Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16245
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Metodologia para avaliação da vulnerabilidade socioambiental: estudo da cidade de Paracatu (MG)
metadata.dc.creator: Rezende, Patrícia Soares
metadata.dc.contributor.advisor1: Rosa, Roberto
metadata.dc.contributor.referee1: Ferreira, Vanderlei de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee2: Mendonça, Mauro das Graças
metadata.dc.description.resumo: Atualmente o maior número populacional se concentra nas cidades e é nelas que os processos de urbanização ocorrem de forma acelerada, na maioria das vezes sem planejamento. A utilização de estudos sobre a vulnerabilidade socioambiental numa análise integrada, a qual contemple tanto aspectos ambientais quanto sociais, se mostram importante instrumento não só para ampliar o conhecimento de uma determinada área, mas também para subsidiar a tomada de decisão frente a problemas socioambientais e a prevenção dos mesmos. A área de estudo escolhida foi a cidade de Paracatu, localizada a noroeste de Minas Gerais, a qual apresenta um percentual de 87,08% de pessoas ocupando a área urbana. A escolha da área se justifica pelo fato de que a cidade tem apresentado expansão urbana e aumento populacional significativo, de maneira que algumas áreas apresentam ocupação desordenada, tendo como resultado diversos problemas socioambientais. Deste modo, esta pesquisa objetivou elaborar uma metodologia para identificar a vulnerabilidade socioambiental na cidade de Paracatu (MG), utilizando técnicas estatísticas e geoprocessamento. A metodologia proposta foi construída a partir de variáveis ambientais e sociais e para a elaboração dos índices foram utilizadas técnicas estatísticas, SIG e o método AHP. Inicialmente, para diagnosticar a vulnerabilidade ambiental foram consideradas oito variáveis que, após integração pelo método AHP, deram origens ao índice que destaca as áreas da cidade que se apresentam frágeis ambientalmente ou que expõem a população a situações de risco. Posteriormente, através de variáveis sociais disponibilizadas pelo Censo demográfico do IBGE de 2010, utilizou-se a estatística multivariada (dada a grande quantidade de dados) para diagnosticar a situação da população em relação a cinco fatores sociais: escolaridade, idade, saneamento básico e infraestrutura e tipo de responsáveis pelo domicílio. Em seguida, através do método AHP, elaborou-se a vulnerabilidade social, que nos demonstra a situação sociodemográfica da cidade. Por fim, através da média ponderada, construiu-se o índice de vulnerabilidade socioambiental, integrando os dois índices anteriores. Esse último índice evidencia os setores da cidade onde ocorre a concomitância de problemas ambientais e piores condições socioeconômicas. Os resultados da vulnerabilidade socioambiental mostraram que os setores localizados a norte, nordeste e sul da cidade de Paracatu são os que possuem as maiores vulnerabilidades, pois nessas regiões há uma maior conjunção dos problemas ambientais e sociais. Trata-se de setores que necessitam de ações diferenciadas no intuito de diminuir a vulnerabilidade encontrada e os casos de risco, oferecendo melhores condições de habitação, qualidade de vida e até mesmo uma realocação, quando não houver alternativa.
Abstract: Nowadays the largest population number is centered in cities and it\'s in them that the urbanization processes occur at an accelerated way, most of times without planning. The use of studies on the socio-environmental vulnerability in an integrated analysis, which contemplates both environmental and social aspects, are considerate an important tool not only to increase knowledge of a particular area, but also to support the decision-making related to environmental issues and their prevention. The chosen study area was the city of Paracatu, located in the northwest of Minas Gerais state, which presents a percentage of 87.08% of people occupying the urban area. The choice of the area is justified by the fact that the city has been presenting an urban expansion and a significant population growth, so that some areas present a disordered occupation, resulting in several socio-environmental problems. Thus, this research aimed to develop a methodology to identify the socialenvironmental vulnerability in the city of Paracatu (MG), using statistical techniques and GIS. The proposed methodology was built from environmental and social variables and to elaborate the indexes statistical techniques were used, as well as GIS and the AHP method. Initially, to diagnose the environmental vulnerability eight variables were considered in which, after the integration through the AHP method, gave origin to the index that highlights areas of the city which are environmentally fragile or that expose the population to risk situations. Posteriorly, through social variables provided by the Demographic Census of 2010 from IBGE, multivariate statistics were used (given the large amount of data) to diagnose the situation of the population in relation to five social factors: education, age, basic sanitation and infrastructure and type of responsible people for the household. After, through the AHP method, the social vulnerability was developed, which shows us the socio-demographic situation of the city. Finally, through the weighted average, the social-environmental vulnerability index was built, integrating the two previous indexes. The last index shows the sectors of the city where there is the concomitant of environmental problems and worse socioeconomic conditions. The results of social-environmental vulnerability showed that the sectors located to the north, northeast and south of the city of Paracatu are the ones which have the greatest vulnerability, because in these regions there is a greater combination of environmental and social problems. These are sectors that require different actions in order to decreasing the vulnerability found and cases of risk, offering better housing, quality of life and even a relocation, when there\'s no alternative left.
Keywords: Vulnerabilidades
Risco
Cidades pequenas
Geoprocessamento
Análise fatorial exploratória
Risk
Vulnerability
Small towns
GIS
Exploratory factorial analysis
Meio ambiente - Paracatu (MG)
Paracatu (MG) - Aspectos ambientais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: REZENDE, Patrícia Soares. Metodologia para avaliação da vulnerabilidade socioambiental: estudo da cidade de Paracatu (MG). 2016. 194 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16245
Issue Date: 16-Feb-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MetodologiaAvaliacaoVulnerabilidade.pdf13.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.