Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16206
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Avaliação das perdas de solos por erosão laminar na área de influência da UHE Amador Aguiar I
metadata.dc.creator: Pereira, Juliana Sousa
metadata.dc.contributor.advisor1: Rodrigues, Sílvio Carlos
metadata.dc.contributor.referee1: Corrêa, Guilherme Resende
metadata.dc.contributor.referee2: Alves, Ricardo Reis
metadata.dc.description.resumo: A erosão do solo é um processo natural de morfogênese das vertentes e acontece continuamente sobre a superfície terrestre. O desencadeamento dos processos erosivos depende da interação das variáveis influentes no processo, como a erosividade da chuva, propriedade do solo, cobertura vegetal, característica da encosta e manejo do solo. A erosão laminar é originada quando a energia do escoamento superficial é maior que as forças de coesão que mantêm as partículas do solo juntas. Esse tipo de erosão ocorre de forma difusa, sem o desenvolvimento de fluxos canalizados visíveis, entretanto, pode ocasionar perdas significativas de solos durante um único evento pluviométrico. O presente trabalho teve como objetivo estimar a perda de solo por erosão laminar na área de influência da UHE Amador Aguiar I, inserida na Bacia do Rio Araguari-MG, através do modelo Universal Soil Loss Equation (USLE). Os modelos matemáticos de erosão têm se mostrado eficazes na avaliação quantitativa e qualitativa de perdas de solos, apresentando relevância na modelagem preditiva de áreas agrícolas e também de áreas com reservatórios para exploração hídrica. Neste contexto, a utilização desses modelos, juntamente com a averiguação em campo das variáveis avaliadas, traz importante contribuição para o diagnóstico de uma bacia hidrográfica. A USLE aliada a um Sistema de Informação Geográfica SIG possibilita a quantificação de perdas de solos sob as diversas condições fisiográficas. O cálculo da perda anual de solos para a área de estudo foi conseguido por meio da elaboração de mapas temáticos dos componentes das USLE, a saber: Fator R; Fator K; Fator LS; Fator C e Fator P. Os componentes da USLE foram avaliados de maneira individualizada, neste contexto, a erosividade média anual para a área é de aproximadamente 8881,9 MJ.mm.ha-1 ano-1, considerada alta de acordo com a classificação de MELLO et al.,(2007). Os Latossolos possuem erodibilidade (Fator K) média a alta, enquanto os Argissolos e os Cambissolos possuem erodibilidade muito alta, acima de 0,051 t.ha.h/ha.MJ.mm. Esses últimos tipos pedológicos estão distribuído em trechos de relevo com declividades acentuadas, em área de Canyon, apresentando grande susceptibilidade à erosão hídrica. O fator topográfico (LS) apresentou grande variação, atingindo valores superiores a 80, devido à predominância de declives acentuados próximos ao fundo do vale do Rio Araguari. Na área de estudo as pastagens possuem maior abrangência, porém, o uso do solo é caracterizado também pelas áreas de vegetação arbórea e pela agricultura. Nesse sentido, para a cobertura vegetal (Fator C) as classes adotadas foram: 0 (proteção do solo) e 1 (solo sem proteção), quanto as práticas conservacionistas (Fator P), os valores variaram de 0 a 0,5 respectivamente. A taxa anual de erosão estimada oscila conforme as características fisiográficas da área, alcançando o valor máximo de 23,5 toneladas por ano. Nesta perspectiva, este trabalho poderá contribuir com os órgãos gestores da bacia, visto que indicará a quantidade de solo perdida evidenciando simultaneamente as áreas mais susceptíveis a erosão laminar.
Abstract: Soil erosion is a natural process of the morphogenesis of strands and continually happens on the earth\'s surface. The onset of erosion depends on the interaction of influential variables in the process, as the rainfall erosivity, soil property, plant cover, slope characteristic and soil management. The sheet erosion; is caused when the energy of the flow surface is larger than the cohesive forces which keep soil particles together. This type of erosion happen in a diffuse manner without developing visible channeled flow, however, may cause significant loss of soil during a single rainfall event. This study aimed to estimate soil loss by sheet erosion in the catchment area of UHE Amador Aguiar I, inserted into Araguari River Basin-MG through the Universal Soil Loss Equation model (USLE). Mathematical models of erosion have been proven effective in quantitative and qualitative assessment of soil losses, with relevance in predictive modeling of agricultural areas and also areas with reservoirs for water exploration. In this context, the use of these models, along with the field investigation of variables evaluated, brings an important contribution to the diagnosis of a watershed. The USLE combined with a Geographic Information System - GIS enables the quantification of losses from soils under various physiographic conditions. The calculation of the annual soil loss for the study area was achieved through the elaboration of thematic maps of the components of USLE, namely: Factor R; Factor K; factor LS; Factor C and Factor P. The components of USLE were evaluated on an individual basis, in this context, the annual erosivity average for the area is approximately 8881.9 MJ.mm.ha-1 year-1, considered high according to the classification of Mello et al. (2007). Latossolos have medium to high erodibility (K factor), while the Argissolos and Cambissolos have very high erodibility, above 0,051 t.ha.h / ha.MJ.mm. These recent pedological types are distributed in patches of relief with steep slopes, in an area of Canyon, showing great susceptibility to water erosion. The topographic factor (LS) showed large variations, reaching values higher than 80, due to the predominance of steep slopes near the bottom of Araguari River valley. In the study area pastures have greater coverage, however, the land use is also characterized by areas of woody vegetation and agriculture. Accordingly, for the vegetation cover (Factor C) classes adopted were: 0 (soil protection) and 1 (soil without protection), moreover the conservation regarding practices (P factor), values ranged from 0 to 0.5 respectively. The annual estimated rate of erosion varies according to the physiographic features of the area, reaching the maximum of 23,5 t.ha-¹.year-¹. in the perspective, this study may contribute to the management bodies of de basin, since it will indicate the amount of soil loss simultaneously highlighting the areas most susceptible to sheet erosion.
Keywords: Erosão laminar
USLE
Conservação do solo
Bacia hidrográfica
Área de influência
Sheet erosion
Soil conservation
Watershed
Area of influence
Geomorfologia
Solos - Erosão
Solos - Conservação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: PEREIRA, Juliana Sousa. Avaliação das perdas de solos por erosão laminar na área de influência da UHE Amador Aguiar I. 2014. 167 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16206
Issue Date: 29-Sep-2014
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AvaliacaoPerdasSolos.pdf10.97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.