Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16252
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Condições sócioterritoriais dos camponeses da comunidade rural Olhos D'Água em Uberlândia - MG
metadata.dc.creator: Santos, Angélica Borges dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Rosselvelt José
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Vicente de Paulo da
metadata.dc.contributor.referee2: Fernandes, Paulo Irineu Barreto
metadata.dc.description.resumo: A pesquisa foi realizada no município de Uberlândia, localizado na mesorregião do Triangulo Mineiro/Alto Paranaíba, no Estado de Minas Gerais. Esta dissertação de mestrado aborda os camponeses da comunidade rural Olhos d Água, em seu modo de produção e reprodução dos meios de vida. A comunidade rural estabelecida no Conselho Comunitário Olhos d Água, se localiza na porção nordeste de Uberlândia-MG, bem próximo da área urbana, é constituída, sobretudo, por camponeses. Essa pesquisa de mestrado busca estudar os mecanismos e as estratégias que vêm sendo elaboradas pelo camponês da comunidade rural em estudo. O trabalho tem como objetivo geral realizar uma análise sobre as formas locais de existência camponesa, considerando as suas lógicas produtivas na comunidade rural Olhos D'Água no município de Uberlândia-MG. A abordagem busca englobar a produção, os vínculos territoriais, os saberes produtivos e também uma avaliação das políticas públicas que visam atender esses agricultores. Relações produtivas múltiplas compõem o espaço rural brasileiro. Muitas delas são conduzidas por camponeses, considerados como grupo social composto por sujeitos que estabelecem relações múltiplas nas muitas dimensões da vida cotidiana e que pelo trabalho adquirem expressiva importância na produção de alimentos. Suas estratégias produtivas e de sociabilidade entre vizinhos e parentes observados na pesquisa, se configuram como representações das relações sociais estabelecidas entre os sujeitos do campo, mediados pelas suas práticas e costumes que fundamentam seus modos de vida. Assim, do universo cultural deriva também o processo produtivo, pois este envolve saberes e fazeres constituídos ao longo do tempo, os quais foram se modificando de acordo com as necessidades dos camponeses da comunidade rural Olhos d' Água. Para que os camponeses permaneçam no contexto agrícola é necessário, além dos saberes produtivos, que as práticas sejam favoráveis à reprodução social, à inserção no setor produtivo da economia e também na sociedade. Em outro patamar temos a agricultura camponesa que tem como base produtiva a família. O trabalho familiar é o que promove a produção, e os aspectos do modo de vida e da criatividade campesina são diferenciais para essa agricultura. Os camponeses podem ser entendidos por seu nível de inserção no mercado, pela produção voltada para uma parcela específica de consumo e também pela lógica produtiva inter-relacionada ao modo de vida, que coloca a estrutura familiar em contato direto com a produção. A produção agrícola dos camponeses envolve saberes e fazeres adquiridos ao longo do tempo e do espaço, saberes que foram se modificando de acordo com as necessidades dos sujeitos. O Brasil tem na agricultura um dos grandes pilares da economia, sendo a produção de commodities o que movimenta a balança do comércio internacional de produtos agrícolas. Entretanto, devemos ter clareza de que a produção de alimentos é realizada por modelos produtivos diferentes das empresas rurais, como é o caso da produção camponesa.
Abstract: The survey was conducted in the city of Uberlândia, located in the middle region of Triangulo Mineiro / Alto Parnaíba, in the State of Minas Gerais. This dissertation addresses the peasants of the rural community Olhos d Água, in their mode of production and reproduction of livelihoods. The rural community established in the Community Council Olhos d água, is located in the northeastern portion of Uberlândia, MG, very close to the urban area, it is made up mainly by peasants. This master's research seeks to study the mechanisms and strategies that have been developed by peasant rural community under study. The work has the general objective to perform an analysis of the local forms of peasant existence, considering their productive logic in the rural community Olhos D'Água in Uberlândia-MG. The approach seeks to encompass the production, territorial bonds, productive knowledge and also an assessment of public policies to meet these farmers. multiple productive relationships make up the Brazilian countryside. Many of them are led by peasants, considered as a social group composed of individuals who establish multiple relationships in many dimensions of everyday life and the work acquires significant importance in food production. Its production strategies and sociability among neighbors and relatives observed in the survey, are configured as representations of social relations between the subjects of the field, mediated by their practices and customs that support their livelihoods. Thus, the cultural universe also derives from the production process, as it involves knowledge and practices built up over time, which have been modified according to the needs of farmers in the rural community Olhos d Água. So that farmers remain in the agricultural context is needed in addition to productive knowledge, that practices are conducive to social reproduction, the insertion in the productive sector of the economy and also in society. On another level we have peasant agriculture whose production base family. The family work is what promotes the production, and aspects of the way of life and peasant creativity are differentials for this agriculture. The peasants can be understood by their attachment level in the market for production for a specific share of consumption and also the productive logic inter-related way of life that puts the family structure in direct contact with the production. The agricultural production of farmers involves knowledge and practices acquired over time and space, knowledge that have been modified according to the needs of the subjects. Brazil has in agriculture one of the major pillars of the economy and the production of commodities which moves the balance of international trade in agricultural products. However, we must be clear that food production is carried out by different production models of rural enterprises, as is the case of peasant production.
Keywords: Camponeses
Modo de produção
Reprodução social
Práticas socioculturais
Territorialidade
Peasants
Production
Social reproduction
Socio-cultural practices
Territoriality
Geografia humana
Comunidade Olhos D'Água - Uberlândia (MG) - Condições sociais
Comunidade rural - Uberlândia (MG)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: SANTOS, Angélica Borges dos. Condições sócioterritoriais dos camponeses da comunidade rural Olhos D'Água em Uberlândia - MG. 2016. 166 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16252
Issue Date: 29-Apr-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CondicoesSocioterritoriaisCamposeses.pdf3.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.