais. Desamparo, na obra freudiana, é tomado como condição inerente ao humano. Ele se manifesta na fragilidade do bebê diante de sua incapacidade para sobreviver por seus próprios meios, na angústia diante da separação do objeto do amor, no medo da finitude da vida, na fragilidade do corpo, na ilusão de proteção na civilização. O que se evidencia neste trabalho é como essa experiência psíquica emerge na clínica psicanalítica, ou seja, em que medida o desamparo dos pais é revivido nos filhos, deixando esses pais distantes de sua singularidade, e como o desamparo tem se reatualizado no modo de viver do homem contemporâneo. Através dos cinco casos apresentados, o desamparo apresenta-se como uma condição paradoxal, em outras palavras, o eu, ao ser marcado pelo outro-cuidador remete ao desamparo tanto da condição que aprisiona quanto da condição que liberta, que instiga, indicando o caminho do desejo. Assim, a capacidade de o ser humano se erguer diante de sua fragilidade se faz presente desde as origens; é a vida lutando contra e com a morte.
Abstract: In this paper, the reader is invited to explore the ways that lead to some elaborations related to the helplessness in the psychoanalytic theory, specifically in Freud, from the constitution of ego and the clinic experience of some parents. Helplessness in Freud is considered as inherent condition in the human being. It manifests in the fragility of the baby before the incapacity of surviving by its own means, in the anxiety before the separation of the love object, in the fear of live´s end, in the fragility of the body, in the ilusion of protection in civilization. What is being shown in this paper is how the psychic experience emerges in the psychoanalytic clinic or, in which sense, the helplessness of the parents is revived in the children leaving these parents distant from their peculiarity; and how the helplessness has become present in the way of live of contemporary man. With the five cases presented, helplessness is shown as a paradoxal condition, in other words, the ego being marked by the carer which leads to helplessness in the condition that imprisons and in the condition that sets free, indicating the way of desire. Therefore, the capacity of human being to rise before his fragility is present in his origins; it´s life fighting against and with death.
Keywords: Desamparo
Eu
Clínica
Pais e filhos
Contemporaneidade
helplessness
Ego
Clinic
Parents and children
Contemporariness
Desamparo (Psicologia)
Psicanálise
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Quote: CAMARGOS, Sandra Regina Lopes de. O desamparo dos pais na clínica psicanalítica: A função cuidadora em movimento. 2010. 140 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17097
Date of defense: 20-Aug-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Sandra.pdf964.91 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.