Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17039
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Influência do tipo de forno para cristalização do dissilicato de lítio na resistência de união ao cimento resinoso e na resistência flexural
metadata.dc.creator: Castro, Thácio de
metadata.dc.contributor.advisor1: Neves, Flávio Domingues das
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Zancopé, Karla
metadata.dc.contributor.referee1: Davi, Letícia Resende
metadata.dc.contributor.referee2: Borges, Gilberto Antônio
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do tipo de forno utilizado na cristalização do dissilicato de lítio sobre a resistência de união e resistência flexural. As amostras de cerâmica foram preparadas (n= 10) para o grupo controle (GC - cristalizadas no forno Programat P300- Ivoclar) e grupo experimental (GE - cristalizadas em forno FVPlus- EDG) de acordo com cada teste. A resistência de união dos grupos foi avaliada pelo teste de microcisalhamento. As amostras foram preparadas com blocos IPS e.max CAD associados com quatro cilindros de cimento resinoso RelyX U200 de 1mm² sobre a superfície de cada bloco. O teste de microcisalhamento foi feito em dois tempos (24 horas: T0 e após envelhecimento artificial de trinta dias em saliva artificial: T1). A resistência flexural dos grupos foi avaliada por ensaio de flexão de três pontos. Barras de IPS e.max (20 mm x 4 mmx 1,2mm) foram preparadas (n=10) para o grupo controle e para o grupo experimental. As amostras foram ensaiadas em máquina de ensaios mecânicos EMIC com célula de carga de 50kgf. Os dados obtidos foram submetidos a análise estatística pelo teste t Student. Os resultados de resistência de união não apresentaram diferença estatística entre os grupos testados (imediato p= 0,243 e 30 dias p= 0,415) e nem intragrupo (GC p= 0,780 e GE p= 0,964), considerando o tempo de envelhecimento artificial. As falhas encontradas após ensaio de microcisalhamento foram classificadas em adesiva e mista. Não houve diferença significativa no ensaio de resistência flexural entre os grupos (p= 0,984). Considerando as limitações deste estudo, concluiu-se que não há diferença na resistência de união e na resistência flexural das amostras de dissilicato de lítio, independente da utilização do forno Programat P300 ou FVPlus.
Abstract: The aim of this study was to evaluate the influence of the type of the furnace used in the crystallization of the lithium disilicate on the bond strength and flexural strength. Ceramic samples (n=10) were prepared for the control (crystallized on the Programat P300 furnace) and experimental groups (crystallized on FVPlus furnace) according to the tests. The bond strength of the groups was assessed by microshear test. The samples were prepared with blocks IPS e.max CAD associated with 4 resin cement cylinders with each 1mm² on the surface of each block. The microshear test was made in 2 times (24 hours: T0; 30 days storage in artificial saliva: T1). The flexural strength of the groups was assessed by 3 point bending test. IPS e.max sticks (20mm x 4mm x 1,2mm) were prepared (n=10) for the control and experimental groups. The samples were tested on EMIC machine. The results have undergone statistical analyses by T- test. The micro shear bond strength results showed no statistical difference between tested groups and intra groups, considering different storage time. There was no significant difference of 3 point bending test between groups. Although the limitations of this study, it is concluded that there is no difference in bond strength and flexural strength for lithium disilicate specimens independent of furnace type tested.
Keywords: Forno
Cristalização
Dissilicato de lítio
Microcisalhamento
Resistência de união
Resistência flexural
Furnace
Crystallization
Lithium disilicate
Micro shear
Bond strength
Flexural strength
Cerâmica dentária
Restauração (Odontologia)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: CASTRO, Thácio de. Influência do tipo de forno para cristalização do dissilicato de lítio na resistência de união ao cimento resinoso e na resistência flexural. 2016. 53 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17039
Issue Date: 29-Feb-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InfluenciaTipoForno.pdf1.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.