Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16096
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: As tramas da des(re)territorialização camponesa: a reinvenção do território veredeiro no entorno do Parque Nacional Grande Sertão-Veredas, Norte de Minas Gerais
metadata.dc.creator: Martins, Geraldo Inácio
metadata.dc.contributor.advisor1: Cleps Junior, João
metadata.dc.contributor.referee1: Mendonça, Marcelo Rodrigues
metadata.dc.contributor.referee2: Chelotti, Marcelo Cervo
metadata.dc.description.resumo: A elaboração desta pesquisa parte da perspectiva de compreender o encontro entre as políticas de modernização da agricultura e de conservação ambiental sobre o território dos camponeses veredeiros, na região Norte de Minas Gerais, especificamente, o Projeto de Assentamento Dirigido a Serra das Araras e o Parque Nacional Grande Sertão Veredas. Buscamos essencialmente analisar em que termos este encontro conduziu a des-reterritorizalização, as implicações sobre o território e suas representações e a metamorfoses da relação homemnatureza. Como referência empírica, o lócus de investigação é o Projeto de Assentamento São Francisco, localizado no município de Formoso, Minas Gerais. Originalmente, este assentamento foi criado para receber os moradores expropriados de seus territórios pelas políticas públicas. Para esta análise a pesquisa de campo, as fontes orais e os documentos históricos foram fundamentais, tanto no que se refere ao movimento da teoria, como para a compreensão das mudanças e rupturas vividas por estes veredeiros. O que ficou claro é que os processos de desterritorialização ao longo do tempo se sucederam. Primeiro, temos a desterritorialização pelo avanço da agricultura capitalista e pelo enclausuramento da Unidade de Conservação. Assim, o Projeto de Assentamento São Francisco torna-se a possibilidade para a reconstrução de territórios, mas há processos mediantes que dificultam ação humana, tornando a desterritorialização prolongada e/ou criando uma reterritorialização precária. Atualmente, no PA São Francisco, quando nem mesmo o primeiro território está garantido, o território abrigo, se reinventar é a única forma de com-viver com as desterritorializações prolongadas e/ou com as reterritorializações precárias.
Abstract: The development of this research is to understand the perspective of the encounter between the policies of modernization of agriculture and environmental conservation on the territory of peasants in the north of the state of Minas Gerais. Specifically, it stands for the Settlement Project Aimed at Serra das Araras and the National Brazilian Park Grande Sertão Veredas. We seek to analyze essentially the terms in which this meeting led to dereterritorizalization or reterritorializations, the implications on the territory and its representations and transformations of man-nature relationship. As an empirical reference, the 'locus' of the research is the Settlement Project São Francisco, located in the town of Formoso, in the state of Minas Gerais. Originally, this settlement was created to receive the residents expropriated of their lands by public policies. For this analysis it was crucial a field research, some oral sources and historical documents. These methodologies were important regarding both to the movement of theory, and for understanding the changes and ruptures experienced by those peasants. This thesis makes clear that the processes of deterritorialization were ensued over time. Before those processes this research demonstrates the deterritorialization by the advance of capitalist agriculture and the enclosure of the conservation area. Following, it explains about the Settlement Project São Francisco as a possibility for the reconstruction of territories. In this case there are processes by which becomes difficult the human action, making the deterritorialization prolonged and causing a precarious reterritorialization. Currently, PA São Francisco (Settlement Project São Francisco), a land where it is not even guaranteed as a first territory, reinvent itself as the only way to deal with prolonged deterritorializations and precarious reterritorializations. Keywords: PADSA (Settlement Project Aimed
Keywords: Geografia ambiental São Francisco (MG)
Parque Nacional Grande Sertão: Veredas (São Francisco, MG)
Assentamentos rurais São Francisco (MG)
PADSA
Parque Nacional Grande Sertão: Veredas
PA São Francisco
Território
Des(re)territorialização
Veredeiro
PADSA (Settlement Project Aimed at Serra das Araras)
Nacional Park of Grande Sertão:Veredas
PA San Francisco
Territory
Desterritorialization
Reterritorializations
Peasants
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia
Citation: MARTINS, Geraldo Inácio. As tramas da des(re)territorialização camponesa: a reinvenção do território veredeiro no entorno do Parque Nacional Grande Sertão-Veredas, Norte de Minas Gerais. 2011. 298 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16096
Issue Date: 31-Mar-2011
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Geraldo.pdf7.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.