Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16179
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Variabilidade do início e fim da estação chuvosa e ocorrência de veranicos na bacia hidrográfica do Rio Paranaíba
Author: Silva, Mariana Mendes
First Advisor: Brito, Jorge Luís Silva
First member of the Committee: Ferreira, Vanderlei de Oliveira
Second member of the Committee: Lima, João Donizete
Summary: O conhecimento do clima é essencial para o planejamento e gestão do uso dos recursos naturais, incluindo a água. Isto é especialmente importante para a bacia hidrográfica do rio Paranaíba, já que o setor agropecuário é muito importante para sua economia. Por isso, é necessário estudar sua pluviometria, de maneira especial quanto à duração da estação chuvosa, que concentra mais de 85% dos totais anuais de chuva. Também é importante analisar a ocorrência de veranicos, que interfere no ritmo de disponibilidade hídrica tanto para a dinâmica do meio ambiente quanto para as atividades humanas. A bacia do Paranaíba é relativamente diversa do ponto de vista altimétrico, o que influencia nos mesoclimas, criando situações específicas que precisam ser entendidas e consideradas. A presente pesquisa recorreu às séries históricas de 22 postos pluviométricos da Agência Nacional de Águas (ANA), correspondentes ao período 1973-2011 (38 anos). Foram elaborados os balanços hídricos conforme Thornthwaite & Matter (1955), necessários para delimitação do início e do fim da estação chuvosa de cada ano e também para contabilização e caracterização dos veranicos. Observou-se que as precipitações concentram-se, geralmente, entre os meses de outubro e março. A data média de início do período chuvoso é 28 de outubro e a data média de fim do período chuvoso é 02 de abril. Apesar da tendência relativamente generalizável do início e término da estação chuvosa, há especificidades importantes no interior da bacia, destacando-se Brasília e seu entorno e o leste do Alto Paranaíba. Tais áreas possuem as maiores durações da estação chuvosa, bem como os maiores índices pluviométricos. Em contrapartida, os postos de Corumbazul (município de Buriti Alegre-GO) e Itajá (município de Itajá-GO) apresentam estações chuvosas mais curtas e recebem menores quantidades de chuvas. Ocorreram 3336 veranicos durante o período 1973-2011, sendo que 36% deles tiveram duração de 7 a 8 dias. Com exceção do posto pluviométrico de Turvânia-GO, todas as localidades têm acontecimentos de veranicos superiores a 18 dias, o que pode ser muito prejudicial às atividades econômicas da bacia. Os meses mais preocupantes são janeiro e fevereiro, que apesar de terem totais pluviométricos mensais expressivos são os meses que ocorrem o maior número de veranicos. No intervalo entre 13 a 18 dias, no mês de janeiro, ocorreram 72 eventos de veranicos, o equivalente a 11,9% de probabilidade e em fevereiro aconteceram 77, correspondendo a 10,7% de probabilidade. E em relação aos veranicos superiores a 18 dias, constatou-se que em janeiro ocorreram 30 eventos (ou seja, 5% de probabilidade) e em fevereiro 43 (6% de probabilidade). A compreensão de tal situação é particularmente útil para o entendimento do ritmo climático da bacia do Paranaíba, podendo subsidiar o planejamento e gestão da mesma, oferecendo subsídios para a necessária consideração da variabilidade temporal da entrada de água no seu sistema hidrográfico.
Abstract: The knowledge of climate is essential for planning and managing of the use of the natural resources, including water. This is especially important for the watershed of the Parnaíba River, since the agricultural sector is very important to its economy. Therefore, it is necessary to study its rainfall in a special way in relation to the duration of the rainy season, which concentrates for over 85% of the total annual the rainfall. It is also important to analyze the occurrence of dry spells, that interferes in the pace of the water availability for both the dynamics of the environment as for human activities. The Parnaíba Basin is relatively diverse of the point of view altimetry, which influences in the mesoclimates, creating specific situations that need to be understood and considered. This research drew on historical series of 22 pluviometrics stations of the Agência Nacional de Águas (ANA), corresponding to the period of 1973-2011 (38 years). Were prepared the water balances according with Thornthwaite & Matter (1955), necessary for defining the beginning and end of the rainy season of each year and too for count and characterize of the dry spells. It was observed that the rainfall concentrated, usually between the months of October and March. The average date of outset of the rainy season is October 28 and the average date of the end of the rainy season is April 2. Despite of the relatively generalized tendency of the beginning and end of the rainy season, there are important specificities within the basin, especially Brasilia and its surroundings and the east of the Alto Paranaíba. These areas have the larger durations of the rainy season as well as the larger rainfall index. On the other hand, the stations of Corumbazul (municipality of Buriti Alegre-GO) and Itajá (municipality Itajá-GO) have rainfall station more shorter and receive smaller amounts of rain. Occured 3336 dry spells during the period 1973-2011 and that 36% their lasted of 7 to 8 days. With the exception of the station rainfall Turvânia-GO, all localities have events of dry spells exceeding 18 days, which can be very prejudicial for economic activities of the basin. The most troubling months are January and February, which despite of have monthly rainfall totals expressive are the months that occur the largest number of dry spells. In the range of 13 to 18 days in January, ocurred 72 events of dry spells, equivalent to 11,9% probability and in February occurred 77 events, corresponding to 10,7% probability. And in relation to dry spells above of 18 days, it was found that in January occurred 30 events (5% probability) and in February 43 (6% probability). The understanding of such a situation is particularly useful for understanding of the climatic rhythm of the Paranaíba Basin, can subsidize the planning and management of the same, offering subsidies for necessary consideration of the temporal variability of water ingress in the your hydrographic system.
Keywords: Pluviometria
Estação chuvosa
Veranicos
Rainfall
Rainy season
Dry spells
Chuvas Periodicidade
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Quote: SILVA, Mariana Mendes. Variabilidade do início e fim da estação chuvosa e ocorrência de veranicos na bacia hidrográfica do Rio Paranaíba. 2014. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16179
Date of defense: 22-Jan-2014
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VariabilidadeInicioFim.pdf4.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.