Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16272
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Religiosidade e modos de vida : a (re)construção do lugar na comunidade rural Tenda do Moreno em Uberlândia - MG
metadata.dc.creator: Andrade, Rodrigo Borges de
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Rosselvelt José
metadata.dc.contributor.referee1: Almeida, Maria Geralda de
metadata.dc.contributor.referee2: Abdala, Mônica Chaves
metadata.dc.description.resumo: Neste trabalho, procurou-se analisar o processo de formação e reorganização do lugar, a partir do mundo vivido dos pequenos produtores rurais da comunidade Tenda do Moreno, localizada no município de Uberlândia-MG, sendo que foram considerados os costumes, práticas culturais e religiosas, bem como as relações sociais de produção. O principal objetivo foi analisar como se deu a construção do lugar e os arranjos sociais e culturais que permitem às pessoas se reproduzirem enquanto uma comunidade, no contexto do século XXI. As origens históricas da sua formação territorial estão ligadas à instalação das primeiras propriedades rurais do município, no início do século XIX, cujo contingente populacional, representado por donos de terras, agregados e parceiros, foi responsável pelo surgimento de bairros rurais que posteriormente tomaram a forma da comunidade Tenda do Moreno. Os conteúdos sociais e a substância do lugar se caracterizaram pela influência da religiosidade nos modos de vida, os quais estabeleciam práticas sócio-culturais permeadas por valores morais e religiosos comuns e promoviam a sociabilidade e reciprocidade entre as pessoas, como no caso das relações sociais de produção, baseadas na instituição da ajuda mútua, no mutirão e na traição. A produção das fazendas era mediada pela conquista dos meios de vida com excedentes direcionados para a geração de rendimentos monetários. No entanto, essa realidade foi mudada a partir da década de 1980, quando a modernização das atividades agropecuárias, no município de Uberlândia, e a demanda dos mercados consumidores urbanos por produtos hortifrutigranjeiros impuseram a subordinação dos pequenos produtores à lógica do capital, por meio da especialização produtiva em hortifruticultura. Essas mudanças ocasionaram o declínio da produção de subsistência familiar, devido a sua mercantilização, e também afetaram, diretamente, parte das práticas sócio-culturais e religiosas ligadas à sociabilidade comunitária entre os moradores. Apesar disso, o lugar se particularizou por mesclar diferentes relações de produção advindas de temporalidades sociais que permaneceram no mesmo espaço, ou seja, a chegada de elementos e conteúdos ditos modernos não eliminou as possibilidades de reprodução do lugar por meio de práticas sócioculturais típicas de outros momentos históricos. As contradições e complexidades inscritas no mundo vivido da comunidade criam representações que se manifestam como necessidades da promoção dos festejos religiosos, principalmente da festa de São José do Moreno, como oportunidade de as pessoas vivenciarem costumes no seu tempo livre, mesmo que residuais, dos modos de vida tradicionais, os quais estiveram implicados na construção do lugar. Atualmente (2007), a festa de São José do Moreno se constitui em uma manifestação religiosa que envolve os moradores do lugar. Como construção histórica, a comunidade Tenda do Moreno tem, nos eventos religiosos, nas festas e rituais comunitários, momentos de sociabilidade formados em diferentes situações e condições sociais, que penetram na vida das pessoas, enraízam-se no lugar e tornam-se vínculos afetivos e subjetivos que, muitas vezes, aparecem como espaços apropriáveis para a vida.
Abstract: In this work focused on analyzing the process of creation and reorganization of the place, from the lifeworld of the small agricultural producers of the community located in the municipality of Uberlândia-MG, Brazil, called Tenda do Moreno. The research ttok into consideration the customs, cultural and religious practices, and even the social relations, which occur during agricultural production, of the farmers of this community. The broad objective of this research is to analyze how the place was created in addition to, the social and cultural factors that permit such a community to perpetuate in the setting of the 21st century. The first settlers to this region were farmers who came in the beginning of the 19th century. The first farms were owned by many farmers in order to lower the costs. As time went by these farms in this region became agricultural neighborhoods, which eventually became the Tenda do Moreno community. The social content of this place was greatly influenced by the religiosity of their way of life, therefore, the social and cultural practices, which were permeated by moral and religious values, encouraged the sociability and reciprocity between the inhabitants. The social relations, which occurred during agricultural production, for example, were based on cooperation between the farmers, instead of competition. The production of the farm was measured by the increase of the quality of life of the inhabitants of the community, while the surplus production was directed towards the generation of more funds. Nevertheless, this reality was changed, during the 1980 s, due to the modernization of the agricultural practices in the municipality of Uberlândia and the increase in demand of urban consumer markets for agricultural products. These two factors forced these agricultural communities to abandon their traditional agricultural practices and become specialized in the production of one specific product. Although they were forced to abandon subsistence farming, they were able to maintain most of their customs, cultural traditions, religious practices, and even social relations. This environment is complex because the agricultural activities are modern, but the social, cultural and religious traditions are still grounded to the traditions of the founders of the place. One of the means that is used to preserve the link to the traditional customs is through religious celebrations that occur annually. These events allow the population to get to experience the lifestyle, customs, practices, and beliefs of their ancestors. The most important of these religious celebrations is the party of São José do Moreno. Currently, this religious celebration, which is conducted by the population of the community, has the intention of connecting the population to the traditions of the past and enabling the socialization between them. Furthermore, these social events are able to create a pleasant living environment that promotes a stable, balanced and deep-rooted community.
Keywords: Lugar
Religiosidade
Modos de vida
Sociabilidade
Comunidade
Place
Religiosity
Life ways
Sociability
Community
Geografia humana
Comunidade rural - Desenvolvimento - Uberlândia (MG)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: ANDRADE, Rodrigo Borges de. Religiosidade e modos de vida : a (re)construção do lugar na comunidade rural Tenda do Moreno em Uberlândia - MG. 2007. 27 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16272
Issue Date: 26-Oct-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RBAndradeDIS01PRT.pdf566.35 kBAdobe PDFView/Open
RBAndradeDIS0203PRT.zip1.88 MBUnknownView/Open
RBAndradeDIS0405PRT.zip2.49 MBUnknownView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.