Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16365
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Pode ser a Gota D água: em cena a tragédia brasileira da década de 1970
metadata.dc.creator: Sousa, Dolores Puga Alves de
metadata.dc.contributor.advisor1: Ramos, Rosangela Patriota
metadata.dc.contributor.referee1: Ramos, Alcides Freire
metadata.dc.contributor.referee2: Starling, Heloísa Maria Murgel
metadata.dc.description.resumo: A PESQUISA buscou construir um diálogo entre Arte e Sociedade, partindo da reflexão dos textos dramáticos Medéia de Eurípides (431 a. C.), Medéia de Oduvaldo Vianna Filho (1972), e Gota D água de Chico Buarque e Paulo Pontes (de 1975), compreendendo de que forma a idéia de tragédia se resignifica com o movimento de dois tempos históricos diferentes: a Grécia antiga e o Brasil da década de 1970. Trata-se de duas reapropriações trágicas brasileiras da peça de Eurípides, com o intuito de construir uma fundamentação crítica acerca do milagre econômico da ditadura militar, seu autoritarismo, e a dinâmica de um sistema capitalista que impunha cada vez mais a desigualdade social. Os escritos das obras foram analisados, juntamente aos versos e canções de Gota Dágua objeto principal deste trabalho. O teatro musical brasileiro do período ditatorial foi levado em consideração para a abordagem da peça, além do desenvolvimento de seu espetáculo dos anos de 1975 à 1977 pelo diretor Gianni Ratto, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Compreendeu-se a trajetória profissional dos autores, de Vianinha e de Ratto para localizar suas idéias estéticas e políticas durante esse momento histórico. Para investigar a encenação, o programa da peça e as fotografias do espetáculo foram pontos relevantes na pesquisa. Da mesma maneira, foi necessária um exame categórico sobre a avaliação que os críticos tiveram de Gota D água, apontando suas visões acerca de um teatro efetivamente engajado para o período, sustentando um posicionamento de que a encenação da peça representou àquilo que eles denominariam de comercial ; um teatrão , e, por isso, apenas empresarial, visto que foi realizado em grandes salas de espetáculos. Na historiografia do teatro brasileiro, mesmo tendo sucesso de público, esta obra ficou marcada como reprodutora do discurso do poder e do governo para muitos intelectuais.
Abstract: The investigation aims to build a dialogue between art and society, from the reflection of the dramatic texts Medea of Euripides (431 BC), Medea Oduvaldo of Vianna Filho (1972), and Gota D água by Chico Buarque and Paulo Pontes (from 1975), including how the idea of tragedy is redraw with the movement of two different historical periods: the ancient Greece and Brazil in the 1970 s. These are two of the Brazilian reappropriate tragic piece of Euripides, in order to build a critical reasoning about the economic miracle of the military dictatorship, its authoritarianism, and the dynamics of a capitalist system that required more social inequality. The written works were analyzed, along the verses and songs from Gota D água main subject of this work. The musical theater of the brazilian s dictatorship period was taken into account for the approach of the play, beyond the development of her show the years 1975 to 1977 by director Gianni Ratto, in Rio de Janeiro and São Paulo. Understood the career of the authors, Vianinha and Ratto to find their esthetic and political ideas during this historic moment. To investigate the production, the program part of the show and the photos were relevant points in the research. Similarly, an examination was necessary on the categorical assessment that the critics had of Gota D água, indicating their views about a theater actually engaged for the period, holding a position that the staging of the play was what they called commercial ; big theater , and therefore only business, as was done in large rooms for shows. In the historiography of brazilian s theater, even with success in public, this work has been characterized as replication of the speech of the government s power for many intellectuals.
Keywords: Gota D água
Tragédia grega/brasileira
Encenação/recepção
Década de 1970
Ditadura militar
History/theater
Greek tragedy/brazilian tragedy
Staging/reception
The 1970 s
Military dictatorship
História e teatro - Brasil
Buarque, Chico, 1944 - Gota d água - Crítica e interpretação
Pontes, Paulo, 1940- 1976 - Gota d água - Crítica e interpretação
Vianna Filho, Oduvaldo, 1936- 1974 - Medéia - Crítica e interpretação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: SOUSA, Dolores Puga Alves de. Pode ser a Gota D água: em cena a tragédia brasileira da década de 1970. 2009. 245 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16365
Issue Date: 24-Aug-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
parte1.pdf8.06 MBAdobe PDFView/Open
parte2.pdf3.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.